Início do conteúdo
    Notícias
  • Semana dos Museus da UFPEL

    Semana de Museus

     

    Evento: Atividades na Semana dos Museus da UFPel 2018.

    Período: de 14 a 20 de maio de 2018.

    Horários: manhã, tarde e noite.

    Acesse as informações completas do evento.

    Realize a sua inscrição nas atividades.

    Organização: Rede de Museus, da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura, que inclui várias unidades da UFPel (Museu do Doce, Museu de Arte Leopoldo Gotuzzo – MALG, Museu de História Natural Carlos Ritter, Museu Arqueológico e Antropológico – MUARAN, Laboratório de Astronomia, HerbárioPel, Planetário UFPel, HISALES), Projetos de Extensão (Museu Grupelli, Museu Histórico de Morro Redondo, Museu das Coisas Banais, Museu da Colônia Maciel, Museu da Colônia Francesa), os cursos de Museologia, Conservação e Restauração, Gastronomia e também o Museu da Baronesa.

    A Semana dos Museus da UFPel ocorre paralelamente à 16ª Semana Nacional dos Museus do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM), que este ano versa sobre o tema sugerido pelo Conselho Internacional de Museus (ICOM): Museus hiperconectados: novas abordagens, novos públicos. A semana dos Museus da UFPel 2018 buscará discutir, refletir e trocar experiências com a comunidade local e regional abordando o tema “Museus hiperconectados”. Para isto estará oferecendo uma série de eventos abertos ao público em geral e com participação da comunidade acadêmica através das instituições e projetos que compõem a Rede de Museus da UFPEL.

     

    Fonte: https://wp.ufpel.edu.br/prec/2018/04/25/semana-dos-museus-da-ufpel-2018/

  • I Semana Acadêmica Africana de Pelotas

    I Semana Acadêmica Africana de Pelotas

    De 24 a 26 de maio será realizada a 1ª Semana Acadêmica Africana de Pelotas, evento promovido pelos estudantes africanos, em parceria com o Centro Acadêmico de História da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Na programação estão palestras, atividades culturais e cinema, que ocorrerão nas dependências da UFPel. Nesta primeira edição, o tema é “Colonização/Descolonização Africana e as Transformações Socioeconômicas e Culturais no Continente”.

    O evento se justifica por ressaltar a importância da data do 25 de maio – Dia Internacional da África – para os africanos e para os demais países da diáspora. Também por observar a necessidade de divulgar a situação socioeconômica, geopolítica e cultural do continente.

    Mundo afora, muitas iniciativas evocarão o nome da África levantando diversas interrogações acerca do continente em geral e de seu povo em particular. No entanto, segundo a organização do evento, faz-se necessário aproveitá-la para uma reflexão sobre as representações estereotipadas sobre os africanos. “Vamos deixar de lado as imagens de fome, doença, miséria moral e morte, que dão forma e sustentam a limitada representação sobre o continente e dar espaço à África que desconhecemos: aos avanços econômicos, à diversidade étnica e cultural, e a atitudes solidárias e reivindicativas dos africanos”, destacam os organizadores.

    O Dia da África
    O Dia da África é a comemoração anual da fundação da Organização da Unidade Africana (OAU), em 25 de maio de 1963.

    “Em 25 de maio de 1963, esses grandes visionários tomaram o passo histórico e formaram uma instituição que seria a vanguarda das aspirações de liberdade, unidade e solidariedade do povo africano. Este Dia não teria sido possível sem os sacrifícios dos pais fundadores e dos heróis e heroínas africanos que lutaram para libertar o nosso continente dos vestígios do colonialismo, do racismo e do apartheid. Hoje, somos livres por causa dos sacrifícios que fizeram”. (Sua excelência, Robert Mugabe, presidente da União Africana).

    Apesar da dissolução da OAU e do estabelecimento de sua sucessora, a União Africana, em 2002, o nome e a data foram mantidos como uma celebração da unidade africana.

    Todos os anos, o Dia da África é a oportunidade para celebrar as realizações do continente e para refletir sobre os desafios que ainda restam. A Semana da África é um evento anual promovido pelas Delegações Africanas Permanentes perante a UNESCO, que visa a aumentar a visibilidade da África, destacando a diversidade de seu patrimônio cultural e artístico.

