Início do conteúdo

PNAD Contínua: emprego com carteira fica estável e informalidade aumenta

Segundo os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC) divulgados em 31 de outubro pelo IBGE,  a taxa de desocupação no trimestre (jul/ago/set) foi de 12,4% . O resultado representa uma queda de 0,6 % frente ao trimestre imediatamente anterior. Em relação ao mesmo trimestre de 2016, quando a taxa foi de 11,8%, houve alta de 0,6%.

EMPREGO COM CARTEIRA DE TRABALHO ASSINADA FICA ESTÁVEL

O número de empregados com carteira de trabalho assinada (33,3 milhões) ficou estável frente ao trimestre abril-maio-junho de 2017. No confronto com o mesmo período em 2016 ocorreu uma queda de -2,4% (menos 810 mil).

INFORMALIDADE AUMENTA

A categoria dos trabalhadores por conta própria (22,9 milhões) cresceu 1,8% em relação ao trimestre anterior (mais 402 mil pessoas), que representa um aumento de 4,8% (mais 1,1 milhão) em relação ao mesmo período em 2016.

O contingente de trabalhadores sem carteira de trabalho assinada no setor privado (10,9 milhões) cresceu 2,7% (mais 288 mil pessoas) em relação ao trimestre anterior. Quando comparado ao mesmo período em 2016, o resultado corresponde a uma elevação de 6,2% (mais 641 mil pessoas).

Confira os resultados pelo link abaixo.

Comentarios PNADC – setembro_2017

Translate »
%d blogueiros gostam disto: