Início do conteúdo
    Notícias
  • NOTA DE ESCLARECIMENTO – CONSUN 07/08/2019

    E por falar em democracia…

    Ontem, no Conselho Universitário da UFPel, “vivemos um processo histórico”. Houve uso político da votação no Conselho Universitário na divulgação oficial da Universidade sobre o que de fato ocorreu no Conselho. Parte dos conselheiros presentes, cuja opinião não foi devidamente considerada, acaba inclusive caracterizada como antidemocrática e conservadora.

    A notícia divulgada no site da UFPel diz:

    “Em reunião realizada nesta quarta-feira (7), o Conselho Universitário (CONSUN) aprovou a proposta trazida pela administração da UFPel de que a adesão ou não ao Programa FUTURE-SE, proposto pelo Ministério da Educação, seja definida por meio de um plebiscito com toda a comunidade universitária.”

    Comentário: O Conselho Universitário votou e aprovou, por unanimidade, meramente a possibilidade da realização de um plebiscito futuro sobre a adesão ou não da Universidade ao programa “Future-se” do governo federal. Isso não quer dizer que os Conselheiros que se manifestaram contra a realização da votação sobre o plebiscito naquele momento sejam contrários ou não ao referido plebiscito. Após uma discussão em que houve manifestações isoladas quanto à conveniência ou não da realização de um plebiscito, o que foi questionado por conselheiros foi se a discussão sobre a aprovação e sobre o método do plebiscito poderia ocorrer naquela reunião, uma vez que a realização do plebiscito não constava na pauta e os representados pelos conselheiros (representações da categoria discente, de técnico-administrativos, de docentes; diretores de unidades) não tiveram a oportunidade de serem ouvidos por aquelas e aqueles que representam. Vários conselheiros fizeram ainda propostas de encaminhamento, que não foram sequer levadas ao pleno, solicitando o adiamento da discussão sobre o plebiscito para o período após a retomada das atividades de ensino na próxima semana e garantida a discussão quanto ao método a ser adotado nessa importante consulta à comunidade universitária.

    Segue a nota divulgada no site:

    “O CONSUN aprovou também, por unanimidade, um cronograma de debates sobre o FUTURE-SE, os quais deverão ocorrer até o meio de outubro. Nas próximas semanas, os detalhes do plebiscito, incluindo sua data provável, serão definidos pelo Conselho Universitário. A administração da UFPel já manifestou que proporá o plebiscito entre os meses de outubro e novembro, com votação universal entre todos os integrantes da comunidade acadêmica.”

    A nota encerra com uma manifestação do reitor da Universidade, Pedro Curi Hallal, que enfatizou o que ele considera “uma decisão histórica”. Afirma o reitor, segundo a nota: “Plebiscito é a expressão máxima da democracia, somente possível em situações de alta intensidade democrática. Felizmente, a maioria dos conselheiros e das conselheiras teve coragem de dizer ‘sim’ à democracia e ‘não’ ao conservadorismo. Plebiscitos não devem ser feitos para impor a vontade de alguns, mas sim para garantir o respeito a decisão democrática da comunidade”.

    Comentário: Afirma o reitor que “a maioria dos conselheiros e das conselheiras teve coragem de dizer ‘sim’ à democracia e ‘não’ ao conservadorismo”. Uma vez que a aprovação da possibilidade de realização do plebiscito foi por unanimidade, quais conselheiros teriam votado “contra a democracia”? Quais conselheiros teriam dito “sim” ao conservadorismo? A “alta intensidade democrática” prevista impede, por acaso, a manifestação, discussão e votação de calendário para a adoção do plebiscito pelo Conselho Universitário outro do que o proposto originalmente? A “alta intensidade democrática” impede que se garanta o prazo necessário para que a comunidade seja ouvida após o recesso, que termina na próxima segunda-feira, na definição do método e dos prazos? O voto pelo adiamento da discussão a respeito do plebiscito, permitindo a articulação e consulta à comunidade acadêmica, seria mesmo um voto contrário à democracia e favorável ao conservadorismo?

    Acreditamos que, se o Conselho Universitário decidir realizar consultas através de plebiscitos como praxe, precisa definir o método e discutir mais amplamente quais temas que deveriam ser regularmente alvo de consultas à comunidade, ao invés de reagir apenas quando provocado, o que não impediria que casos outros, como esse, pudessem ser considerados para definição através de plebiscito e evitando que se pudesse atribuir decisões importantes como essa a interesses casuísticos seja de quem for.

    A divulgação de notas que sugerem a divisão no Conselho Universitário e possivelmente em outras instâncias da Universidade entre “democratas” e “antidemocráticos” por mero alinhamento ou não a encaminhamentos de prazo definidos pela administração da UFPel tensiona a construção da unidade na defesa da Universidade pública, gratuita, laica, inclusiva e de qualidade socialmente referenciada que desejamos preservar perante os graves ataques da parte do governo federal que enfrentamos nesse momento.

  • Reunião Aberta sobre o RU e Confecção de Cartazes

    Conforme deliberado na última assembleia estudantil (07/06), convidamos todas/os estudantes para mais uma atividade de discussão e mobilização sobre a privatização dos Restaurantes Universitários da UFPel.

    Amanhã (11/06), esperamos vocês no RU da Telles (Antiga CEU), para seguirmos o debate e confeccionarmos cartazes!

    Bora!

  • Assembleia Das/os Estudantes da UFPel sobre o RU

    Atenção estudantes da UFPel!

    Já falamos aqui sobre o início da terceirização total do serviço de Restaurante Universitário na UFPel, e sobre os problemas trazidos por essa nova modalidade, que diminui o controle da universidade sobre o serviço. Leia mais

    Na próxima quarta, 16/05, esperamos todas/os na Assembleia em que vamos debater o futuro dos RUs, sua privatização completa e infraestrutura – que já se mostrou precária. Pois, lembrem-se, isso pode e deve ser discutido entre nós, estudantes!

    Entre os problemas já encontrados, destacamos:
    – Falta de acessibilidade
    – Perda de 40% dos alimentos de agricultura familiar, pelo disposto no contrato
    – Transporte de apoio parando mais longe
    – Insegurança quanto ao preço de 2 reais nos próximos anos

    Sintam-se a vontade para trazer questões além das elencadas e/ou diversas da temática do RU!

    VAMOS NOS MOBILIZAR POR NOSSOS DIREITOS! Chama as/os colegas e vem!!

    Evento no facebook

  • Terceirização do RU do centro começa amanhã – 07/05

    O RU do centro começará a ser gerenciado por uma empresa amanhã (07/05), em novo endereço.

    Não haverá mudança nas rotas do transporte de apoio, que continuará parando na XV de Novembro esquina Tiradentes, e depois no Salis Goulart, que é a parada mais próxima do novo RU.

    Continuaremos denunciando a terceirização dos serviços públicos! Fiquem ligadas/os, em breve chamaremos para novas mobilizações!

  • Início da Terceirização dos RUs da UFPel

    O atual Restaurante Escola, que passará a ser denominado Restaurante Universitário, mudará de local e de regime jurídico, e isso precisa NOS INTERESSAR! Trata-se da mudança para a rua Santa Cruz, entre Tiradentes e Lobo da Costa, e da TERCEIRIZAÇÃO TOTAL desse espaço mais do que importante para nossa permanência na cidade e na UFPel.

    Manifestamos REPÚDIO, inicialmente, à assinatura do contrato, pela reitoria, com uma empresa de prestação de serviços de alimentação coletiva no dia 6 de março do corrente ano, sem prévio debate sobre tal contrato junto à comunidade. Entendemos que, no mínimo, a reitoria deveria ter promovido uma CONSULTA a quem é atingido diretamente pelo serviço prestado, isto é, a nós ESTUDANTES, bem como às/aos TRABALHADORAS/ES TERCEIRIZADAS/OS desse serviço.

    Foi solicitado pela PRAE que o DCE divulgasse uma carta, no início de abril, escrita exclusivamente pela reitoria. Após conversarmos, principalmente na reunião aberta do último sábado (21), entendemos por óbvio que devemos sim publicitar a carta, mas juntamente com algum documento oficial que aponte os marcos desse novo RU. Por isso, segue o CONTRATO com a empresa vencedora da licitação, que solicitamos à PRAE nos últimos dias, além da carta que possui as informações que foram divulgadas na segunda (23), no site da UFPel.

    Essa é uma entre as muitas questões envolvidas. O plano da reitoria é que, ao fim do presente contrato e do que será firmado através de licitação do RU do Capão, e da disponibilização dos espaços para o RU do Anglo e para o da nova Casa de Estudante, seja realizado processo licitatório para que UMA ÚNICA EMPRESA preste os serviços alimentícios à TODA COMUNIDADE ACADÊMICA DA UFPEL. Essa mudança, de convênio com a Fundação de Apoio Universitário (FAU) para contrato com uma empresa, precisa ser discutida e estudada amplamente.

    Além de tudo, foram encontrados processos de execução fiscal em que outras empresas, pertencentes a Zaide Maria Neckel, proprietária da empresa vencedora da licitação, foram condenadas a pagar dívidas vultuosas. Saiba mais aqui.

    Na quarta-feira (25), o DCE promoveu um debate sobre a terceirização do Restaurante Escola, no auditório da Faculdade de Direito. A atividade contou com a presença do professor Jairo Halpern, especialista em Direito do Trabalho, que explicou como funciona o processo de terceirização e respondeu questionamentos. Leia mais aqui.

    Seguiremos promovendo atividades sobre o tema e nos posicionando contra a terceirização, que precariza ainda mais o trabalho e a prestação de serviços públicos. Fique atenta/o às próximas!

    Contrato da UFPel e empresa prestadora de serviços de alimentação coletiva

    Carta da PRAE

     

  • Conquista do Movimento Estudantil: O DCE tem Sede Nova!

     

    O DCE TEM SEDE NOVA!

    Após muita luta e reivindicação dos estudantes, finalmente o DCE tem uma nova sede, que possibilita acesso independente, garantindo maior autonomia da entidade e dos estudantes.

    O espaço localiza-se no ICH II, na rua Almirante Barroso esquina com a Três de Maio. Atualmente, a entrada ainda se dá pela portaria do Campus II, mas a gestão está providenciando o novo acesso, que será pela rua Três de Maio, sendo controlado exclusivamente pelos estudantes. Acreditamos que esse espaço é de todas e todos, devendo, portanto, ser utilizando tanto para atividades próprias do DCE como por outras atividades de interesse dos estudantes e do movimento estudantil, como reunião de grupos de estudos, CAs e DAs, coletivos… O espaço conta com quatro salas e uma área livre, de forma que qualquer estudante pode usufruir do espaço, basta entrar em contato conosco! Ainda estamos organizando o local e providenciando a construção de um banheiro e uma cozinha, mas todas e todos são bem vindos a construí-lo com a gente! Bora ocupar esse espaço e torná-lo vivo!

     

    Confira os dias e horários de abertura da nova sede:
    QUARTAS: 14h – 19h
    QUINTAS: 9h30 – 12h30;
    14h30 – 16h30
    SEXTAS: 17h -18h30

  • DCE Na Rua – Sarrada de Volta às Aulas – 07/04/2018

    Ontem, encerramos a #CalouradaSemAssédio com mais um DCE Na Rua de sucesso. Obrigada pela presença e esperamos vocês nas próximas!

    Confere aí as fotos!

  • Entardecer Cultural no Anglo – 02/04, após 16h

    #CalouradaSemAssédio

    Amanhã, a partir das 16h, o DCE estará promovendo o Entardecer Cultural no Anglo, para promover integração e aliviar as tensões que vivenciamos diariamente na Universidade. Contaremos com apresentação da companhia Ruidosa Alma, além de estarmos confeccionando as carteirinhas estudantis a partir desse horário e passando nas turmas de calouras/os!

    Lembrando que quarta-feira haverá uma aula pública sobre Saúde Mental das/os estudantes no Direito, a partir das 17h!

    Cola lá!

  • Lista de Carteirinhas Disponíveis para Retirada

     

    Galera cujos nomes estão na lista, podem retirar amanhã (02/04) no Entardecer Cultural, que vai rolar no Anglo a partir das 16h e tem previsão para término às 20h, ou nas outras atividades da semana. Programação completa AQUI!

    Retirada mediante pagamento de R$ 5,00 ou apresentação de atestado de beneficiária/o da PRAE.

     

    Atenção para a lista de estudantes com carteirinhas disponíveis para retirada:

     

    1. ALISSON MACHADO MACIEL – PROCESSOS GERENCIAIS
    2. ANA CAROLINA PRESTES MARON – DIREITO
    3. ANA LUISA RIGOLIN MENGELLE BIANCHI – BIOTECNOLOGIA
    4. ANA PAULA FERREIRA DE LIMA – AGRONOMIA
    5. ANA RAQUEL LEAL CHARNAUD – MEDICINA VETERINÁRIA
    6. ANGELITA MILECH – CIÊNCIAS BIOLÓGICAS (BACHARELADO)
    7. ARTHUR RUAS SILVA – DIREITO
    8. BERNARDO MEDEIROS E SILVA – HISTÓRIA (LICENCIATURA)
    9. BIANCA SCHMITZ BERGMANN – LETRAS RED. E REV. DE TEXTOS
    10. BRENDA DA SILVA NAPARO – LETRAS RED. E REV. DE TEXTOS (BACHARELADO)
    11. BRUNA MEDEIROS SILVA DE PINHO – LETRAS RED. E REV. DE TEXTOS (LICENCIATURA)
    12. BRUNO DE OLIVEIRA KIMURA – ENGENHARIA GEOLÓGICA
    13. CAMILA GRIEP GUIMARÃES – GEOGRAFIA (BACHARELADO)
    14. CAMILA PAULA DE SOUZA – EDUCAÇÃO FÍSICA
    15. CAMILA QUINTANA LOPES – ZOOTECNIA
    16. CASSIA BROCCA CABALLERO – MESTRADO EM RECURSOS HÍDRICOS
    17. DANIEL SOUTO PERES – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
    18. DANIEL SOUZA IOST – DIREITO
    19. DEMAICON SCHMIDT PETER – GEOGRAFIA (LICENCIATURA)
    20. EDUARDA MEDIETA REZENDE – ENFERMAGEM
    21. EDUARDO BARBACHAN D. BORBA – GEOGRAFIA (LICENCIATURA)
    22. EDUARDO GOULARTE LESSA DOS SANTOS – REL. INTERNACIONAIS
    23. EMANUELLA CARMO DA S. MOURA – ENG. AMBIENTAL E SANITÁRIA
    24. FELIPE SOARES CANDIA – ALIMENTOS
    25. FRANCINE ZAFALON RIBEIRO – MEDICINA VETERINÁRIA
    26. GABRIELA COUTO MADRUGA – ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA
    27. GABRIELA KONRADT MARTINEZ – PEDAGOGIA
    28. GABRIELA S. DE SOUZA DA SILVA – LETRAS ESPANHOL/PORTUGUÊS (LICENCIATURA)
    29. GISELE OLIVEIRA DIAS – LETRAS (LICENCIATURA)
    30. JAYANA NICARETTA DA SILVA – ENGENHARIA DE PETRÓLEO
    31. JOÃO PEDRO EBLING DOS SANTOS – LETRAS PORTUGUÊS/ALEMÃO
    32. KARINA JOBIM PINTO – MESTRADO EM ENTOMOLOGIA
    33. KRYSSLA GANTES SOARES – FÍSICA (LICENCIATURA)
    34. LAURA CAVION WOLFF – RELAÇÕES INTERNACIONAIS
    35. LAURA KUHN MARQUES – JORNALISMO
    36. LÉO PLAMER LARROSSA – ARQUITETURA E URBANISMO
    37. LETICIA GARCIA SILVA – LETRAS ESPANHOL/PORT.
    38. LORENZO FAGIAN PAZ – CIÊNCIAS BIOLÓGICAS (BACHARELADO)
    39. LUANA RIOS MEIRELES – CIÊNCIAS ECONÔMICAS
    40. LUANA RODRIGUES DA COSTA – NUTRIÇÃO
    41. LUIS FERNANDO PINTO AZEVEDO – PSICOLOGIA
