Início do conteúdo
    Notícias
  • Eleições para Coordenação e Coordenação Adjunta do Colegiado de Curso de Graduação em Ciências Biológicas

    A Comissão Organizadora das Eleições (COE) encarregada do processo eleitoral para a  Coordenação e Coordenação Adjunta do Colegiado de Cursos de Graduação em Ciências Biológicas – Bacharelado e Licenciatura informa que estão abertas as inscrições aos docentes interessados em participar do certame. Para tanto torna público o Edital com as informações e respectivos prazos. Aproveita a oportunidade para conclamar a participação da comunidade no pleito valorizando a Coordenação e Coordenação Adjunta dos Colegiados de Cursos de Ciências Biológicas Bacharelado e Licenciatura. Participe. Pela COE

     Prof. Dra. Virgínia Mello Alves (Presidente)

                                                                Prof. Dra. Joseane Jimenez Rojas

                                                                Prof. Dr. Sebastian Felipe Sendoya Echeverry

                                                                TAE Daniele de Medeiros Cunha

                                                                Acadêmica Vivian de Souza Centeno

    PORTARIA Nº 65, DE 18 DE OUTUBRO DE 2022

  • Instituto de Biologia passa a integrar pesquisas sobre o legado botânico da família Assis Brasil

                A família Assis Brasil e o Castelo de Pedras Altas, onde viveram, têm um papel fundamental na história da política e da agropecuária no estado do Rio Grande do Sul e no Brasil. Joaquim Francisco de Assis Brasil e sua família deram início à construção do Castelo em 1908 e a obra foi finalizada em 1913. Desde então o local foi palco para a introdução de diversas espécies de plantas, utilizadas para o cultivo alimentício ou colecionadas em um arboreto ao redor da construção. O local foi também palco para importantes decisões políticas e para deliberações sobre a democracia brasileira.
                    O projeto integra as ações sobre catalogação, conservação e restauro do acervo do Castelo de Pedras Altas, coordenadas pelas Profas. Andréa Bachettini e Noris Leal, do Instituto de Ciências Humanas da UFPel. O estudo botânico é conduzido pelo discente do curso de Ciências Biológicas, João Castor, sob orientação do Prof. João Iganci, do Departamento de Botânica. A pesquisa trata de um levantamento histórico sobre as espécies de plantas que foram introduzidas para cultivo no Brasil, junto ao Castelo de Pedras Altas. Desta forma, referenciais históricos baseados nos diários pessoais dos membros da família e um inventário sobre a flora ainda presente na propriedade estão sendo realizados. O projeto tem como objetivo resgatar o legado botânico da família Assis Brasil, destacando o pioneirismo na introdução de espécies para cultivo no Brasil, e produzir um catálogo ilustrado sobre a flora do Castelo de Pedras Altas, contemplando fatos históricos e curiosidades sobre as espécies cultivadas na propriedade.
  • Exposição Anatômica: um passeio pelo corpo humano

                O Departamento de Morfologia (DM), do Instituto de Biologia (IB)  da Universidade Federal de Pelotas(UFPEL), promove entre os dias 17 e 21 de outubro, entre as 13h e às 18h, o evento  “Exposição Anatômica: um passeio pelo corpo humano”, o evento acontece nas dependências do Departamento de Morfologia junto ao Campus da Faculdade de Medicina (Avenida Duque de Caxias, 250 Prédio da Morfologia – andar térreo).
    A exposição anatômica consiste em uma apresentação temporária da história deste segmento das ciências da vida. Na exposição é disponibilizado um tour guiado pela parte de Anatomia Humana do Departamento, com auxílio de estudantes e professores da área da saúde, apresentando o conteúdo e espaço preparado para a comunidade exclusivamente para esses dias. O objetivo do evento é aproximar a população em geral e a comunidade acadêmica e, com isso, desmistificar questões relacionadas à natureza humana, além de auxiliar na compreensão por parte da comunidade escolar sobre a formação dos cursos da área da saúde na UFPEL. O evento ainda conta com a divulgação do Programa de Doação Voluntária de Corpos, buscando esclarecer e divulgar a importância da doação voluntária de corpos para estudo da Anatomia Humana.
    O público alvo compreende estudantes do ensino médio da rede pública e privada da região sul do Estado do Rio Grande do Sul. As visitas, que acontecem em grupo ou de forma individual, acontecem sob agendamento.


