Início do conteúdo

GRUPO UNIOVINOS CONCLUI PROJETO DE EXTENSÃO EM ESCOLA NO MUNICÍPIO DE CANGUÇU

               No último dia 28/11/2019 o Grupo Uniovinos do Instituto de Biologia/Departamento de Fisiologia e Farmacologia, concluiu a parte de campo do projeto de extensão intitulado “A Universidade na Escola do Campo”.

                O trabalho foi desenvolvido junto à Escola Municipal de Ensino Fundamental Cristo Rei, no município de Canguçu, RS, envolvendo alunos da educação infantil e do ensino fundamental do primeiro ao nono ano. O projeto “A Escola do Campo” foi criado para cumprir a Emenda da Lei Orgânica Municipal Nº08/2017, a qual visa a implantação gradativa de educação em turno integral no município.

                Foram atendidos 140 alunos, sendo realizadas oficinas de ensino, teóricas e práticas, cujos temas versaram sobre características da espécie ovina e sua utilização em sistemas de exploração pecuária. As oficinas foram desenvolvidas em quatro ocasiões distintas, sendo aquelas de natureza teórica realizadas na própria escola, e as de natureza prática em propriedades privadas cedidas para o projeto.

                A equipe do projeto contou com a participação de oito alunos, sendo dois pertencentes ao Programa de Pós-Graduação em Zootecnia e seis pertencentes ao Curso de Graduação em Zootecnia, ambos da UFPEL, uma Zootecnista e o coordenador do Grupo Uniovinos, Prof. Gilson de Mendonça.

                Devido ao êxito alcançado, o projeto foi renovado por mais um ano junto à universidade. Além disso, está sendo celebrado convênio e termo de cooperação técnica entre a Universidade Federal de Pelotas e a Prefeitura Municipal de Canguçu. Dessa forma o projeto será ampliado a outras escolas do município.

                O Grupo Uniovinos agradece:

                – À Prefeitura Municipal de Canguçu e à Secretaria Municipal de Educação de Canguçu, pelo apoio ao projeto, especialmente na questão logística e de transporte da equipe.

                – À Escola Municipal de Ensino Fundamental Cristo Rei, pela forma carinhosa com que nos receberam, pelo auxílio durante as oficinas de ensino e, principalmente, pelo reconhecimento de nosso trabalho.

                – Às propriedades privadas Cabanha Lagoa do Junco e ACG Silveira Ovinocultura, pela cedência das instalações e animais para a realização das oficinas práticas.

  

     

Publicado em 04/12/2019, em Sem categoria.