    Esta celebração é uma oportunidade para organizar conferências e debates sobre várias questões importantes a respeito do continente africano e das influências desse continente na história e na cultura brasileira.

    Programação e inscrições
    Clique aqui e veja a programação completa e o link para as inscrições.

  • Café Arqueológico

    O Laboratório de Ensino e Pesquisa em Antropologia e Arqueologia (LEPAARQ), em homenagem aos 10 anos do Curso de Antropologia na UFPEL, realiza mais um Café Arqueológico, com o tema: Pesquisa na Graduação.

    O evento acontecerá no dia 11 de maio, sexta-feira, no Auditório da FaE (Sala 352 do CCHS). A apresentação será de Gabriel Oliveira e Ana S. Valus, ambos graduandos em Antropologia, UFPEL.

  • Geografia realiza XIV SEUR

    XIV SEUR

    O Laboratório de Estudos Urbanos e Regionais (LEUR), do Departamento de Geografia (ICH/UFPEL), realiza, de 9 a 12 de maio de 2018 o XIV SEUR – Seminário Internacional de Estudos Urbanos e Regionais -, com o tema “Educação para a Cidadania”. Juntamente, será realizado o III Colóquio sobre Cidade e Cidadania. O evento ocorrerá no Auditório do Centro de Artes (Rua Álvaro Chaves, 65) na parte da noite, quando acontecerão as palestras. Os trabalhos selecionados serão apresentados no Instituto de Ciências Humanas da Rua Alberto Rosa, 154 e no Campus II (Rua Barroso, 1202), de acordo com a programação.

     

    Prêmio Professor Mário Rosa

    Juntamente com o XIV SEUR ocorrerá a entrega do VII Prêmio Professor Mário Rosa do Mérito Acadêmico em Geografia, homenagem que será prestada à professora Helena Copetti Callai, da UNIJUI.

    Profa. Helena Copetti Callai

     

    A professora homenageada possui graduação em Geografia pela FIDENE- Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ijuí (1973), mestrado em Geografia (Geografia Humana) pela Universidade de São Paulo (1983) e doutorado em Geografia (Geografia Física) pela Universidade de São Paulo (1996).É pós doutora pela UAM – Universidad Autônoma de Madrid- Espanha, (com bolsa da CAPES). Atualmente é professora titular no DHE – Departamento de Humanidades e Educação da UNIJUI – Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul. Atua como orientadora de PIBIC/CNPq, de mestrado, doutorado e pós-doutorado no PPGEC- Programa de Pós Graduação em Educação nas Ciências- UNIJUI. .É professora , visitante – na UAHC – Universidad Academia de Humanismo Cristiano– Santiago do Chile. É tutora de convenio internacional – UNIJUI – UAM – Universidad Autônoma de Madrid – Espanha, e do do convenio – UNIJUI -UAHC – Universidad Academia de Humanismo Cristiano., Santiago do Chile. Pesquisadora do CNPq- Bolsista de Produtividade em Pesquisa Nível 1D. Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Ensino de Geografia, atuando principalmente nos seguintes temas: geografia, educação geográfica, ensino de geografia, estudos da cidade, cidadania, educação, formação de professores, currículo, avaliação institucional.

    Mais detalhes sobre o evento poderão ser obtidos no link: https://wp.ufpel.edu.br/seur/apresentacao-3/

  • Formatura Interna será na sexta-feira, 11/05/18

    A Direção do Instituto de Ciências Humanas (ICH) convida a comunidade acadêmica e o público em geral para participarem da

    Cerimônia Interna de Colação de Grau

    de todos os cursos da unidade. A solenidade será realizada na

    sexta-feira, 11/05/2018, às 20h,

    no Auditório do Térreo do Campus II do ICH, na Rua Almirante Barroso, 1202.

  • Calendário de Reuniões do CD/ICH

    O Conselho Departamental do ICH, em reunião realizada  o dia  27/03/2018, aprovou o seguinte Calendário de Reuniões:

    Reuniões do Conselho Departamental do ICH em 2018/1

    16/04/2018, segunda-feira;

    15/05/2018, terça-feira;

    20/06/2018, quarta-feira;

    19/07/2018, quinta-feira;

    20/08/2018, segunda-feira.

     

    Veja, a seguir, a íntegra do memorando circular aprovado.