    Mais informações podem ser obtidas também pela página no Instagram:https://instagram.com/exposicaoanatomica.ufpel?igshid=YmMyMTA2M2Y=

  • Feliz dia do professor

    Reflexões comuns sobre ser professor encontradas na  web:

    • é aprender para ensinar;
    • é ser dedicação,
    • ter paciência e persistência;
    • é ser mestre,
    • é saber cativar e inspirar;
    • é educar;
    • é moldar as mentes do futuro;
    • é saber que o gosto pela aprendizagem é a inspiração que o mundo precisa para evoluir;
    • é professar a fé e a certeza de que tudo terá valido a pena se o aluno se sentir feliz pelo que aprendeu e pelo que ele lhe ensinou;
    •  consumir horas e horas pensando em cada detalhe daquela aula, que mesmo ocorrendo todos os dias, é sempre única e original;
    • é entrar cansado numa sala de aula e, diante da reação da turma, transformar o cansaço numa aventura maravilhosa de ensinar e aprender;
    •  é importar-se com o outro numa dimensão de quem cultiva
      uma planta muito rara que necessita de atenção, amor e cuidado;
    • é ter a capacidade de “sair de cena, sem sair do espetáculo”;
    • é apontar caminhos, mas deixar que o aluno caminhe com seus próprios pés;
    • é quem procura sempre soluções para problemas dos seus alunos e se empenha sem distrações nos momentos mais oportunos;
    • é quem vai esculpindo com  dedicação, paciência e sabedoria as mentes das mulheres e dos homens do amanhã, consciente que pelas suas mãos passa o futuro do país, e com elas ajuda a moldar os cidadãos que tomarão conta desse futuro;
    • é trabalhar com muita muita responsabilidade, conscientes que os alunos confiam na nossa honestidade e irrepreensível juízo;
    • é quem se entrega a tão distinto e honrado ofício, se cultivando para depois cultivar nos outros;
    • é quem compartilha todo o seu conhecimento com os outros;
    • … é muito mais do que se possa descrever, pois atua na construção do conhecimento e sua difusão, fazendo multiplicadores do seu saber. Portanto é ser alguém que merece toda a admiração, confiança e respeito da sociedade a quem dedica seu ofício.

                A Direção do Instituto de Biologia agradece a todos docentes da Unidade e àqueles que estão na sua jornada de tornarem-se professores acreditando nessa profissão e no seu papel social, independentes dos percalços da jornada e do descrédito de alguns que antes de “serem” ou “estarem” em diferentes “status” e posições sociais foram nossos alunos. Que o dia de hoje sirva para as devidas comemorações e reflexões sobre nosso ofício, sobretudo, para entendermos por que alguns daqueles que ensinamos, desde a alfabetização, acabam por desmerecer nosso ofício.

  • Cursos de Ciências Biológicas na VI Mostra de Cursos UFPEL

    Está ocorrendo na data de hoje (28/09/2022)  no prédio da Antiga AABB, Rua Alberto Rosa, 580, Centro, no formato presencial das 08:30 às 12:00 e das 13:30 às 17:30 a VI Mostra de Cursos UFPEL. Os Cursos de Ciências Biológicas – Bacharelado e Licenciatura através de articulação da sua Coordenadora, professora Fernanda Hernandes Figueira, com a comunidade estão representados no evento. Na programação no estande na unidade para hoje temos previsto: Manhã (8h às 13h): Propagação in vitro de plantas: do frasco à marte (Prof. Valmor João Bianchi e Prof. Eugenia Jacira Bolacel Braga), Zoologia (Prof Marco Silva Gottschalk) e Tarde (13h às 18h): Vegetando (Prof. Gustavo Maia Souza), Liga Academica de Neurociencias-LANeuro (Prof. Adriana Lourenço da Silva), CuriosaMente (Prof. Adriana Lourenço da Silva). Além dos ´professores encarregados das atividades e da coordenação dos Cursos de Ciências Biológicas também colaboram alunos da unidade. Parabéns a todos pela divulgação de suas atividades, dos cursos de graduação e da própria Unidade.

  • XVIII Congresso Brasileiro de Fisiologia Vegetal e I Congresso Ibero Latinoamericano de Biologia Vegetal

                 Docentes e discentes do Programa de pós-graduação em Fisiologia vegetal (PPGFV/UFPel) juntamente com a Sociedade Brasileira de Fisiologia Vegetal estiveram à frente da organização do XVIII Congresso Brasileiro de Fisiologia Vegetal e I Congresso Ibero Latinoamericano de Biologia Vegetal realizado de 6 a 9 de setembro no Centro de Eventos da PUC em Porto Alegre – RS. O evento reuniu cerca de 400 pessoas de 22 estados e o distrito federal, além de contar com palestrantes, pesquisadores, expositores e participantes de mais de 5 países.

