Início do conteúdo

PET Educação premiado no SulPET em Curitiba

O trabalho intitulado A FORMAÇÃO DO ESTUDANTE LEITOR LITERÁRIO: AÇÕES DO PET EDUCAÇÃO 2017-2018, apresentado pelo estudante da Licenciatura em Pedagogia da Faculdade de Educação da UFPel foi premiado no SulPET em Curitiba, PR, realizado entre 28 de abril e 01 de maio de 2018.
A seguir, leia o resumo enviado pelo estudante Leonardo Capra:

INTRODUÇÃO

O PET EDUCAÇÃO desenvolve intensa programação que culmina na formação do leitor literário entre os universitários da Pedagogia. Tendo estabelecido parceria com o GELL – Grupo de Estudos em Leitura Literária -, objetiva proporcionar um encontro profícuo com o livro literário, com espaços de letramento e com práticas e metodologias de formação do leitor, além de estender à comunidade escolar e da cidade. O objetivo é propiciar a efetiva relação entre Ensino, Pesquisa e Extensão através de ações que capacitam o estudante a apresentar o livro literário ao público. Oreferencial teórico considera os escritos de Ana Maria Machado (2002), Bartolomeu Campos de Queirós (2009), Beatriz Cardoso (2014), Cristina Maria Rosa (2017), Graça Paulino (2014), Lígia Cademartori (2014), Regina Zilberman (2003), Tzvetan Todorov (2012) e Yolanda Reyes, entre outros.

METODOLOGIA

De cunho qualitativo, a metodologia adotada é integrada por três ações: estudo (formação), experimento (ação) e reflexão (avaliar e divulgar). Entre as ações ocorridas em 2017 – micropolíticas de leitura literária – destaco: 1. Formação do leitor literário, através da participação em disciplina, cursos e eventos de letramento; 2. Integrar como leitor e mediador a Sala de Leitura Erico Verissimo; 3. Integrar a equipe da pesquisa “Perfil Leitor do estudante da Licenciatura em Pedagogia”; 4. Realização de práticas de leitura literária em escolas públicas da cidade e região; 5. Integrar o grupo que realiza o “Espetáculo literário no Museu do Doce”, com foco na literatura pelotense; 6. Realizar atividades focadas em datas como o programa “Leitura para meninas”, cujo tema é o diálogo sobre a condição das mulheres na sociedade.

RESULTADOS E DISCUSSÃO

Com os vínculos estabelecidos desenvolvem-se habilidades fundamentais através da mediação literária, desde o contato com o público integrado por crianças, adolescentes, adultos, professores e bibliotecários como com obras, autores e locais plurais de formação. Ao atuar na escola pública e conhecer a intervir com públicos em vulnerabilidade social, criam-se laços fortes e enriquecedores que contribuem para a formação acadêmica e também pessoal.

CONCLUSÃO

A proposta do PET EDUCAÇÃO vai ao encontro do que Yolanda Reyes (2010) define como mediador: um agente que torne possível o encontro de um livro e um leitor, estando estes por toda parte e não apenas na escola, mas em toda esfera social e criando modos de ler para si, para seu leitor e para o mundo.

Palavras-chave: Leitor literário; Mediação; Formação docente.

SULPET: O que é isso?

SulPET é um evento que reúne estudantes do sul do Brasil (Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catariana), por alguns dias para dialogar, aprender, estudar, fazer amizades, discutir, discordar e agendar pauta de lutas, além de conhecer o que cada grupo realiza em termos de pesquisa, ensino e extensão em suas universidades de origem. Neste ano, o PET Educação esteve presente com dois trabalhos:

  1. Projeto novos caminhosalfabetização e letramento de jovens e adultos com deficiência, elaborado pelas estudantes Tamires Jara Goulart, Gabriela A. Leal, Maiara K. Kringel, Priscila B. Barbosa, Rafaela E. de Oliveira e orientado pela docente Gilsenira Rangel;
  1. A formação do estudante leitor literário: ações do PET Educação 2017-2018, elaborado pelos estudante Leonardo Capra, Alessandra Steilmann, Cinara Postringer, Claudia Souza, Erica Machado, Ieda Kurtz, Paula de David e Rafaela Camargo, orientados pela Drª Cristina Maria Rosa..

Notícia divulgada no site do PET.

Publicado em 02/05/2018, em Notícias.