Início do conteúdo

Resultados dos editais de bolsas de IC e IT apontam para ampliação na distribuição de cotas entre pesquisadores.

Um maior número de docentes/pesquisadores contemplados com cotas de bolsas de Iniciação Científica (IC) e Tecnológica (IT) na UFPel é o principal resultado do relatório de distribuição de bolsas de IC e IT elaborado pela Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação. Os dados apontam para uma diminuição de cotas acumuladas pelo mesmo pesquisador, passando de 37% das cotas em 2016, para 27% em 2018, representando uma redução de quase 30% nas cotas acumuladas. Mesmo diante de uma redução no número absoluto de bolsas considerando todos os editais, que passaram de 565 em 2016 para 525 em 2018, houve um aumento absoluto de docentes contemplados, passando de 355 em 2016 para 385 contemplados em 2018.

                                 Gráfico 1. Evolução no número absoluto de pesquisadores contemplados

 

Os resultados apresentados são fruto da política adotada pelo Comitê Institucional de Bolsas de IC e IT que, a partir de 2017, reduziu o acúmulo máximo de cotas por pesquisador de três para duas e impediu o acúmulo de bolsas do CNPq e FAPERGS. No âmbito das políticas implementadas a partir de 2017, destaca-se ainda a destinação de 100% das cotas institucionais para estudantes beneficiários de ações afirmativas permitindo que esses estudantes possuam oportunidade de acesso aos programas de Iniciação à Pesquisa e Inovação. Outra novidade implementada em 2018 foi a criação das bolsas para empreendedorismo inovador, com a destinação de cinco cotas para empresas incubadas junto a CONECTAR.

Gráfico 2. Percentual de cotas de bolsas de IC e IT acumuladas por pesquisador.

O relatório com a distribuição de cotas de IC por subárea do conhecimento, com as demandas qualificadas de cada área e os respectivos pontos de corte (50% da mediana de pontuação da área) pode ser conferido aqui.

Publicado em 09/08/2018, em Notícias.