Início do conteúdo
    Notícias
  • Divulgação Live “Um primata em processo de extinção: como sabemos disso e o que podemos fazer? “

    Olá a todos!

    É com enorme prazer que divulgo a nossa 14ª Live do projeto “Ciência e Meio Ambiente Convida”. Neste evento nossa convidada será a Dra. Fernanda Pozzan PaimEla irá conversar com vocês sobre “Um primata em processo de extinção: como sabemos disso e o que podemos fazer? “. Será um evento gratuito, via You Tube, no dia 14/09terça feira, a partir das 19:00 horas (horário de Brasília).

    Link para acesso:  https:// bit.ly/3gqxVjw

    Sigam nossas redes sociais:

    Ciência e Meio Ambiente – YouTube

    https://www.youtube.com/channel/UCXEpL6mlROPf8AK0nNUXBvA

    Ciência e Meio Ambiente |Facebook

    https://www.facebook.com/Ci%C3%AAncia-e-Meio-Ambiente-1857331034565195

    https://www.facebook.com/groups/1930578920295417

    Instagram @cienciaemeioambiente

     

  • AEE no contexto da pandemia

    Nesse sábado teve início mais um curso de extensão sob Coordenação da professora Rita de Cássia Morem Cóssio Rodriguez ofertado pelo Instituto de Biologia através do grupo de trabalho do  NEPCA/IB (Núcleo de Estudos e Pesquisa em Cognição e Aprendizagem). Nesse curso de extensão foram ofertadas 500 vagas para todo o Brasil. O Curso de extensão foi aberto pela professora Rita que logo  anunciou a exibição de um vídeo institucional apresentando a UFPEL aos participante do Curso. Prosseguindo passou a palavra ao Diretor do Instituto de Biologia, professor Luiz Fernando Minello, que deu as boas-vindas e falou sobre a importância dessa formação e desse espaço para discussão da AEE no contexto da pandemia. Após a professora Rita apresentou as professoras Verônica Porto Gayer que falou sobre a estrutura do Curso que será ofertado em 5 módulos, sendo que o primeiro deles abordará uma a revisão da situação do AEE no atual contexto da pandemia e concluiu sua fala informando que o curso terá início em 07/09 e será concluído em  30/11/2021. Prosseguindo a supervisora do Curso, professora pesquisadora  Gessiele da Silva  Correa apresentou dados sobre o seu funcionamento e enfatizou a comunicação, ajuda e orientações através dos tutores, ressaltando sua importância e felicitou a todos pela participação no Curso reiterando a acolhida da Instituição. A seguir teve início a palestra Inclusão e o contexto de pandemia ministrada pelo professor e psicólogo Damião da Silva. Após a palestra do professor Damião foram abertas discussões sobre as reflexões apresentadas pelo palestrante. Desse modo, o Instituto de Biologia através desse grupo de trabalho segue atendendo a oferta de cursos de extensão dentro da educação inclusiva embora seja um Instituto Básico (Fisiologia, farmacologia, zoologia, genética, ecologia, morfologia, parasitologia, microbiologia e botânica). Parabéns a professora Rita e sua equipe. Assista ao vídeo de boas vindas elaborado pelos tutores.

  • Live “Mulheres na Ciência: uma verdade inconveniente”

    No dia 03 de setembro de 2021, o Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática (PPGECM), através da disciplina de Tópicos em Ensino de Ciências, ministrada pelas profªs Francele de Abreu Carlan e Raquel Lüdtke, promoverá uma live com a profª Márcia Cristina Bernardes Barbosa da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) com o título “Mulheres na Ciência: uma verdade inconveniente” que abordará o papel que as mulheres vêm conquistando no cenário científico e seu combate à discriminação de gênero na Ciência.
    Márcia Cristina Bernardes Barbosa é doutora em Física, estudiosa das propriedades da água e membro titular da Academia Brasileira de Ciências. Já ganhou vários prêmios por seus estudos com a água e suas anomalias como o Prêmio L’oreal e Unesco de Mulheres nas Ciências Físicas. Em paralelo tem atuado nas questões de gênero na Ciência onde já ganhou em 2009 a Nicholson Medal dada pela American Physical Society.
    Em comemoração ao dia do biólogo, convidamos a comunidade do Instituto de Biologia (IB) a prestigiar a live da professora Márcia que, com certeza, trará uma ótima discussão sobre o tema.

