Início do conteúdo
Sobre a Faculdade de medicina

A Faculdade de Medicina de Pelotas da Universidade Federal de Pelotas, conhecida na época de sua fundação como “Medicina Leiga”, teve autorizado seu funcionamento pelo Ministério da Educação e Cultura em abril de 1963, mantida pelo Instituto Pró-Ensino Superior do Sul do Estado (IPESSE), sendo reconhecida pelo decreto 59381 de 17 de outubro de 1966. Foi agregada à UFPel em 1969, porém administrada e mantida ainda pelo IPESSE.
No ano de 1978, passou a fazer parte da estrutura da UFPel, passando o ônus de sua administração e manutenção ao Governo Federal.
A Faculdade de Medicina está inserida na comunidade local e regional desde a sua fundação, prestando relevantes serviços à comunidade de forma ininterrupta e gratuita.
Na sede Faculdade de Medicina situada no bairro Fragata, funciona a parte administrativa (Direção) e a parte pedagógica (Colegiado de Curso) além das demais atividades de ensino, pesquisa, extensão e assistência. Conta neste local com vários serviços, tais como Radiologia, Radioterapia, Eletroencefalografia, Eletrocardiografia, Fisiatria. Neste “campus” funciona também o ambulatório central que atende as seguintes especialidades: Angiologia, Cardiologia, Cardiologia Infantil, Cirurgia, Cirurgia Toráxica, Clínica Geral, Dermatologia, Endocrinologia, Fisiatria, Gastroenterologia, Ginecologia, Hematologia, Infectologia, Nefrologia, Neurologia, Oftalmologia, Oncologia, Otorrinolaringologia, Pediatria, Pneumologia, Proctologia, Psiquiatria, Reumatologia, Traumatologia e Urologia, além de ser referência no atendimento de AIDS.
A Faculdade de Medicina – UFPel conta com 3 postos periféricos conveniados com a comunidade onde os alunos de graduação e pós-graduação desenvolvem atividades práticas relevantes ao ensino médico atual, privilegiando as necessidades mais presentes da população e servindo de cenário prático dos problemas reais da comunidade e do próprio médico.
A Faculdade de Medicina da UFPel como a maioria das instituições de ensino médico do país procura disponibilizar aos alunos de graduação e pós-graduação, múltiplos cenários para aquisição de conhecimentos sobre a arte de cuidar e curar. O aprendizado prático da medicina tem preponderado sobre o aprendizado teórico e os campos para este aprendizado prático devem ser os mais variados.
O Hospital Escola da UFPel desempenha um papel fundamental para a aquisição destes conhecimentos práticos, tão importantes na prática médicas. Ainda que a maioria dos problemas de saúde possam e devam ser solucionados fora do ambiente hospitalar, existem situações em que a retaguarda hospitalar de alta complexidade se faz necessária para manter a vida do paciente. Em virtude disto, a experiência vivida pelos alunos no ambiente hospitalar se faz necessária.
Atualmente, o Hospital Escola encontra-se em condições de fornecer aos nossos alunos esta oportunidade, pois, não apenas dispõe de pacientes para ser tratados e acompanhados, mas também dispõe de tecnologias modernas para diagnóstico e tratamento e de ambiente adequado para troca de informação entre o corpo docente e corpo discente e a troca de experiência com outros profissionais da saúde.
Hoje, a Faculdade de Medicina da UFPel, que começou com o idealismo de alguns médicos em locais modestos, tornou-se uma instituição de reconhecida importância não apenas regional, mas também mundialmente conhecida por sua participação em eventos internacionais.
Conta ainda com cursos de pós-graduação (Residência Médica) em várias especialidades, todas credenciadas pela Comissão Nacional de Residência Médica, com cerca de 70 bolsas da CAPES desenvolvidas nas seguintes especialidades: Cirurgia, Clínica Médica, Nefrologia, Obstetrícia e Ginecologia, Pediatria, Psiquiatria, Medicina Preventiva e Social e Gastroenterologia.
O curso de pós-graduação (mestrado e doutorado) em Epidemiologia encontra-se com conceito máximo da CAPES e pode ser considerado um dos melhores do país, não só pelo número de teses defendidas, mas também pelas publicações nacionais e internacionais oriundas deste serviço.