                   Da UFPel estiveram presentes, vários alunos de graduação (Curso de Ciências Biológicas, Agronomia e Biotecnologia), os alunos do Programa de Pós-Graduação em Fisiologia vegetal, além dos professores, Gustavo Maia Souza (Presidente do XVIII Congresso Brasileiro de Fisiologia Vegetal), Eugenia Jacira Bolacel Braga (Vice-presidente do XVIII Congresso Brasileiro de Fisiologia Vegetal), Valmor João Bianchi, Marcos Antonio Baccarin, Luciano do Amarante e Sidnei Deuner.

                    Dentre os momentos que chamaram a atenção, não só dos Congressistas como das empresas que estiveram patrocinando o evento, foi a realização do V Fórum de Fisiologia Vegetal, no qual ocorreu uma importante discussão sobre “A contribuição das mulheres para a ciência, bem como os desafios de gênero”. A participação das mulheres representou 54% dos inscritos, 38% dos palestrantes e uma nova diretoria da SBFV foi eleita com 50% de mulheres nos cargos principais.  O fórum sobre equidade de gênero reverberou fortemente em toda a comunidade, levantando pontos e ações que serão estudadas por uma inédita comissão da SBFV dedicada a esse assunto. Outro momento marcante foi a FISIOPOP- Mostra Científica Interativa, que buscou incentivar a popularização da ciência, através da promoção da interação entre estudantes de escolas da rede pública de Porto Alegre e acadêmicos de graduação e pós-graduação, com congressistas e cientistas de todo o mundo, que estavam presentes no Congresso. O PPGFV/UFPel participou ativamente da FisioPOP em um total de 20 propostas selecionadas, 8 eram de alunos do Programa.

                 No total, o evento contou com 289 trabalhos científicos apresentados na modalidade pôster. Entre estes, cerca de 25 trabalhos foram enviados pelos alunos do PPGFV. Além disso, o trabalho da pós-doutoranda, Simone Ribeiro Lucho e da doutoranda Ludmilla Bezerra de Almeida PPGFV, ficaram entre os 12 destaques, sendo que este último, orientado pelo Prof. Gustavo Maia, foi selecionado entre os três melhores trabalhos do Congresso.

  • Primavera dos Museus – MCR

                      O Museu de Ciências Naturais Carlos Ritter do Instituto de Biologia participará da Primavera dos Museus da UFPEL. A administração do Museu convida a toda comunidade para prestigiar a sua programação que será:

                   * Dias 22 e 23/09/2022 das 13h às 17h VISITA MEDIADA – Serão realizadas visitas mediadas no acervo entomológico pela equipe integrante do Museu para evidenciar a transformação e libertação realizada pelos insetos durante sua metamorfose, na primavera.
                     * Dia: 24/09/2022 – das 14 as 16 horas: apresentação e divulgação dos projetos de extensão do IB, e das 16h às 17h APRESENTAÇÃO – Apresentação do Coral da UFPel para encerramento do evento, incluindo a temática da semana da primavera com o espetáculo “Fim da Tempestade, o Sol Nascerá”. Neste dia será utilizado o espaço externo em frente ao Museu, caso chova as atividades serão realizadas dentro do próprio Museu.
    MUSEU DE CIÊNCIAS NATURAIS CARLOS RITTERPRAÇA CORONEL PEDRO OSÓRIO, 01 – CENTRO HISTÓRICOe-mail: museucarlosritter@gmail.com – Tel: (53) 3284-4324
  • Encerramento do Curso Práticas Pedagógicas para o Serviço de Atendimento Educacional Especializado