    link para acesso: https://www.youtube.com/watch?v=pqtmOTovhVM

  • 3 de setembro dia do Biólogo

    biólogo é o profissional responsável pelo estudo das mais variadas formas de vida existentes. Ele observa origens, desenvolvimentos, funcionamentos, reproduções e relacionamentos dos seres vivos com o meio ambiente em que vivem.

    O reconhecimento normativo dos profissionais Biólogos comemora 42 anos em 2021. Foi em 03 de setembro de 1979 que a profissão que investiga a vida passou a ter respaldo legal, com a sanção da Lei Federal nº 6.684. Desde então – como organismo vivo – a manutenção, evolução e adaptação dessa classe profissional tem sido garantida graças à harmonia e à inter-relação entre os profissionais atuantes nesse universo que é a Biologia.

    O primeiro registro de pensamento científico que se tem na história é atribuído à Tales de Mileto, que viveu no século VI a.C. Tales estava andando pelas cercanias de sua casa e achou uma concha, sendo que essa região ficava a vários quilômetros do mar. Ao invés de atribuir essa descoberta à “vontade dos Deuses”, como era de costume na época, Tales concluiu que aquele local teria tido um mar em tempos remotos.

    Passados alguns anos, temos na figura de Aristóteles, mais ou menos em IV a.C., a primeira pessoa a tentar classificar de alguma forma os seres viventes, sendo os seres racionais os que apresentavam temperatura corporal quente e corpo seco e os irracionais os que apresentavam temperatura fria e corpo úmido. No entanto, foi no período das grandes navegações que os estudos sobre a natureza ganharam um grande impulso.

    Naquela época, os estudantes e observadores dos fenômenos naturais eram chamados de naturalistas. Como ser naturalista ainda não era considerado uma profissão, mas um passatempo, um hobby, geralmente os mesmos eram grandes proprietários de terras e fortunas que não tinham necessidade de trabalhar para se sustentar, logo tinham tempo suficiente para estudar e desenvolver suas pesquisas e observações. Naturalistas famosos foram: Carolus Linnaeus, Geofroy Saint-Hilaire, Georges Cuvier, Alfred Russel Wallace e o próprio Charles Darwin.

    Com o tempo, esse passatempo foi se tornando cada vez mais constante e logo esse conhecimento passou a ser transmitido nas Universidades, através dos cursos de Ciências Naturais. O curso de ciências naturais envolvia não só conhecimentos biológicos, mas também geográficos, geológicos, paleontológicos e históricos. O primeiro curso de Ciências Biológicas do Brasil , foi criado na USP em 1934 e ainda tinha o nome de História Natural. Somente na década de 1960 que o Curso de Ciências Biológicas veio a ter identidade própria em nosso país.

    Biólogo – Aquele que estuda a vida em suas mais variadas formas

    Parabéns Biólogos – Sentir orgulho de ser um profissional da Biologia é reconhecer a importância que cada uma de suas ações tem para a sociedade e para a ciência. É saber que suas descobertas podem salvar milhares de vidas e garantir a sobrevivência de diferentes espécies. sentir orgulhoso!

    Fontes: https://www.crbio06.gov.br/index.php/o-biologo/profissao-biologo/historico-da-profissao-biologo; https://www.crbio01.gov.br/institucional/historia

