Início do conteúdo

Elucidações sobre a NOTA DE ESCLARECIMENTO – QUANTO AO USO DE MÁSCARAS (…E PIOR MASCARAS CASEIRAS, publicada em 18.03.20, na página do IB.

Em relação a NOTA DE ESCLARECIMENTO – QUANTO AO USO DE MÁSCARAS (…E PIOR MASCARAS CASEIRAS, publicada em 18.03.20, na página do IB cabem as elucidações a seguir.

Desde a publicação da NOTA várias recomendações e normativas foram reconsideradas, em diversos órgãos de referência em saúde pública. A atual recomendação do Ministério da Saúde brasileiro, também está em baseada na recomendação do CDC, publicada em Abril deste ano (https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/prevent-getting-sick/cloth-face-cover-guidance.html). Este documento ocorreu após análises de dados de que as novas infecções por COVID-19 entre os funcionários de hospitais teriam sido reduzidos pela metade, após instituir a política pelo uso de máscaras.

Voltando a nota de esclarecimento, esta explicou porquê o uso de máscaras caseiras, sem as adequações apontadas, pode incorrer em uma confiança de uma segurança microbiológica, que tem dependência inclusive no tipo de material utilizado, por exemplo.

Na reportagem UNDERSTANDING CHANGING GUIDANCE ON MASK USE, que em tradução livre seria “Entendendo as mudanças de recomendação para o uso de mascaras”, publicado pela Universidade John Hopkins, nos Estados Unidos (disponível em  https://hub.jhu.edu/2020/04/24/covid-19-mask-glove-use/#:~:text=Rule%3A%20The%20CDC%20made%20the,be%20hoarding%20of%20precious%20resources),  os entrevistados, professores Kirsten Koehler e Ana Rule, explicam as mudanças que realmente ocorreram nas recomendações técnicas para o uso de máscaras. Para o Professor Koehler, “o que acontecerá com o público em geral, será confiar em uma máscara feita em casa”. Mas, ainda segundo o professor, é importante o uso de máscaras, com a mentalidade de que estamos usando essas máscaras para proteger os outros, não necessariamente para nos proteger. A melhor autoproteção ainda é a mesma: – atualmente, se possível – ficar em casa” e manter o distanciamento social, de pelo menos 2 metros, mesmo com máscara.  Portanto, FIQUE EM CASA, USE MÁSCARA.

Professora Dulcinéa Blum-Menezes

Professora de Microbiologia/IB/UFPel.

Publicado em 21/08/2020, em Sem categoria.
Translate »