Início do conteúdo
Drenagem Urbana Sustentável

Carga Horária: 51 horas

Créditos: 3

Código: 1640276

Ementa

Impactos da urbanização no ciclo hidrológico.

Fases da gestão das Águas Urbanas no Brasil e no mundo.

Microdrenagem e Macrodrenagem.

Medidas estruturais e não estruturais de controle de inundações.

Soluções higienistas e compensatórias (funcionamento, aplicações e dimensionamento).

Adequações ambientais dos espaços urbanos para o uso da drenagem sustentável.

Relação entre resíduos sólidos e drenagem urbana.

Gerenciamento da drenagem urbana: mecanismos institucionais e de gestão.

 

Bibliografia

AZZOUT, Y.; BARRAUD, S.; CRES, F. N.; ALFAKIH, E. 1994. Techniques alternatives en assainissement pluvial: choix, conception, réalisation et entretien. Paris: Lavoisier. 372p.

BAPTISTA, M.; NASCIMENTO, N.; BARRAUD, S. 2005. Técnicas compensatórias em drenagem urbana.  Porto Alegre: ABRH. 266p.

CANHOLI, Aluísio Pardo. 2005. Drenagem urbana e controle de enchentes. São Paulo: Oficina de Textos. 302p.

GRIBBIN, J. E. 2015. Introdução A Hidráulica, Hidrologia e Gestão de Águas Pluviais.Tradução Glauco Peres Damas. 4º ed. São Paulo: Cengage Learning.

MIGUEZ, M. G.; VERÓL, A. P.; REZENDE, O. M. 2016. Drenagem Urbana: Do Projeto Tradicional À Sustentabilidade. 1ºed. Rio de Janeiro: Elsevier. 366p.

TUCCI, C. E. M.; GENZ, F. 1995. Controle do impacto da urbanização. In TUCCI, C. E. M.; PORTO, R. L. L.; BARROS, M. T. (Org.). Drenagem urbana. Porto Alegre: ABRH: Ed. da Universidade/UFRGS. Cap.7, p.277-347.

TUCCI, C. E. M. 2003. Inundações e Drenagem Urbana. In TUCCI, C. E. M.; BERTONI, J. C. (Org.). Inundações urbanas na América do Sul. Porto Alegre: ABRH: Ed. da Universidade/UFRGS, p. 45-150.