  • Reunião aberta Conselho Departamental inicia debates sobre PPI na Unidade

    No dia primeiro de setembro (01/09/2021) o Conselho Departamental reuniu-se em sessão aberta a comunidade para iniciar os debates relacionados as discussões sobre o novo Projeto Pedagógico Institucional (PPI) da UFPEL. O assunto teve o início dos seus debates com a equipe do Projeto Diálogos Acadêmicos (coordenação GVR) – articulação da discussão sobre a revisão e eventual atualização do Projeto Pedagógico Institucional (PPI), em paralelo e em consonância com a revisão do PDI. Desse grupo de trabalho (GT) estiveram presentes na reunião a professora Ursula Rosa da Silva (Vice-Reitora); professor  Gustavo Maia Souza (Núcleo de Interdisciplinaridade, Avaliação e Planejamento da Pós-Graduação, PRPPG); professora  Maria de Fátima Cóssio (Pró-Reitora de Ensino,  PRE), professora  Silvana Paiva Orlandi (Assessora  Gabinete da Vice-Reitora); professor  Eduardo Ferreira das Neves Filho (Coordenação de Pedagogia Universitária, PRE), professora  Renata Moraes Bielemann (Coordenação de Relações Internacionais – CRInter) e  Eleonara Campos da Motta Santos (Coordenação de Arte, Cultura e Patrimônio, PREC) além dos Conselheiros e convidados {Karine Massia Pereira (TAE – DMP); Monica Laner Blauth (Docente – DEZG); Michele Pepe Cerqueira (TAE – DFF); Felipe Diehl (TAE – DEZG); Mateus Casanova dos Santos (Docente – DM);  Ana Paula Nunes (Docente – DM suplente professores Associados;  Jucimara Baldissarelli (Docente – DFF); Caroline Scherer (Docente – DB); Mariangela Heppe Lopes (Docente – DFF); Aline Longoni dos Santos (Docente Substituto – DM); Ana Maria Rui (Docente – DEZG) e Mayara Guelamann da Cunha Espinelli Greco (Discente Pós-Graduação Mestrado em Entomologia)}.  Na oportunidade foi possível conhecer o projeto e dar início aos debates que seguramente se serão estendidos a toda comunidade. Aqueles que por ventura não puderam estar presentes podem encontrar informações na Ata 25/21, slides e gravação da reunião.

  • ENADE para os cursos de licenciatura e bacharelado

    A Coordenadora dos Colegiados de Cursos de Graduação Bacharelado e Licenciatura em Ciências Biológicas, professora Adriana Lourenço da Silva,  informa aos alunos concluintes sobre a realização do ENADE. Segue os links de acesso e tutorial
    Lista de alunos concluintes inscritos. Bacharelado e Licenciatura.

     

    Alunos que desejarem maiores esclarecimentos entrar em contato com o Colegiado de Curso
  • DEPARTAMENTO DE MORFOLOGIA DA UFPEL PROMOVE EVENTO “REEDIÇÃO PORTAS ABERTAS PARA A CIÊNCIA E INCLUSÃO”.

    Nos dias 26 e 27 de agosto de 2021 o Departamento de Morfologia do Instituto de Biologia da Universidade Federal de Pelotas, promove o evento Reedição Portas Abertas para a Ciência e Inclusão. O evento consiste em uma reedição, com recursos de audiodescrição e libras, do evento apresentado na 17ª Semana Nacional de Ciência & Tecnologia, que tem como tema “Inteligência Artificial: A Nova Fronteira da Ciência Brasileira”.

    A proposta consiste em divulgar para a comunidade que a ciência pode ser propriedade de todos, independente das limitações que apresentem, de forma temporária ou permanente. Os organizadores propiciarão, de forma virtual, um passeio por alguns laboratórios e acervo de peças anatômicas, do Departamento de Morfologia, do Instituto de Biologia, da UFPel, a alunos do ensino básico e comunidade em geral. Neste público alvo também estão incluídos alunos da educação especial, que possuem limitações visuais e auditivas, e que conhecerão um projeto desenvolvido no departamento que evidenciará, através de modelos biológicos interativos, o potencial das tecnologias assistivas em possibilitar alternativas para a inclusão.

    Inscrições no link: https://www.even3.com.br/iiportasabertas/

    Instagram do evento:

    https://www.instagram.com/p/CSGObnfgjUQ/?utm_medium=copy_link

     Confira a programação e prestigie:

    Dia 26/08/2021

    19:30 – Abertura – Prof. Drª Rosangela Ferreira Rodrigues – UFPel

    19:35 – Apresentação dependências – Prof. Dr. Rafael Gianella Mondadori – UFPel

    19:45 – Apresentação acervo Embriologia – Prof. Dr. Luiz Fernando Minello – UFPel

    20:00 – Apresentação acervo Anatomia – Prof. Esp. Carlos Alberto Tavares – UFPel

    20:20 – Apresentação acervo Anatomia Animal – Prof. Drª Ana Valente – UFPel

    20:40 – Apresentação acervo utilizado para pessoas com deficiência visual – Prof. Drª Mariana Valença – UFPel

    21:00 – Acessibilidade em Produtos Culturais – Prof. Dr. Raymundo Carlos Ferreira Filho – NAPNE – IFSul

    21:20 – Considerações – Prof. Drª Anelise Levay Murari – UFSM

    21:25 – Encerramento

     Dia 27/08/2021

    19:30 – Projeto Curso de Técnicas Histológicas em Libras – Prof. Drª Rosangela Ferreira Rodrigues – UFPel

    19:40 – Projeto Museu de Ciências Morfológicas – Discente C. Biológicas Lucas Schneider Lopes – UFPel

    19:50 – Conexões entre Inteligência Artificial e Ciência – Esp. Anderson F. Rodrigues UFPel

    20:00 – Apresentação acervo Anatomia Animal – Prof. Drª Ana Valente – UFPel

    20:20 – Acessibilidade para surdos – Prof. Mestranda Aline Kaster – UFPel

    20:30 – Projeto Historep com página em Libras – Prof. Drª Sandra Fiala – UFPel – Discente Odontologia Henrique Jalil – UFPel

    20:40 – Acessibilidade em textos eletrônicos – Prof. Doutoranda Fabiane Beletti da Silva – NATE – UFPel

    21:00- Projeto Você tem dúvida de quê? – Prof. Drª Marla Piumbini – UFPel

    21:10 – Considerações – Prof. Drª Joseane Jimenez Rojas UFPel

    21:15 – Encerramento

  • Aberto o Curso de Gestão em Educação Especial e Educação Inclusiva

    Na manhã de hoje (21/08/2021) dando continuidade a oferta de Cursos de Extensão em Atendimento Educacional Especializado (AEE), as 10 horas, foi aberto de forma remota o Curso de Gestão em Educação Especial e Educação Inclusiva. Na oportunidade a sessão foi aberta com um vídeo sobre a UFPEL após a apresentação da equipe pela professora Rita Cóssio – Coordenadora Geral dos Cursos. A professora agradeceu a presença da reitora, professora Isabela Andrade, do Diretor do Instituto de Biologia, professor Luiz Fernando Minello e de toda sua equipe que entre docentes, pesquisadores, Tradutores (TILs), formadores e demais membros de apoio atingem cerca de 150 pessoas. Prosseguindo a Reitora deu as boas vindas a todos e todas presentes no Curso, ressaltou a importância do tema e de sua felicidade em estar presente por atuar como arquiteta na inclusão através da adequação dos acessos e instalações à acessibilidade, dentre outros temas abordados  na sua fala.

    Na sequencia do Diretor do IB ressaltou a importância do tema e na felicidade da Unidade poder estar ofertando essa oportunidade de compartilhar saberes a todos recantos do Brasil e salientou as dificuldades dos gestores para essas ofertas, mas que a superação delas é necessária, mesmo que com poucos recursos humanos, pois o saber tem que ser compartilhado. Apresentou o Instituto de Biologias, em especial o NEPCA/IB (Núcleo de Estudos e Pesquisa em Cognição e Aprendizagem) e sua equipe agradecendo o trabalho do grupo e desejando um excelente Curso a todos. Posteriormente, foram apresentadas a psicopedagoga Débora Jacks, a psicóloga Clarissa Bilhalva e a enfermeira Giovana Rodrigues que atuarão nesse Curso de Gestão juntamente com 11 tutores e outros membros da equipe de apoio. Prosseguindo as atividades foi apresentada a professora Maria de Fátima Cóssio, pró-reitora de Ensino da UFPEL que palestrou sobre o tema Educação Inclusiva e o Papel do Gestor. O curso prosseguiu durante a manhã com debates após a palestra. A Direção do Instituto de Biologia deseja êxito a equipe da professora Rita e a todos cursantes sendo que esse curso se estenderá até o dia  31 de outubro do corrente ano.

