Notícias
  • Fórum Social abre nova era na relação da UFPel com a comunidade

    img_1892Está aberta uma nova era na relação da UFPel com a sociedade. O Fórum Social da Universidade, que realizou seu primeiro Congresso nestas quinta (17) e sexta-feira (18), está apresentando um conjunto de demandas que refletem necessidades de movimentos sociais, culturais e sindicais da região. As demandas deverão gerar editais internos na UFPel para institucionalizar, com recursos próprios, o atendimento das solicitações, que vão desde assessoramentos, cursos e palestras até a realização de atividades acadêmicas e culturais.

    img_1938Foram cerca de 30 entidades culturais, sindicais e populares que participaram do Congresso do Fórum, realizado no Lyceu. O Fórum foi criado em 2014 com a proposta de reunir entidades visando a aproximação, a articulação e o diálogo com a Universidade. Em 2015 e 2016 foram realizadas diversas reuniões, objetivando a expansão do novo organismo.

    Para Ricardo Bochi, do Sindicato dos Bancários de Pelotas, a iniciativa é bastante interessante. “A Universidade tem toda uma estrutura capaz de assessorar muito todos os movimentos”, comemorou. Já a psicóloga Cibérie Santos, do CRAS Fragata, tem a expectativa de que a Universidade possa suprir carências nas áreas de apoio técnico, oficinas e cursos. A aproximação da Universidade com a periferia foi festejada pelo coordenador da Associação de Hip Hop de Pelotas, Vagner Borges. “Vamos fazer uma troca de conhecimentos muito importante”, frisou.

    O reitor Mauro Del Pino lembrou o ineditismo da iniciativa, surgida através de uma construção coletiva. “É uma atuação transformadora com os movimentos sociais, que passam a ter na Universidade uma referência. É um movimento de aproximação em benefício da sociedade”, sublinhou. Para o reitor, a UFPel transforma discurso em prática, quando constrói uma pauta conjunta de trabalho com as entidades.

    E mesmo com a mudança de Gestão na Universidade, o trabalho está garantido. Na abertura do Congresso do Fórum, o reitor eleito Pedro Curi Hallal garantiu a emissão dos editais para atender as demandas, com recursos próprios da Universidade. “Este é um processo irreversível, é um compromisso da Instituição. Temos de nos aproximar dos movimentos sociais”, asseverou.

    Palestras

    A abertura do Congresso, na quinta-feira, foi marcada por palestras do professor Pedrinho Guareschi, da UFRGS, conferencista internacional na área da Comunicação, e do músico porto-alegrense Rafa Rafuagi, referência nos movimentos sociais e culturais.

    O professor falou sobre Mídia, Educação e Cidadania, desenhando a comunicação no contexto do país hoje, mas também ressaltando a função da Universidade, que segundo ele é a de ser a consciência crítica da nação. Em sua fala, Guareschi pontuou o poder da mídia de construir realidades e valores e de pautar discussões, inclusive nas mídias sociais. Para o renomado pesquisador e autor de diversos livros, este processo se dá de forma autoritária. “Por isso, proponho uma refundação da comunicação”, afirmou.

    A reunião de saberes no Fórum foi festejada pelo músico Rafa. Ele sublinhou a importância dos editais e seus encaminhamentos e deixou como sugestão a criação, como foi feito em Canoas e Caxias do Sul, de uma incubadora, na Universidade, para iniciativas populares e culturais. “Sobretudo, quero saudar este novo espaço que está sendo criado, nestes tempos difíceis em que vivemos”, afirmou.

    Permanente

    O Fórum Social da UFPel é um projeto permanente, e assim sendo, não se esgota o período para recebimento de demandas da comunidade. Entidades podem, a qualquer momento, entrar em contato com a Universidade para participar das atividades. O trabalho está ligado à Pró-Reitoria de Extensão e Cultura.

  • Fórum Social prossegue nesta sexta (18)

    sem-titulo-2-424x311-1A UFPel está realizando, nestas quinta e sexta-feira (17 e 18), o 1º Congresso do Fórum Social da Universidade. O encontro, que começou na tarde desta quinta-feira no prédio do Lyceu, contou, na abertura, com a presença do professor convidado da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e conferencista internacional, Pedrinho Guareschi. Também foram palestrantes o reitor da UFPel, Mauro Del Pino, e o músico referência em luta pelos direitos sociais, Rafa Rafuagi.

    A intenção do Fórum Social é a apresentação de demandas, que orientarão a criação de projetos de extensão na Universidade. O Fórum foi criado em 2014 com a proposta de reunir entidades sindicais, populares e culturais da região, visando a aproximação, a articulação e o diálogo com a Universidade. Em 2015 e 2016 foram realizadas diversas reuniões, objetivando a expansão do Fórum. Atualmente, cerca de 50 entidades estão envolvidas com a iniciativa.

    A programação desta sexta marca, para a partir das 14h, reunião das entidades sindicais, populares e culturais, seguida, às 16h30min, da Assembleia Geral do Congresso.

    No dia 26 haverá uma atividade cultural, dentro da programação do Congresso, no Grande Hotel, às 15h.

    Confira a programação do evento e mais informações aqui: forum-social .