    Hoje ocorreu a cerimônia de encerramento do Curso Práticas Pedagógicas para o Serviço de Atendimento Educacional Especializado com a presença da Coordenadora Geral dos Cursos de AEE do Instituto de Biologia professora Rita de Cássia Morem Cóssio Rodriguez, do Diretor do Instituto de Biologia professor Luiz Fernando Minello, da pesquisadora da equipe Verônica Porto Gayer, da palestrante Aline Herbstrith Batista e do apoio TILs Daiana San Martins GoulartVanessa Pinto da Silva Peres Maximira Rockemback da Porciuncula e Fábio Cóssio.  A cerimônia foi aberta pela professora Rita que deu as boas-vindas a todos e passou a palavra ao Diretor do Instituto de Biologia que manifestou sua alegria pelo término de mais um curso em AEE oferecido pela Unidade, falou da importância dessa formação e da necessidade de sua continuidade, dentre outros aspectos. Na sequência a professora Rita falou sobre a necessidade de associação da teoria com a prática, pois a prática pela prática pode caracterizar ativismo, do que é a inclusão e das suas diferentes faces e aspectos e da importância de realizar a inclusão das diferenças na igualdade respeitando suas desigualdades. Prosseguindo a pesquisadora Verônica discorreu sobre o curso, da sua atuação na inclusão e sobretudo da necessidade de empatia. Depois a palestrante Aline, doutoranda em educação, falou sobre sua experiência como mãe do Martin, um menino com TEA. A palestra, na verdade um diálogo entre a Aline a mediadora Verônica, abordou as vivências diárias dessa mãe, suas perspectivas, anseios e todo o contexto envolvido na inclusão dessa criança. A abordagem foi realizada desde as primeiras observações que chamaram a atenção no desenvolvimento do Martin, o diagnóstico, o choque inicial, as primeiras indicações do profissional até passar a conviver com essa realidade e com o espectro de emoções, ações e vivências que a acompanham, contextualizando com sua atualidade. Ressaltou que com o amadurecimento das suas experiências que a busca inicial no google de informações revelou-se não ter sido uma boa fonte. Nesse contexto os diálogos ocorreram até o final das falas sendo apresentados vídeos do Martin. Novamente a Direção parabeniza o grupo de AEE por mais esse êxito na oferta de seus cursos.

  • Feliz Dia do Biólogo – 03 de setembro

                 O dia do biólogo, profissional que atua na área da Biologia, é comemorado em 3 de setembro porque a profissão foi regulamentada em 3 de setembro de 1979 dia em que  foi criado o Conselho Federal de Biologia (CFBio) ficando estabelecido como Dia Nacional do Biólogo (CRBio-03). A biologia é o estudo de todas as formas de vida no planeta. Dentro da atuação do biólogo, há os estudos nas áreas de Meio Ambiente e Biodiversidade, Saúde, Biotecnologia e Produção, dentre outras.(área de atuação do biólogo).

                           O Curso de Ciências Biológicas do instituto de Biologia foi implantado no primeiro semestre de 1996 tendo como primeiro Coordenador o professor Luiz Fernando Minello (atual Diretor da Unidade) sendo Bacharelado e Licenciatura juntos. No ano de 2003 o Curso foi dividido em Bacharelado e Licenciatura em Ciências Biológicas. Dessa primeira turma, atualmente atua como docente no Instituto de Biologia da UFPEL a professora Rosângela Ferreira Rodrigues (1999, DM) e de turmas posteriores o professor Marcos Marreiro Villela (2001, DMP), Robledo Lima Gil (2002, DMP), Eduardo Bernardi (2004, DMP)assim como as TAEs Michele Pepe Cerqueira (2003, DFF), , Marco Antonio Afonso Coimbra (2003, NURFS), Greici Maia Behling  (2004, NURFS) e Laura Borba Vilanova (2006, DB)   Foram Coordenadores do Curso os professores  Carlos Frederico Nalepinski Widholzer (1996 – 2000, DB); Clóvis Campos Alt; (pró-têmpore|- 1998); Beatriz Helena Gomes Rocha (2004-2010, 2013-2015) ; Rita de Cássia Morem Cossio Rodriguez (2011-2012);  Mabel Mascarenhas Wiegand (2015-2017); Leila de Fatima Nogueira Macias (2017-2019); Adriana Lourenço da Silva (2019-2021;  Izabel Cristina Custódio de Souza (2021 Adjunta Pró-Têmpore e 02/2022 a Coordenadora) ; Marco Antonio Tonus Marinho (2021 – 2022 férias Izabel);  Fernanda Hernandes Figueira (05/2022). Durante a gestão da professora Adriana e, atualmente da professora Fernanda, as professoras Marla Piumbini Rocha e Izabel Cristina Custódio de Souza exerceram a função de Coordenadoras Adjuntas.

