Início do conteúdo

UMA VIDA DEDICADA À FACULDADE DE ODONTOLOGIA DA UFPEL: PROFESSORA LILI LUSCHKE BAMMANN

Nascida em 09 de junho de 1941, aos 20 anos de idade, no mês de janeiro de 1961, a jovem Lili Bammann se candidatou a uma vaga no curso de Odontologia da Universidade do Rio Grande do Sul (futura UFPel), tendo sido aprovada em 3º terceiro lugar no referido vestibular.

No final de 1964, ano de mudanças políticas e sociais no país, ela concluiu o curso.

A aluna Lili e colegas em uma aula de Fisiologia, ministrada pelo professor Nova Cruz, na Faculdade de Odontologia, no ano de 1961.

Logo após a sua formatura, o professor Paulo Assumpção Osório a indicou como estagiária na disciplina de Microbiologia, tendo sido esse seu campo de estudos, pesquisas e dedicação como docente durante todo o período no qual trabalhou na universidade.

Ainda na década de 1960, foi contratada para ministrar aulas de Microbiologia também no curso de Medicina, o qual, na época, era oferecido pelo IPESSE (Instituto Pró-Ensino Superior do Sul do Estado), exercendo, portanto, a docência entre os dois cursos. Durante esse período, fez uma especialização em Microbiologia no Instituto de Microbiologia da UFRJ (1966). Em 1968, por meio de concurso público, foi nomeada professora catedrática da disciplina de Microbiologia, na Faculdade de Odontologia da URGS, exatamente um ano antes da criação da UFPel.

A aluna Lili, com a colega Clari da Silveira, posando para o álbum de fotos da formatura, presente do paraninfo da turma, professor Nova Cruz, em 1964.

Já na década de 1970, a professora Lili fez Mestrado na UFRJ (1974) e, entre 1975 e 1979, cursou Doutorado também na UFRJ, tendo feito parte dessa pós-graduação com bolsa CAPES, na área de Microbiologia, sob orientação do Dr. Ronald Gibbons,  nos Estados Unidos, em Boston, na Harvard School of Dental Medicine, uma das maiores instituições de pesquisa em Odontologia. É provável que ela tenha sido uma das primeiras doutorandas a realizar o curso na modalidade “sanduíche”. Tais conquistas, raras para as mulheres daquela época, demonstram o espírito destemido, irreverente e, ao mesmo tempo, determinado e disciplinado da professora Lili, o qual fez com que ao longo de sua vida conquistasse tantos afetos e admiradores, distribuídos entre amigos, alunos, professores e funcionários da UFPel.

Muito embora tenha obtido o grau de Cirurgiã-dentista, não chegou a exercer a profissão nem por um ano, pois, trabalhar no laboratório de Microbiologia e ministrar aulas eram as atividades que a fascinavam e que realizou por 27 anos e 11 meses, tendo se aposentado em 1997. Entretanto, mesmo nessa nova condição, foi convidada a continuar dando aulas na Faculdade de Odontologia por algum tempo, se afastando, assim, gradualmente, das atividades acadêmicas. Nas palavras da professora Lili, esse período: “Foram anos que vivi intensa, entusiástica e harmonicamente com o “macro mundo”, em todos os seus aspectos, e com o micro mundo – o Maravilhoso “Mundo” dos Microrganismos” (2013, p. 66).

Além de dedicada professora, também costumava participar das Semanas Acadêmicas Odontológicas, dos churrascos, festas, boates da Odonto, do Centro Acadêmico, enfim, além de ensinar, ela também tinha participação ativa junto aos momentos de confraternização da comunidade acadêmica, tendo sido uma querida parceira de todos que com ela conviveram. Foram 80 anos de vida, vividos com energia e vigor, tendo deixado ensinamentos que atingiram muitas outras vidas, nas quais deixa saudades.

Professora Lili fazendo um discurso no churrasco de encerramento em uma Semana Acadêmica nos anos 1990.

 

Professora Lili com um grupo de alunos durante um show no Teatro Sete de Abril, um evento realizado durante uma Semana Acadêmica dos anos 1990.

 

Paraninfa da turma de 1996/1.

 

Passeio ciclístico organizado pela professora Lili, durante uma Semana Acadêmica Odontológica em 1980.

 

Em setembro de 2011, durante as comemorações do centenário da Faculdade de Odontologia da UFPel, alguns professores foram homenageados pelas suas contribuições à instituição, dentre eles, a professora Lili.

 

Fontes:

Entrevista realizada em 13 de maio de 2021.

UFPEL: Memórias em livro. Org. Ágata Miranda Hax, et al. Porto Alegre: Costoli, 2013.

Fotos:

Acervo de Dora Coutinho de Oliveira, Márcia Bueno Pinto e Adriana Etgs.

Publicado em 13/01/2022, em Notícias.