Bancas >

Banca de TCC – Lira Specht Vital da Costa

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS
CENTRO DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO
TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

Apresentações Finais (2016/2)

Investigação de Vulnerabilidades do Algoritmo Criptográfico RSA: Perspectiva de uma Crise de Segurança
por
Lira Specht Vital da Costa

Curso:
Ciência da Computação

Banca:
Prof. Rafael Iankowski Soares (orientador)
Prof. Vinícius Valduga de Almeida Camargo
Prof. Anderson Priebe Ferrugem
Prof. Luciano Ludwig Loder

Data: 17 de Março de 2017

Hora: 15:10h

Local: Sala 308

Resumo do Trabalho: Todo algoritmo criptográfico é baseado em algum problema matemático intratável computacionalmente. A segurança do algoritmo de criptografia RSA baseia-se, sobretudo, na intratabilidade da fatoração de números inteiros e na dificuldade de se calcular logaritmos discretos módulo N. São duas as ameaças enfrentadas pelo algoritmo: o aumento contínuo da capacidade de computação e o refinamento constante dos algoritmos de fatoração e de logaritmos discretos. Em 1997, o RSA viu-se em risco quando Peter Shor apresentou um algoritmo quântico algoritmo capaz de fatorar números grandes em um tempo viável, permitindo a quebra do RSA em um tempo polinomial. Com a concretização de computadores quânticos se apresentando distante, a segurança do RSA não se via ameaçada até, em 2013, o acadêmico francês Antoine Joux realizar avanços matemáticos no problema do logaritmo discreto. Joux propôs um novo algoritmo de logaritmo discreto com complexidade quase-polinomial. Desde 2013, sucessivos recordes no cálculo de logaritmos discretos vêm ocorrendo, colocando o RSA novamente sob ameaça. Tratam-se dos resultados mais importantes, desde a proposição do Algoritmo de Shor, no que se refere à investigação de vulnerabilidades do algoritmo RSA. Os avanços de Joux não consistem em novas técnicas, mas na aplicação de técnicas matemáticas já conhecidas aliadas aos recursos de supercomputadores, razão pela qual os progressos vêm sendo constantes. Este trabalho demonstra o impacto da aplicação de simples técnicas matemáticas na otimização de ataques matemáticos e apresenta um estudo do algoritmo de chave pública RSA, investigando suas vulnerabilidades e analisando as principais pesquisas realizadas ao longo dos quase quarenta anos de existência do RSA, desde a sua proposição, em 1977.

Para mais informações acesse: http://wp.ufpel.edu.br/notcc/bancas/historico/2016_2/

Publicado em 15/03/2017, em Bancas.