Início do conteúdo
Metodologia

A metodologia de implementação deste Observatório ocorrerá em dois âmbitos diversos:

a) No âmbito da pesquisa social, do monitoramento das transformações do mundo do trabalho em escala regional, na produção de indicadores, estudos e análises sobre o mundo do trabalho. Utilizar-se-á, neste sentido, tanto metodologias quantitativas como qualitativas de análise do mundo do trabalho. Tomar-se-á como fontes de dados quantitativos, as bases de dados das instituições públicas e privadas brasileiras, tais como o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, o Ministério do Trabalho e Emprego – MTE, o Ministério da Previdência Social – MPS, o Sistema Nacional de Emprego – SINE, o Departemento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos – DIEESE, a Fundação de Economia e Estatística – FEE do Estado do Rio Grande do Sul, o Ministério Público do Trabalho, a Justiça do Trabalho, dentre outras instituições relevantes. Essas instituições também fornecem fontes qualitativas relevantes, tais como documentos, legislação, dados administrativos específicos. As metodologias qualitativas também serão desenvolvidas através de fontes diversas tais como a aplicação de questionários estruturados, a realização de entrevistas, a realização de observações diretas, o desenvolvimento de observações participantes, além do uso e produção de material audiovisual.

b) No âmbito da gestão das atividades do Observatório Social do Trabalho, o que supõe a participação e colaboração dos atores sociais e parceiros vinculados ao projeto. Tal processo de gestão implicará o acompanhamento e avaliação constante das atividades do Observatório, com realização de reuniões periódicas dos parceiros e de avaliações técnicas com equipes especializadas de pesquisadores e alunos. A divulgação dos indicadores, estudos, análises e todo conjunto de informações no Portal do Observatório será, pois, objeto de permanente avaliação da coordenação do Observatório e dos parceiros reunidos num Conselho de Gestão. Este conselho de gestão deverá ser definido segundo normas próprias a serem elaborados pelos parceiros do projeto, isto é, as instituições e órgãos que dele participam.

O desenvolvimento do projeto envolverá, ainda, as seguintes atividades:

a) Reuniões periódicas com as instituições parceiras para discutir e definir os indicadores, estudos, análises, documentos, etc., a serem publicados no Portal do Observatório Social do Trabalho.

b) Reuniões periódicas com o grupo de pesquisadores do Observatório Social do Trabalho (professores, alunos, técnicos) a fim de definir e acompanhar as pesquisas a serem realizadas, os dados e estudos a serem publicados e as formas de publicação dos mesmos.

c) Atividades regulares de pesquisa de campo para levantamento e organização dos dados quantitativos e qualitativos a serem publicados no Portal do Observatório Social do Trabalho.

d) Atividades de extensão visando estabelecer o debate e a reflexão crítica sobre as transformações do mundo do trabalho na região.

Translate »
%d blogueiros gostam disto: