Início do conteúdo

Água do São Gonçalo qualifica abastecimento do Campus Capão do Leão

O ano de 2022 já iniciou com a qualificação do fornecimento de água ao Campus Capão do Leão. Desde a última quarta-feira (29), passou a ser tratada na Estação de Tratamento de Água mantidas pela Agência de Desenvolvimento da Bacia da Lagoa Mirim (ALM) na Estação Experimental Terras Baixas, vizinha do campus, água vinda do Canal São Gonçalo, manancial com qualidade superior à captada no Arroio Padre Doutor, fonte anterior.

A melhoria na qualidade da água distribuída no CCL sempre foi alvo de um trabalho constante por parte da Administração Central da UFPel, em colaboração com a Embrapa Clima Temperado, que também faz uso da rede de abastecimento mantida em parceria pelas duas instituições.

Durante o primeiro semestre de 2021, foram promovidas alterações nas estruturas e nos procedimentos para fornecimento de água para suas comunidades, tanto na captação de água, tratamento, distribuição e controle da qualidade da água. Uma das principais intervenções foi a mudança do ponto de captação da água bruta, posicionando-o no corpo do arroio.

No entanto, tal manancial é historicamente notório por apresentar elevados teores de ferro e manganês, que se acentuam em períodos de estiagem, impondo à água baixa qualidade, especialmente na cor, ainda após o tratamento. Mesmo com os esforços para minimizar os efeitos desses componentes, eventualmente identificava-se a presença de cor na água de alguns pontos de consumo, impedindo seu uso. Mesmo nesse período, foram adotadas estratégias para que, com essa água bruta, se mantivesse a qualidade para consumo, mesmo que, por algumas vezes, a cor não parecesse adequada.

Já no segundo semestre, UFPel, Embrapa e Corsan, empresa abastecedora de água do município do Capão do Leão, promoveram a construção de uma rede de recalque para fornecimento de água bruta para a ETA tendo como origem o Canal São Gonçalo, atendendo a estação permanentemente, com melhor qualidade e volumes adequados ao tratamento, para posterior distribuição.

O processo culminou na última semana do ano, quando o Laboratório de Água e Efluentes da Agência de Desenvolvimento da Bacia da Lagoa Mirim (ALM), que opera e conduz a Estação de Tratamento de Água realizou baterias de testes para definir o tratamento da água bruta recebida pela nova rede. A partir da última quarta-feira (29), finalmente, a água que chega na ETA, fornecida diretamente da nova rede da CORSAN tem origem no Canal São Gonçalo e já está sendo tratada e fornecida à comunidade.

O Laboratório de Águas e Efluentes da ALM permanece coletando, semanalmente, amostras de água na captação e em pontos de consumo, para manter sob controle os níveis de qualidade de água à comunidade.

Mesmo assim, outras ações fazem parte do planejamento para qualificar ainda mais a oferta de quantidade e qualidade de água para o Campus Capão do Leão. Ainda em 2022, a água tratada para o Campus deverá ser distribuída diretamente da Estação de Tratamento de Água da CORSAN, que está em fase de conclusão, tema já acordado entre as Instituições.

Fonte: Coordenação de Comunicação Social da UFPel

Publicado em 17/01/2022, em SOBRE A FAEM.