    Tendo em vista o melhor planejamento e organização dos trabalhos da secretaria geral do ICH, bem como a sistematização dos trâmites de documentos na unidade, as reuniões do Conselho Departamental seguirão as seguintes instruções.

    As reuniões do primeiro período de 20186 serão realizadas sempre às 14h30min, com os assuntos de ordem geral e as 17h30min para apreciação de projetos de ensino, pesquisa e extensão e autorizações de afastamento de docentes com DE para participarem em atividades esporádicas. Excepcionalmente, poderão ser marcadas reuniões em outros horários.

    As reuniões seguirão o seguinte calendário:

    16/04/2018, segunda-feira;

    15/05/2018, terça-feira;

    20/06/2018, quarta-feira;

    19/07/2018, quinta-feira;

    20/08/2018, segunda-feira.

    A ordem do dia dos assuntos a serem apreciados nas reuniões será fechada sempre 72 horas antes da reunião respectiva, quando será encerrada a convocação. Os assuntos apresentados após a expedição da convocação serão encaminhados automaticamente para a pauta da reunião seguinte.

    Nos termos do Regimento da UFPEL, de acordo com o artigo 29, parágrafo segundo “a matéria não constante da ordem do dia somente poderá ser tratada em regime de urgência com requerimento aprovado por 2/3(dois terços) dos membros do respectivo Conselho”.

    Não haverá na pauta o tema “Outros Assuntos”, haja vista a necessidade de encaminhamento prévio dos assuntos que, obrigatoriamente constarão da ordem do dia.

    Havendo urgência na tramitação de encaminhamentos feitos ao Conselho Departamental e atendido o prazo normativo de cinco dias, o Presidente poderá fazer o encaminhamento ad referendum do Conselho.

    Em casos excepcionais, considerada a urgência e a necessidade da observância de prazos, o Presidente do Conselho Departamental poderá convocar reuniões extraordinárias.

    Não havendo assuntos suficientes que justifiquem a realização das reuniões previamente agendadas poderá haver o cancelamento mediante prévio aviso.

    De acordo com o artigo 96 do Regimento da UFPEL “O comparecimento dos membros do Conselho Departamental, às respectivas sessões é obrigatório e preferencial a qualquer atividade da Unidade, aplicando-se as disposições do artigo 27 deste Regimento”.

    As convocações para as reuniões serão enviadas indistintamente para os titulares e respectivos suplentes, cabendo aos representantes agendarem entre si o comparecimento à reunião.

  • Dicionário de História de Pelotas atinge 1000 downloads

     

    Na tarde de 09/04/2018 o Dicionário de História de Pelotas, em sua versão on-line e gratuita, alcançou a marca de 1013 downloads. Desde a publicação desta terceira edição do Dicionário, em 10 de novembro de 2017, a repercussão do trabalho que congrega dezenas de pesquisadores tem sido enorme.

    Idealizado e organizado pelos Professores Beatriz Ana Loner, Mario Osorio Magalhães e Lorena Almeida Gill, o DHP referencia a história de Pelotas desde sua criação até o início do século XX.

    Para a equipe do NDH, que esteve envolvida no processo de criação dessa obra por aproximadamente 5 anos, é bastante satisfatório saber que um conhecimento construído por diversas mãos hoje está ao alcance de todos e sendo acessado de diversas partes do planeta.

    O acesso pode ser feito através do link http://repositorio.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3735.

    É permitido a incorporação desse link em publicações on-line de caráter acadêmico e científico, desde que citadas as fontes.

     

    Fonte: https://wp.ufpel.edu.br/ndh/2018/04/09/dicionario-de-historia-de-pelotas-atinge-1000-downloads/

  • O Golpe de 2016 e o Futuro da Democracia no Brasil. Curso de extensão: programação provisória

    A coordenação do Curso de extensão “O Golpe de 2016 e o Futuro da Democracia no Brasil” divulgou a programação provisória do evento. O curso será realizado de 23 de abril a 1º de agosto de 2018, no Auditório do Campus II do ICH na Rua Almirante Barroso, 1202, terceiro andar, das 19h às 21h (apenas no dia 02/05 o evento será realizado no Centro de Artes).

  • Nota de Pesar pelo falecimento da professora Beatriz Ana Loner

    O Instituto de Ciências Humanas comunica com pesar o falecimento da professora Ana Beatriz Loner, ocorrida na quinta-feira, dia 29 de março de 2018.

    A professora Beatriz ingressou no Departamento de História do ICH em 1987, como professora substituta, em 1989 tornou-se Professora efetiva e aposentou-se da Instituição em 2011.

    Desejamos que as boas lembranças ajudem a trazer conforto aos amigos e parentes,

    Na sequência, reproduzimos o texto do Núcleo de Documentação Histórica da UFPel, do qual ela foi uma das fundadoras, em 1990.

    NDH UFPel em LUTO pelo falecimento de sua Fundadora,

    Profa. Beatriz Ana Loner

    A Professora Beatriz Ana Loner, graduada em História pela UFRGS, com Mestrado em História na UNICAMP e Doutorado em Sociologia pela UFRGS, ingressou na UFPel em 1987, como Profa. Substituta e, em 1989, tornou-se Profa. efetiva da Instituição na qual aposentou-se em 2011, embora tenha atuado no Programa de Pós-Graduação em História da UFPel até 2015, como Colaboradora.

    Em sua trajetória na Universidade foi responsável pela criação do Núcleo de Documentação Histórica da UFPel, local de guarda de importantes acervos históricos e de onde emergiu incontáveis projetos de ensino, pesquisa e extensão. Também contribuiu fortemente para a criação do Mestrado em Ciências Sociais (atualmente Mestrado em Sociologia), tendo sido coordenadora daquele programa de pós-graduação. No Mestrado em História, foi uma das responsáveis pela escrita da primeira proposta apresentada à CAPES, tendo atuado como docente e orientadora desde a criação do programa. Na área de graduação foi uma das mentoras da criação do Bacharelado em História.

    Trabalhando com temáticas que envolviam prioritariamente História do Trabalho, Clubes Carnavalescos Negros, Trabalhadores e Literatura, História da UFPel, Industrialização em Pelotas, Abolição e Pós-Abolição, Acervos, entre outros temas, Beatriz foi responsável pela orientação de considerável número de bolsistas de iniciação científica, graduandos e pós-graduandos, tendo impactado significativamente na produção intelectual sobre tais temáticas na historiografia gaúcha.

    Ministrando aulas de História do Brasil, Metodologia e Teoria de História, Organização de Acervos, entre outros temas, tinha o reconhecimento de seus alunos como uma docente dedicada, competente e comprometida com a formação de bons profissionais na área de História e Ciências Sociais.

    Ao aposentar-se, ocupou uma cadeira como Professora Visitante na Universidade Federal de Santa Maria. Nos dois anos que lá esteve contribuiu para a formação de alunos de graduação e mestrado em História.

    Militante do Movimento Sindical, sempre esteve na vanguarda das lutas pelos trabalhadores e na valorização da profissão docente e do fazer universitário.

    Enferma há alguns meses, mesmo assim mantinha contato com orientandos de pós-graduação e planejava novas produções científicas, participando, atualmente, do Projeto Afrodescendentes na região Sul: biografias, trajetórias associativas e familiares, em parceria com pesquisadores da UFPR e da UFSC. Já hospitalizada teve sua obra homenageada na Feira do Livro de Porto Alegre e, nas dependências do hospital, autografou seu livro  Construção de Classe: Operários de Pelotas e Rio Grande, em evento que contou com a participação de dezenas de admiradores.

    Sua morte representa uma enorme perda para a produção acadêmica no Rio Grande do Sul e deixa a equipe do NDH-UFPel desolada.

    Aos familiares e amigos, fica a lembrança de uma boa companheira de estudos e lutas!

    Fonte: https://wp.ufpel.edu.br/ndh/2018/03/29/ndh-ufpel-em-luto-pelo-falecimento-de-sua-fundadora-profa-beatriz-ana-loner/

  • Núcleo de Documentação Histórica do ICH seleciona bolsista

     

    Oportunidade – Bolsa Capes

    O Núcleo de Documentação Histórica da UFPel torna público o edital de seleção de bolsista CAPES para o Projeto Afrodescendentes na região Sul: biografias, trajetórias associativas e familiares.

    Segundo a Coordenadora do Projeto na UFPel, Profa. Lorena Gill, trata-se de uma bolsa, para dedicação de 20 horas semanais, no trabalho que é uma parceria entre a Universidade Federal do Paraná, a Universidade Federal de Santa Catarina e a UFPel [mais informações sobre aqui].

    Confira no edital datas e local de inscrição.