Início do conteúdo

Leve redução do desemprego no Brasil

Segundo os resultados mensais da Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílios Contínua, recentemente publicados pelo IBGE, referentes ao último trimestre móvel (fevereiro-março-abril de 2017), foram contabilizados, no Brasil, 14,048 milhões de desocupados. Esse volume corresponde a uma taxa de desocupação de 13,6%. Portanto, houve uma diminuição da desocupação em termos absolutos em relação ao trimestre móvel anterior (janeiro-fevereiro-março de 2017), quando foram registrados 14,176 milhões de desocupados (-128 mil desocupados). Nesse mesmo período, a taxa de desocupação diminuiu, em termos absolutos, 0,1 ponto percentual, uma vez que no trimestre móvel anterior essa taxa era de 13,7%.

Em comparação com o mesmo trimestre móvel do ano anterior (fevereiro-março-abril de 2016), observa-se que ainda há um forte aumento da população desocupada, de 23,1%, sendo contabilizados 2,637 milhões de desocupados a mais. Naquele trimestre móvel de 2016, haviam 11,411 milhões de pessoas desocupadas. A taxa de desocupação, que era de 11,2%, cresceu, em termos absolutos, 2,4 pontos percentuais.

Para acessar o documento integral sobre o balanço do desemprego no Brasil, clique no link abaixo:

A Evolução do Desemprego no Brasil PNADC Fev-Mar-Abr 2017

 

Publicado em 02/06/2017, em Notícias. Marcado com as tags Desemprego, Mercado de trabalho e ocupação.
Translate »