    42. LUIS HENRIQUE PORTO OLIVEIRA – HISTÓRIA
    43. LUIZA BORGES MARTINS – ED. FÍSICA (LICENCIATURA)
    44. LUIZA DOS ANJOS LOPES – GEOGRAFIA (BACHARELADO)
    45. MAIARA MELLO M. D. DA SILVA – GEOGRAFIA (LICENCIATURA)
    46. MAIARA MOREIRA BERDETE – GEOGRAFIA (LICENCIATURA)
    47. MARIA ANTONIA SANTOS FLORES – ENFERMAGEM
    48. MARIA CRISTINA CARDIA PEREIRA – ARTES VISUAIS (LICENCIATURA)
    49. MARIA DA GRAÇA BOANOVA CAMACHO – GESTÃO PÚBLICA
    50. MARIA DE FÁTIMA DA ROSA FARIAS – MÚSICA (BACHARELADO)
    51. MARINA FUCOLO DOS SANTOS – ZOOTECNIA
    52. MATEUS MAIA FONSECA – ENG. DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO
    53. MATHEUS REZENDE DE DEUS – CINEMA E AUDIOVISUAL
    54. MAYARA FERREIRA DE ÁVILA – MEDICINA VETERINÁRIA
    55. MONIKE SILVA COSTA – CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
    56. NATASHA RODRIGUES DE OLIVEIRA – DOUTORADO EM BIOTECNOLOGIA
    57. PAOLA RENATA JOANOL DALLMANM – MEDICINA VETERINÁRIA
    58. PAOLLA ROCHA PINTO – LETRAS TRADUÇÃO INGLÊS/PORT. (BACHARELADO)
    59. PAULO RICARDO RAMSÉS MACHADO – ODONTOLOGIA
    60. PEDRO OLIVEIRA MOLINA – CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
    61. PIERRE LUZ DE SOUZA – ENG. AMBIENTAL E SANITÁRIA
    62. RAFAEL DUVAL PINTO – JORNALISMO
    63. RAFAEL SEVERO PEDROLLO – FARMÁCIA
    64. RAFAELA NEUMANN – NUTRIÇÃO
    65. RAQUEL DO PRADO FOUTOURA – LETRAS RED. E REV. DE TEXTOS (BACHARELADO)
    66. RENATA DE LIMA CONTREIRA – NUTRIÇÃO
    67. RITIELE MACHADO PRESTES – PSICOLOGIA
    68. ROBERTA SILVA SOHNE – LETRAS ESPANHOL/PORTUGUÊS
    69. SCHAIANE CUIMBRA DIAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
    70. SIMONI BECKER – GASTRONOMIA
    71. TAIANE CAROLINE CÂNDIDO – ENGENHARIA AGRÍCOLA
    72. TAÍS PEREIRA FERREIRA – QUÍMICA
    73. VINICIUS PAZINI LARA – ODONTOLOGIA
    74. VITOR ABEL MONTEIRO ALVES – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
    75. VITOR LUCHE SEBAJE RAMOS – ADMINISTRAÇÃO
    76. VITÓRIA DUARTE FARIAS – DIREITO
    77. VIVIANE KOPP HIRDES – ZOOTECNIA
  • DCE Na Rua – Sarrada de Volta às Aulas

    Está chegando mais um DCE Na Rua!

    Finalmente 2018/1 chegou e, com ele, a #CalouradaSemAssédio do DCE UFPel!
    Como parte da programação que preparamos para receber as/os calouras/os, e para comemorar a tão esperada chegada de 2018 em nossas vidas, convidamos bixos e veteranas/os para mais um DCE Na Rua, que já provou no último semestre que é sucesso!
    A sarrada será no dia 07/04, a partir das 15h, na Três de Maio entre Barroso e Alberto Rosa, ao lado do Campus II. Teremos novamente aquela cervejinha a um preço camarada, e quem quiser fazer suas banquinhas, fiquem à vontade. A festa é de vocês!

    Bora!!!

    Evento no facebook