              O Instituto de Biologia através dos Departamentos de Botânica (DB), Ecologia, Zoologia e Genética (DEZG), Fisiologia e Farmacologia (DFF), Microbiologia e Parasitologia (DMP) e Morfologia (DM) dão suporte à formação básica e profissional dos futuros biólogos, sendo que algumas disciplinas são oferecidas por outras Unidade da UFPEL. Para apoiar as atividades de Ensino, Pesquisa, Extensão e Prestação de Serviços a Unidade conta com o Museu de Ciências Naturais Carlos Ritter (MCR), o Núcleo de Reabilitação da Fauna Silvestre (NURFS), o Horto Botânico irmão Teodoro Luis, o HerbárioPel e, recentemente o Núcleo de Ilustração Científica em fase de regulamentação. Todos esses órgãos suplementares servem de campo para estágios, pesquisas, extensão e outras atividades didáticas oferecidas aos alunos dos Cursos de Graduação em Ciências Biológicas pelo Instituto de Biologia. A atual administração da Unidade é exercida por um biólogo, fato que aconteceu pela primeira vez no ano de 2018 considerando a fundação da Unidade em 1969 quando foi criada a UFPEL. Cabe recordar que as raízes do Instituto de Biologia encontram-se na centenária Escola de Agronomia Eliseu Maciel e nas Faculdades de Medicina, Veterinária e Odontologia. A Unidade também incrementou seu número de docentes biólogos, assim como TAEs a partir da criação dos seus Cursos de Graduação que deram uma identidade própria, uma vez que, até então somente oferecia disciplinas a Cursos de outras Unidades da UFPEL, por ser considerada Básica.

                  Os alunos dos Cursos de Graduação em Ciências Biológicas têm assento nos Órgãos Colegiados da Unidade (Departamentos, Conselho Departamental, Colegiados de Cursos de Graduação e Pós-Graduação) e estão organizados através do seu Centro Acadêmico atualmente representado pela gestão Bertha Lutz.

                      O Instituto de Biologia para atender a demanda continuada de formação aos seus egressos oferece Cursos de Pós-Graduação Latu Senso em Atendimento Educacional Especializado (AEE) e Stricto Sensu através dos Programas de Pós-Graduação em Entomologia e Biologia Animal (ambos em extinção), Biodiversidade Animal, Fisiologia Vegetal, Microbiologias e Parasitologia e Multicêntrico em Fisiologia Humana.

                 Recordando nossa história e apresentando um pouco de nossa Unidade comemoramos mais esse dia do biólogo felicitando a todos atuais e futuros colegas. Feliz dia dos Biólogos, parabéns a todos colegas que fazem parte dessa grande família do Instituto de Biologia.

  • Curso de aperfeiçoamento em estratégias e práticas de ensino para educandos com transtornos de aprendizagem

    Ocorreu  nessa manhã  (03/09/2022) as 9h30min o seminário de abertura do curso de aperfeiçoamento em estratégias e práticas de ensino para educandos com transtornos de aprendizagem com a presença da professora Rita Rodriguez, coordenadora da equipe do grupo de trabalho do  NEPCA/IB (Núcleo de Estudos e Pesquisa em Cognição e Aprendizagem), a professora Francele Carlan   coordenadora do Curso de Aperfeiçoamento, o professor Luiz Fernando Minello, Diretor do Instituto de Biologia, a colaboradora Maximira Rockemback da Porciuncula,  os palestrantes Rauni Jandé Roama Alves  e Andreia Turra (pedagoga, psicopedagoga e escritora) e  o mediador professor e psicólogo Damião da Silva. A tradução para LIBRAS foi realizada pelas interpretes Daiana San Martins Goulart e Maíra Maus da Silva. O professor Minello deu as boas-vindas ao cursantes, comentou sobre a importância do aperfeiçoamento e das estratégias de aprendizagem, assim como sobre os desafios nesse campo e a interação entre a equipe da academia, os  formadores e os cursantes com seus resultados enriquecedores nesse aprendizado recíproco. A professora Rita discorreu sobre o histórico do AEE e sua trajetória na UFPEL, os desafios da inclusão e a recente modificação da legislação trazendo o TDAH para o AEE de forma regulatória e os desafios surgidos em função dessa nova realidade. Cumprimentou os cursantes desejando sucesso no curso, assim como a todos os envolvidos no processo, contextualizando com sua experiência a inclusão nessa área. Na sequência a professora Francele apresentou sua equipe de trabalho e o modus de gestão do Curso, apresentando os palestrantes e sua mediação. Prosseguindo foi abordado o tema Transtornos da Aprendizagem e TDAH: os avanços na inclusão escolar.  A Direção da Unidade deseja sucesso a esse novo Curso que é fruto da inserção da Unidade no AEE, graças a sua equipe de trabalho coordenado pela professora Rita.

     

     

Translate »