    Veja a segui imagens da abertura do evento e o calendário de oferta de Cursos em AEE.

    ofertas 2021

  • Aluna do curso de Ciências Biológicas publica sua primeira ilustração científica, em revista da Sociedade Americana de Taxonomistas de Plantas (ASPT)

    A estudante Débora Dalzotto participa do Núcleo de Ilustração Científica do Departamento de Botânica, sob orientação do Prof. João Iganci, e acaba de publicar seu primeiro trabalho como ilustradora, no periódico Systematic Botany, veiculado pela Sociedade Americana de Taxonomistas de Plantas (ASPT). A ilustração retratada na imagem abaixo representa uma nova espécie de planta da família Asteraceae, descoberta recentemente. A estudante ilustrou a espécie a convite dos pesquisadores autores do artigo. A nova espécie se chama Calea funkiana V.R.Bueno & G.Heiden e foi nomeada como homenagem póstuma à renomada pesquisadora Vicki Ann Funk (1944–2019), que dedicou sua trajetória ao estudo das Compositae  e impulsionou o estudo da família e a formação de especialistas ao redor do mundo. A colaboração da aluna Débora Dalzotto para a publicação é sem dúvidas um importante marco na sua formação acadêmica e um incentivo para novos alunos do curso, interessados na área de Ilustração Científica.

    O artigo completo pode ser acessado no link .

    Ilustração produzida pela acadêmica Débora Dalzotto, publicada no periódico Systematic Botany 46(2): 472.

  • Mestre em Biodiversidade e Conservação – Kew e Queen Mary University of Londo

    Desenvolva habilidades essenciais na conservação e restauração de habitats vegetais biodiversos e conduza pesquisas nos ecossistemas com maior biodiversidade do mundo.

    Dois pesquisadores na floresta de Wakehurst cercados por campânulas, trabalhando com câmeras e um computador

    Junte-se à Kew e à Queen Mary University of London em um novo e empolgante Mestrado em Biodiversidade e Conservação, onde você aprenderá a ciência fundamental e a aplicação prática para restaurar e manter habitats naturais.

    Os cientistas da Kew contribuem para dois fluxos de atividade em nosso Msc Biodiversidade e Conservação, um com foco em Ecologia, Evolução e Conservação, e o segundo em Conservação e Restauração.

    No segundo desses fluxos, a atividade, supervisão e ensino dos alunos são focados em Kew, onde os alunos terão mais acesso às suas instalações, coleções, bancos de dados, redes globais e experiência da equipe.

    Os alunos deste programa de mestrado se tornarão especialistas em ciências da biodiversidade, incluindo os fatores que afetam a biodiversidade e soluções para impedir a perda de biodiversidade.

    Do global ao local, os alunos aprenderão como coletar e utilizar dados para informar a compreensão, juntamente com os métodos e técnicas para conduzir a conservação in -situ e ex-situ .

    Um projeto de pesquisa de seis meses, supervisionado por um cientista Kew, permite que os alunos explorem um desafio de pesquisa para informar e apoiar as práticas de conservação.

    Este curso de mestrado oferece aos alunos habilidades aplicadas em conservação e restauração, com foco em habitats de plantas terrestres.

    Os graduados deste MSc estão bem equipados para o local de trabalho, idealmente adequados para funções em ONGs ambientais, órgãos governamentais, consultorias ecológicas, instituições de caridade conservacionistas, jardins botânicos, organizações de pesquisa independentes e universidades.

    Leia mais em:

    https://www.kew.org/science/training-and-education/msc-biodiversity-and-conservation?fbclid=IwAR1QeLF_AGxUk-A5swD5RR8SKRI2PYuY4HiD6XvjYXuvjRJusZLWv5F9g7km

Translate »