  • Projeto de Extensão da UFPEL é premiado em evento

    O projeto “Transfere” da UFPEL foi premiado como destaque no XXIII Encontro de Química da Região Sul, promovido pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), entre os dias 24 a 26/10.

    Destaque na área “Educação em Química”, o projeto de extensão atua desde 2013 em parceria com professores e alunos do Colégio Estadual Dom João Braga. O objetivo do projeto é aproximar universidade e escola pelo estudo da química do cotidiano através da experimentação e de oficinas temáticas.

    O poster premiado intitula-se “O Projeto de Extensão Transfere e a busca por novas práticas para serem desenvolvidas no Ensino Médio” e está disponível para consulta no site do projeto, na parte de notícias de 2016.

    O projeto é coordenado pelos professores do Centro de Ciências Químicas, Farmacêuticas e de Alimentos (CCQFA), Aline Joana R. Wohlmuth A. dos Santos e Fábio André Sangiogo e atua nos cursos de Química da UFPEL, principalmente no curso de Química Licenciatura.

    O aluno Leandro Lampe em apresentação no evento. Foto: Divulgação/Projeto Transfere

    O aluno Leandro Lampe em apresentação no evento. Foto: Divulgação/Projeto Transfere

  • Crianças atendidas pelo projeto Consultórios Itinerantes recebem festa

    14657454_533941993479902_8918400279474972307_nEm comemoração ao Dia das Crianças, foi realizado no dia 21 de outubro, no Campus Anglo da UFPel, uma festa para os escolares da rede de ensino público vinculados ao Programa Saúde na Escola e atendidos pelo projeto Consultórios Itinerantes de Odontologia e Oftalmologia do Hospital Escola da UFPel/Ebserh.

    As crianças interagiram com oficina de grafite, brincadeiras e show de palhaço, atividades promovidas pelos acadêmicos Rafael Sousa, do curso de Artes Visuais, e Cid Branco, do img-20161021-wa0013curso de Teatro, ambos da UFPel. Também foi realizada entrega de presentes aos participantes.

    O evento foi promovido pela Gerência de Ensino do Hospital Escola UFPel/Ebserh em parceria com a Pró-Reitoria de Extensão e Cultura.

  • Projeto NeuroArte realiza exposição nesta sexta-feira (21)

    O projeto Neuroarte: Museu Itinerante de Neurociência, Arte e Tecnologia, da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), coordenado pela Profª Maria Rosa Chitolina Schetinger estará visitando o Campus Porto da UFPel nesta sexta-feira (21) trazendo algumas atividades para aproximação do público com questões acerca da percepção no âmbito da tecnologia, da ciência e da arte.

    A exposição foi um convite das Professoras Adriana Lourenço da Silva (IB-DFF), Giovana Duzzo Gamaro e Roselia Spanevello (CCQFA) através dos projetos Descobrindo a Ciência na Escola e Semana do Cérebro em Pelotas. Tendo a Neurociência como tema, o NeuroArte visa a integração entre os campos artístico e científico, com a proposta de unir arte e ciência para transmitir conhecimento através de elementos visuais, sonoros e sensoriais, expandidos pelas tecnologias digitais.

    Para esta exposição são propostos módulos educativos que permitem a participação ou interação do público, cada um deles tratando de um aspecto específico das relações entre Neurociência e Neuroarte. O objetivo do projeto é popularizar o conhecimento das neurociências e desafiar o público, apresentando em cada um deles uma explicação funcional e orgânica das principais regiões do cérebro.

    Esta mostra reúne o trabalho conjunto de cientistas, artistas, informatas, comunicadores, graduandos e pós-graduandos das diferentes áreas envolvidas que pensam transversalmente, na prática e na teoria, o ensino, a pesquisa e a extensão como estratégias na produção de conhecimento.

  • Nota da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura sobre o 3º CEC

     

    Pelotas, 11 de outubro de 2016

    Comunidade Acadêmica da UFPEL,

    A Pró-Reitoria de Extensão e Cultura agradece a todos que participaram e apoiaram a realização e o sucesso do III Congresso de Extensão e Cultura da UFPEL,

    Muito nos honra a possibilidade de informar que, dos 777 projetos atualmente registrados institucionalmente na PREC, contamos no evento com 551 trabalhos inscritos e com a colaboração de 310 avaliadores.

    Acreditamos que é através da participação e do compromisso da comunidade acadêmica que possamos continuar avançando cada vez mais na perspectiva da consolidação do papel da extensão como atividade formadora e de expressão do compromisso social da universidade.

    Ao encerrar a terceira edição deste evento e nossas atividades na coordenação deste trabalho, acreditamos que demos início a um novo ciclo, a uma nova fase de reconhecimento e valorização da excelência das atividades extensionistas realizadas pela UFPEL.

    Atenciosamente,

    Denise Marcos Bussoletti

    Pró-Reitora de Extensão e Cultura da UFPEL

  • Sobre as notas das apresentações no 3º Congresso de Extensão e Cultura

    A Pró-Reitoria de Extensão e Cultura informa que estão disponíveis as notas das apresentações de trabalho no 3º Congresso de Extensão e Cultura da UFPel.

    Os interessados devem enviar um e-mail para cecprec.ufpel@gmail.com com o nome completo do apresentador do trabalho.