Início do conteúdo

Manifestação da Faculdade de Educação da UFPel sobre o retorno das atividades presenciais da Educação Básica durante a pandemia

Desde sua criação, há 45 anos, a Faculdade de Educação tem demonstrado seu compromisso social com a educação básica e o direito à Educação, com os profissionais e trabalhadores da educação e suas associações de classe. Este compromisso pode ser traduzido por meio do seu engajamento com os processos de formação docente, tanto em nível de graduação como de pós-graduação, com atuação marcante em atividades de ensino, pesquisa e extensão.

Neste momento, um dos piores da Pandemia do COVID-19, a vacinação da população em geral é uma exigência de todos nós. A sociedade sofre a falta de políticas de saúde adequadas, com a perda de inúmeras vidas, ao mesmo tempo em que presenciamos um risco à saúde de professores/as, funcionários/as, crianças e famílias da comunidade escolar, com o pretendido retorno às atividades presenciais nas escolas.

Afirmamos estar juntos com essas comunidades, no sentido de defender que a vacinação em larga escala, as condições de higienização e a disponibilização de materiais necessários para a prevenção de contágio são imprescindíveis para um retorno às atividades presenciais.

As práticas de negação da ciência, da vacina, do distanciamento social, do uso de máscaras e de medidas adequadas de apoio social e econômico para as comunidades mais vulneráveis, só fazem aumentar as dificuldades que enfrentamos e distancia, cada vez mais, o retorno saudável e produtivo da população a suas atividades. Afirmamos a vida e não o obscurantismo. A experiência de outros países mostra que onde o retorno às atividades presenciais ocorreu de modo precipitado, houve um aumento no número de contágios e a necessidade de novas medidas de controle.

Nesse sentido, entendemos que toda e qualquer política de retorno a atividades presenciais deva ser antecedida de ampla discussão com as categorias e suas entidades representativas, com as famílias e com as universidades, para que possa ser construído um planejamento, envolvendo os órgãos gestores e as comunidades escolares, que inclua:

  • um retorno presencial planejado, com vacinação e com todas as condições de estudo e trabalho garantidas;
  • a discussão de políticas sociais para os trabalhadores/as da educação, a fim de atenuar os efeitos da pandemia;
  • a elaboração de projetos de formação docente, tanto para o período pandêmico quanto para o período pós-pandêmico;
  • a elaboração de programas que visem a melhoria do ensino e do reforço da aprendizagem das crianças e de seus vínculos sociais e educativos.

Por fim, a Faculdade de Educação da UFPel, na reafirmação de defesa da vida e do direito à educação de qualidade, coloca-se à disposição dos órgãos responsáveis pela educação no município e na região para colaborar com o planejamento e a elaboração dessas ações sociais e educativas.

Publicado em 17/03/2021, em Destaque, Notícias.