Início do conteúdo

Palestra – 06/11/2014 – Dr. Tiziano Tirabassi

Prezados(as) colegas,

o Programa de Pós-Graduação em Modelagem Matemática convida a toda a comunidade para assistir ao seminário “Modelos matemáticos como instrumentos técnicos para descrever a dispersão de poluentes no ar” a ser realizado nesta quinta-feira (06/11/2014) às 14h30, na sala 111 do prédio 16 do IFM. O ministrante será o pesquisador italiano Dr. Tiziano Tirabassi, Professor do Institute of Atmospheric Sciences and Climate of the Italian National Research Council (ISAC/CNR) de Bologna (http://www.isac.cnr.it/ ). Abaixo segue um resumo do seminário.

Contamos com a sua participação.

 

“Modelos matemáticos como instrumentos técnicos para descrever a dispersão de poluentes no ar”

Dr. Tiziano Tirabassi

Instituto ISAC – CNR, Bologna, Italia

O controle da poluição atmosférica em escala local ou regional é realizado usualmente através da rede de monitoramento da qualidade do ar. Esta rede constitui um instrumento útil para a segurança da saúde humana e do ambiente, e permite analisar o benefício de ações de saneamento e predispor intervenções específicas no caso de acontecer superação dos níveis do limiar estabelecido pela legislação.

Por motivos de caráter econômico e administrativo, o número de pontos de medida de uma rede é limitado e, acima de tudo, a disposição espacial delas não foi estudada cuidadosamente podendo estar posicionadas em um local pouco representativo Por este motivo os modelos matemáticos que simulam o transporte e a difusão dos poluentes na atmosfera constituem uma importante ferramenta para auxiliar as medidas de concentrações e saber a evolução das mesmas.

Uma vez acertada a boa qualidade da resposta fornecida por um modelo, isto permite analisar a contribuição das diversas fontes para a poluição geral, e então endereçar corretamente eventuais ações de limitação das emissões. Somente com modelos matemáticos é possível fazer previsões ou simular campos de concentração em conexão com políticas de limitação da liberação de poluentes em concordância com planos de melhoria da qualidade de vida da população.

A introdução da modelagem matemática produz um salto de qualidade na gestão da poluição atmosférica em respeito àquela possível somente através de medidas, porque os modelos permitem funções não acessíveis as últimas

Serão apresentados e discutidos, em particular, limites teóricos e práticos dos modelos, bem como várias soluções e aproximações analíticas da solução da difusão na atmosfera.

Publicado em 04/11/2014, em Notícias.