Notícias
  • Formatura Interna do ICH bastante prestigiada

    Na última sexta-feira, 20 de outubro de 2017, realizou-se a Cerimônia Interna de Colação de Grau de todos os cursos do Instituto de Ciências Humanas. A solenidade foi realizada no Auditório do Campus II do ICH e contou com a presença de mais de 150 pessoas, entre professores, alunos, técnicos e os diversos convidados dos formandos.

    A mesa foi composta pelo professor Jonas Moreira Vargas, Coordenador do Colegiado dos Cursos de História, Sidney Gonçalves Vieira, Diretor do ICH, Mário Ayres da Silveira, Secretário da Unidade e professora Flávia Maria Silva Rieth, Coordenadora do Colegiado de Curso de Antropologia. Também estiveram presentes os professores Nóris Mara Pacheco Martins Leal (Departamento de Museologia, Conservação e Restauro); Lori Altmann (Departamento de Antropologia e Arqueologia); Alessandra Gasparotto, Elisabete da Costa Leal e Adhemar Lourenço da Silva Júnior (Departamento de História). Os Servidores Técnicos Administrativos Carmen Regina Braga Mesquita, Álbio Ferreira da Costa e Mara Lúcia Vasconcelos da Costa, também prestigiaram o evento, A parte técnica contou com o auxílio dos estudantes Everson da Martha e Adriel Costa.

    Colaram grau os seguintes formandos:

    HISTÓRIA

    Ângelo Bierhals Zarnot

    Asma Mohd Daod Sheikha

    Bruno Giovane da Silva

    Gabriel Basílio de Campos

    Heloisa Pereira Miranda

    Juliano Basílio da Luz

    Maximiliano de Lima Porto

    Michael Macedo de Moraes

    Roberta Bajadares Larré

    Arantxa Sanches Silva da Silva

    Hemã Thiago Santos Leite

    Laura Giordani

    GEOGRAFIA

    Daniela Lucena Pereira

    Tamires Liporais

    Francisco José Soares Cunha

    Samir Husein Abdalla Samara

    Samira Flávia Guedes de Souza

    Silvana de Matos Bandeira

    Sílvio dos Santos Luís Júnior;   

    MUSEOLOGIA

    Ânderson Moreira  Passos

    Carolina da Motta Tavares

    Caroline Prietto

    Gisele dos Santos Amaro

    Rafael Teixeira Chaves

    Rochele Valente Moura

    CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE BENS CULTURAIS MÓVEIS

    Fábio Gonçalves Zundler

    Júlia Xavier Barros

    Tarsila Costa Rizzi

     

    ANTROPOLOGIA

    Beatriz Helena Mendes da Silva

    Cristiano Meirelles

    Maysa Luna Lilva

    Viviane Silva Alves

    CIÊNCIAS ECONÔMICAS

    Taigor Ceroni Silveira

     

    Ao final da solenidade a professora Flávia leu o seguinte manifesto em defesa da universidade pública.

    As Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) consideram inaceitáveis os ataques ao ensino superior gratuito e universal promovidos pelo governo de Michel Temer. As restrições aos orçamentos das IFES, e o congelamento de gastos sociais pelos próximos vinte anos, impostos pela Emenda Complementar 95, apontam para um futuro sombrio, inviabilizando a universidade pública em suas bases atuais.

    A privatização e mercantilização do ensino em todos os níveis é o objetivo inequívoco deste movimento, que busca direcionar recursos públicos aos cofres dos grandes grupos privados de educação, entre eles gigantes internacionais do setor. A universidade pública, assim como a educação em todos os níveis, é prevista no Artigo 205 da Constituição Federal de 1988, que garante sua concepção plural e universalista.

    É a universidade pública estatal quem, por larga margem, produz e avança a ciência brasileira, em diferentes áreas, promovendo conhecimento e desenvolvimento social em todas as regiões do país. Esta mesma universidade, gratuita, permite que milhões de estudantes brasileiros possam ter acesso ao ensino superior, incluindo, cada vez mais, minorias e grupos historicamente sub-representados no espaço universitário.

    Por estes motivos, pedimos a recomposição imediata dos orçamentos das IFES, o fim da privatização e mercantilização do ensino público, e a manutenção de um ensino superior gratuito, inclusivo, plural e democrático, com a autonomia que lhe é devida pela mesma Constituição Federal de 1988. (Documento redigido em 29 de setembro de 2017, em Recife, durante o Seminário Concepções e Modelos de Universidade Pública Estatal. Fonte: Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior – ANDES-SN).

    O professor Sidney Vieira prestou homenagem ao professor Luiz Carlos Cancellier, Reitor afastado da Universidade Federal de Santa Catarina, que, recentemente, se suicidou após ter sido preso, solto e acusado de desvio de dinheiro público. O professor Sidney lamentou o atual tratamento que tem sido dispensado à universidade pública brasileira, cada vez menos considerada pelo governo federal.

    Entretanto, em sua fala, o professor Sidney não deixou de exaltar o entusiasmo e o profissionalismo da Universidade Federal de Pelotas em suas atividades e que, por isso, era sempre uma satisfação poder participar de uma formatura onde se via o encontro  entre os profissionais da universidade, os formandos e seus convidados. Cumprimentou a todos pela conquista e por terem prestigiado a cerimônia.

  • Sarau no ICH

    Participe do “Sarau na Boca da Noite” com a poeta e antropóloga Marília Floor Kosby, no dia 24 de outubro de 2017, terça-feira, às 18 H, na calçada em frente ao ICH da Rua Alberto Rosa, 154.

  • Curso Antropologia e Pesquisa em Mídias Digitais

    Curso Antropologia e Pesquisa em Mídias Digitais

    Profa. Débora Krischke Leitão (UFSM)

    O notável protagonismo das tecnologias digitais no cotidiano e em diversos domínios da vida social tem desafiado as disciplinas que se dedicam a compreender a vida em sociedade. O curso Antropologia e Pesquisa em Mídias Digitais tem como objetivo apresentar a constituição do campo da Antropologia Digital, descrever o panorama atual das pesquisas sobre mídias digitais e/ou em ambientes digitais, assim como discutir questões metodológicas e éticas da pesquisa desses objetos/contextos.
    Conteúdo Programático
    1. Do ciber ao digital: a constituição de um campo
    2. Etnografia e mídias digitais: questões metodológicas e éticas
    3. Panorama de pesquisas recentes
    Bibliografia
    Será disponibilizada aqui.
    Quando
    Serão três encontros: 30 de novembro de 2017 (das 14h30 às 18h30), 1º de dezembro de 2017 (das 9h00 às 12h30; das 14h00 às 18h00).
    Modalidades de participação
    1. Alunos/as de Pós-Graduação: poderão matricular-se, na Secretaria do PPGAnt/UFPel (ppgant@ufpel.edu.br), na disciplina de um (1) crédito Antropologia e Pesquisa em Midias Digitais. Matrículas: de 23 de outubro a 1º de novembro.
    2. Alunos/as de Graduação, Docentes e demais interessados/as: deverão, até 1º de novembro, solicitar sua inscrição escrevendo para ppgant@ufpel.edu.br, informando nome completo, titulação, curso a que está vinculado/a e ano em que está, e-mail; manifestando seu interesse em participar do curso e declarando comprometer-se em participar dos três encontros programados. Após solicitar a inscrição, aguardar comunicação a respeito, confirmando-a ou não. Havendo maior número de interessados/as do que vagas, a prioridade será dada aos/às que tiverem disponibilidade para participar integralmente do curso, alunos/as e docentes de Antropologia, alunos/as em estágio mais avançado de seus cursos.
    Caso a totalidade das vagas não seja preenchida, as inscrições serão reabertas.

  • PRG organiza Mostra dos Cursos de Graduação na Feira do Livro

    Convite

    A Pró-Reitoria de Graduação da UFPel está convidando as Unidades Acadêmicas para participarem da Mostra de Cursos de Graduação da UFPel, que ocorrerá durante a Feira do Livro de Pelotas.

    Uma tarefa importante que se coloca para todos (as) nós é a de divulgar à comunidade de Pelotas e região os nossos Cursos de Graduação e as diferentes oportunidades de acesso à Universidade.
    Por isso, estamos convidando, com grande entusiasmo e satisfação, suas unidades para participar da realização da Mostra de Cursos de Graduação da UFPel. A oportunidade de fazer isso, de maneira otimizada e dentro dos recursos orçamentários limitados que temos no momento, surgiu a partir da possibilidade de aproveitamento de espaço cedido pela organização da Feira do Livro de Pelotas, na qual teremos, em dia único, uma alameda coberta à disposição de nossos cursos de graduação.
    Como o tempo é outro limitador, contamos com a colaboração de todos (as) para que essa empreitada seja levada a cabo da melhor maneira possível, e, desta forma, todos os cursos possam estar representados. Solicitamos que as direções atentem para a organização da mostra e estimulem as comunidades acadêmicas a atuarem nessa iniciativa.
    Destacamos algumas informações importantes:

    1) o evento ocorrerá no dia 17 de novembro próximo, das 9 às 18 horas e as Unidades/cursos precisarão organizar suas equipes para atenderem os dois turnos;
    2) as escolas que possuem ensino médio serão convidadas a participar, levando seus alunos concluintes à Mostra com horários previamente agendados;
    3) a PRE vai oferecer espaço coberto (toldos), folders institucionais, um vídeo institucional e banners para cada um dos cursos;
    4) a alameda na qual acontecerá a Mostra (na Praça Cel. Pedro Osório em direção ao Mercado Público) será coberta e tem 40 m de comprimento, espaço que será distribuído entre a divulgação dos Programas e Projetos da PRE e os cursos/Unidades, levando-se em consideração a quantidade de cursos por Unidade e as dimensões de ocupação da alameda permitidas pelo poder público;

    Para a confecção dos banners, e para possam ser utilizados pelos cursos/unidades após a Mostra, a ideia é que contenham apenas o NOME do curso, UMA IMAGEM SIGNIFICATIVA, e o nome de nossa instituição e unidade correspondente. A dimensão será de 80 cm x 1.20m, e ficarão dispostos na alameda que nos foi destinada, em frente às equipes das unidades, que responderão eventuais questionamentos dos (as) interessados (as);
    É MISTER que as respostas ao convite e as imagens dos cursos em alta resolução, sejam enviadas para o e-mail mostradecursosufpel@gmail.com impreterivelmente até o dia 27/10. Caso contrário, imagens que já estão no Banco de Dados da CCS/UFPel serão utilizadas.
    Algum material extra (de pequena dimensão, não inflamável e não cortante) poderá ser levado pelos cursos, sob responsabilidade das unidades.
    Será oferecida aos visitantes, também, como lembrança, um marcador de livros;
    Outras atividades estão sendo planejadas, tais como, atividades artísticas, interações com programas e projetos, e rodas de conversa com profissionais de diferentes áreas, sendo que a programação será divulgada oportunamente. (Aceitamos sugestões e colaboração).

  • Professores e alunos do Programa de Pós-graduação em Geografia participam do Encontro Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Geografia (ENANPEGE)

    A Coordenação do Programa de Pós-graduação em Geografia divulga participação entre os dias 12 e 15 de outubro de 2017, no XII ENANPEGE

    Os professores e alunos do PPGEO participaram do XII ENANPEGE, realizado na UFRGS em Porto Alegre, com o tema “Geografia, Ciência e Política: do pensamento à ação da ação ao pensamento”. O evento congregou pesquisadores da Geografia de todo território brasileiro e também do exterior e contou com mais de 1400 participantes, evidenciando as reais dimensões da pós-graduação e da pesquisa em Geografia no Brasil. Os professores do PPGEO foram responsáveis pela coordenação e acompanhamento de cinco Grupos de Trabalho (GT´s), fato que evidencia a ampliação da visibilidade do programa no cenário nacional. A coordenação do PPGEO  participou das discussões e deliberações do fórum de coordenadores e do fórum de avaliação da CAPES (este último especialmente conduzido em função da recém divulgada avaliação quadrienal). Os discentes do PPGEO apresentaram suas pesquisas nos GT´s coordenados pelos principais pesquisadores das temáticas abordadas e também atuaram como monitores durante o evento, contribuindo para a dinâmica dos GT´s, dos fóruns de discussão e das mesas redondas. O fórum de discentes de programas de pós-graduação em geografia também ocorreu durante o evento, tendo ampla participação dos discentes do PPGEO.O conselho editorial da Revista Geographia Merdionalis esteve presente no fórum de editores de revistas onde foram discutidos aspectos do sistema de avaliação dos periódicos científicos da pós-graduação. O Próximo ENANPEGE, em 2019, será realizado na USP em São Paulo.

  • Fezes de pombos interrompem atividades no LEAA/ICH

    Já não é de hoje que os usuários do Campus das Ciências Humanas e Sociais (CCHS), sofrem com os efeitos daninhos da proliferação de pombos que se deu no local. Os pássaros fazem ninhos nas frestas existentes nos locais onde são instalados os aparelhos de ar condicionado. Usam os poços de luz para suas atividades naturais e provocam efeitos indesejados com a quantidade de fezes que produzem no local.

    Atualmente, as janelas do Gabinete da Direção do ICH e as janelas do Laboratório de Estudos Agrários e Ambientais (LEAA) são as mais atingidas. Tanto que no LEAA o acúmulo de fezes provocou o aparecimento de uma espécie de piolho que tem irritado a pele de alunos e professores. A infestação se tornou tão insuportável que a coordenadora do LEAA, professora Giancarla Salamoni, resolveu suspender as atividades no laboratório até que o problema seja resolvido.

    A Superintendência de Infraestrutura resolveu parcialmente o problema em outro poço de luz existente no prédio, com a colocação de telas nos locais mais usados pelos pombos. Entretanto, no momento não dispõe de serviço de serralheria para realizar o obra no outro poço de luz, onde se localizam o LEAA e o Gabinete da Direção do ICH. A limpeza no local não é realizada, sob a alegação de que não é uma solução para o problema. Enquanto isso, o convívio vai se tornando cada vez mais insuportável.

  • Aula ao ar livre, mas não por opção.

    Aulas de conservação e restauro de pinturas têm sido ministradas ao ar livre no Campus II do ICH. Infelizmente, não se trata de uma opção pedagógica, mas uma imposição da situação. Ocorre que o Laboratório de Conservação e Restauração de Pintura ainda não possui exaustor instalado e, em decorrência desse fato, diversos problemas com alergia aos produtos químicos inalados por professores e estudantes do curso já foram observados.

    Tal situação determinou que as aulas passassem a ser realizadas no pátio do Campus, onde a luz natural até facilita o trabalho com as obras. Mas, isso nem sempre pode ser feito, pois a intempérie também pode provocar danos às pinturas e, em certas ocasiões, é um risco o manuseio das obras fora do ambiente controlado que deve ter o laboratório.

    O problema é antigo, pois ocorria o mesmo no prédio da Canguru. A solução só ocorrerá quando houver a instalação da capela de exaustão demandada para tais atividades.

  • Todos afastamentos devem ser registrados no SCDP

    O que é o SCDP

    O SCDP, Sistema de Concessão de Diárias e Passagens, é um sistema eletrônico que integra as atividades de concessão, registro, acompanhamento, gestão e controle das diárias e passagens decorrentes de viagens realizadas no interesse da administração, em território nacional ou estrangeiro. Esse sistema permite a disponibilização de arquivos no Portal da Transparência do Governo Federal, bem como informações aos órgãos de controle para fins de auditoria.

    Quais viagens devem ser registradas?

    O SCDP é de utilização obrigatória pelos órgãos da administração pública federal, conforme previsto no Decreto 5.992/2006, e seus procedimentos foram regulamentados pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) por meio da Instrução Normativa Nº03/2015. A previsão legal é de que todas as viagens no âmbito de cada órgão ou entidade devem ser registradas no SCDP, mesmo nos casos de afastamento sem ônus ou com ônus limitado.

    Diante disso, a Pró-Reitoria Administrativa, por intermédio da Coordenação de Finanças e Contabilidade, Seção de Diárias e Passagens, orientou as Unidades que todas as viagens de servidor, desde que seja a trabalho, mesmo não havendo pagamento de diárias e/ou passagens,  sejam registradas no SCDP. Quando não houver a concessão de diárias e/ou passagens deverá ser preenchido o Termo de Renúncia Parcial/Total Diárias/Passagens, devidamente preenchido e assinado pelo Proposto e Proponente da viagem.

    QUE DOCUMENTOS DEVEM SER PREENCHIDOS PARA VIAJAR A TRABALHO

    Resumindo, todo servidor, em viagem a trabalho, com ou sem diárias/passagens, deverá, obrigatoriamente, preencher pelo menos os seguintes documentos:

    Formulário de afastamento

    No caso de não haver concessão total ou parcial de diárias ou passagens:

    Termo de Renúncia Parcial/Total Diárias/Passagens

    Para a utilização do Termo de Renúncia Parcial/ Total – Diárias/ Passagens mencionado no Memorando Circular nº. 010/2017/PRA  e disponibilizado no link acima, devem ser observados os seguintes requisitos:

    • Se depois de preenchido o documento contiver mais de uma pagina , após impresso deve ser assinado de forma legível pelo proposto e pelo proponente em campos próprios , rubricado nas páginas não assinadas, digitalizado e anexado no respectivo processo do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens em formato PDF com todas as páginas em um mesmo arquivo.
    • A não observância das instruções acima acarretarão em devoluções do processo até que sejam feitas as devidas correções.