Acordo pela mobilidade urbana

Foi firmado na manhã desta quinta-feira (12), no Salão Nobre da Prefeitura, o convênio entre Universidade Federal de Pelotas(UFPel) e Poder Público para a construção do Plano de Mobilidade Urbana. Fazem parte do grupo de trabalho as secretarias de Planejamento e Gestão (Seplag), de Transporte e Trânsito (STT) e de Gestão da Cidade e Mobilidade Urbana (SGCMU).
Tal projeto é uma exigência do Governo Federal para que os municípios com mais de 20 mil habitantes possam ter acesso a recursos da Política Nacional de Modalidade Urbana (PNMU) e, assim, consigam integrar diferentes meios de tranporte e melhorar o setor a nível micro e macro.
A função da UFPel foi ceder um servidor para coordenar a equipe de elaboração do projeto. O escolhido foi o arquiteto e urbanista Evaldo Tavares Krüger. Sentado junto ao público, longe do palanque onde estavam o reitor da universidade, Pedro Cury Hallal, a prefeita Paula Mascarenhas (PSDB), o vice-prefeito Idemar Barz(PTB) e secretários de governo, Krüger explicou ao Diário Popular que o Plano está dividido em duas etapas. A primeira será baseada em ouvir, O site da Prefeitura receberá sugestões e uma série de conferências ocorrerão com o intuito de saber o que a população em geral entende como prioritário – a primeira ocorrerá hoje, às19h, na Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Francisco Caruccio, conhecida como “Caic”, localizada na rua Leopoldo Brod, 3220. Haverá também um canal com a Câmara de Vereadores e seminários em que técnicos de diferentes áreas poderão contribuir com conhecimento.
Esta primeira etapa terá duração de seis meses. A segunda será a elaboração propriamente dita do Plano Municipal de Mobilidade Urbana. Ele precisará estar de acordo com o Plano Diretor do Município.

Fonte: site Diário Popular, por Leon Sanguiné, 12/04/2018.