Início do conteúdo
  • FAMED
    Notícias
  • Aula aberta debate a importância da inclusão da população LGBTQIA+ na clínica ginecológica

    A Liga Acadêmica de Ginecologia e Obstetrícia da UFPEL te convida a participar da aula aberta que será realizada no dia 08/12/2020 às 19 horas, e que terá como intuito o debate a respeito da importância da inclusão da população LGBTQIA+ dentro da clínica ginecológica. Sabemos que esse assunto é, ainda, um motivo de receio em atendimentos, tanto para os profissionais, quanto para os pacientes. Assim, queremos desconstruir paradigmas e melhorar o atendimento da população específica.

    Para inscrição, acesse o link: https://forms.gle/zUbdLkKh6AWfQ6hb8. Participe!

  • Podcast “Ginecologicamente Falando” tem sua primeira edição

    O departamento de Ginecologia e Obstetrícia (GO) da Universidade Federal de Pelotas, através do professor Guilherme Lucas de Oliveira Bicca, apresenta a primeira edição do podcast “Ginecologicamente Falando”.

    O podcast dessa iniciativa tem por objetivo levar, de uma forma sucinta e divertida, temas importantes na formação acadêmica em GO, bem como, em determinadas edições, proporcionar o conhecimento e novidades à população geral sobre assuntos importantes no dia dia e na saúde da mulher.

    Serão abordados temas importantes com diversos profissionais, para que todos possam escutar e se informar onde estiverem e quando desejarem.

    O projeto de extensão conta com apoio dos monitores da disciplina, e de outros alunos, que serão os entrevistadores.

    Para acessar aos episódios, do “Ginecologicamente Falando”, que estão hospedados no Spotify – tão logo em outras ferramentas – basta acessar ao link: https://link.tospotify.com/5lQMfPbBJbb .

     

  • I Simpósio “Consciência tem cor (ou mês?)”

    Os efeitos do racismo estrutural na saúde da população negra

    26 e 27 de novembro | Evento online

    O evento abordará assuntos referentes aos efeitos do racismo estrutural na saúde da população negra no Brasil. Serão dois dias de palestras, com um total de 7 profissionais experientes no assunto e temas diversos a fim de conscientizar o máximo de alunos possíveis acerca da situação da população negra na nossa sociedade.

    Links para o evento:

    Inscrição: https://www.even3.com.br/simposiosaudenegra_ufpel/

    Mais informações: https://www.instagram.com/simposiosaudenegra/?hl=pt-br

    Realização: IFMSA Comitê Local UFPel (Federação Internacional de Associações de Estudantes de Medicina do Brasil) e LASPOVUS (Liga Acadêmica de Saúde das Populações Vulneráveis). Participe!

  • Dia Mundial dos Cuidados Paliativos é celebrado em evento on-line nesta sexta (16)

    A Unidade Cuidativa, da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), promove, nesta sexta-feira (16), uma programação on-line alusiva ao Dia Mundial dos Cuidados Paliativos. Serão quatro lives, abertas ao público, que giram em torno do tema “Meu Cuidado, Meu Conforto”.

    Veja a programação:

    1ª Live – CuidATIVA – lugar de cuidados, acolhimento e conforto
    Data: 16 de outubro
    Horário: 14h
    Transmissão: Fanpage do Sindicato-ASUFPel e canal do YouTube neste link.

    2ª Live – CuidATIVA – Roda de Conversa
    Data: 16 de outubro
    Horário: 16h
    Transmissão: Fanpage do Sindicato-ASUFPel e canal do YouTube neste link.

    3ª Live – CuidATIVA – Roda de chimarrão Cuidativa – Teatro Integrativo
    Data: 16 de outubro
    Horário: 17h
    Transmissão: Fanpage do Sindicato-ASUFPel e canal do YouTube neste link.

    4ª Live – Máscaras CuidATIVAS – Manto protetor da vida na Pandemia
    Data: 16 de outubro
    Horário: 19h
    Transmissão: Fanpage do Sindicato-ASUFPel e canal do YouTube neste link.

    Fonte: http://ccs2.ufpel.edu.br/wp/2020/10/15/dia-mundial-dos-cuidados-paliativos-e-celebrado-em-evento-on-line-nesta-sexta-16/

  • Começa a segunda fase da pesquisa PSI-COVID19

    A Universidade Federal de Pelotas (UFPel) deu início à segunda fase da pesquisa que está acompanhando a saúde mental da comunidade acadêmica (PSI-COVID19). Os participantes da primeira etapa e que cadastraram seus e-mails no formulário da pesquisa estão recebendo convites para participação pelo e-mail psicovid19@ufpel.edu.br.

    Quase três mil discentes, docentes e técnico-administrativos participaram da primeira parte do estudo. Os resultados preliminares serão divulgados em breve para a comunidade acadêmica.

    O estudo tem apoio da Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (PRPPGI) em parceria com o Núcleo de Saúde Mental, Cognição e Comportamento (NEPSI) do curso de Psicologia e com os Programas de Pós-Graduação em Odontologia e em Epidemiologia da UFPel e o Programa de Pós-Graduação em Psicologia da FURG.

    A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade e nenhuma informação individual será avaliada. A última etapa da pesquisa está prevista para o segundo semestre de 2021.

    “Participe da segunda etapa e contribua para o acompanhamento da saúde mental da comunidade acadêmica e a qualificação da oferta de ações e cuidados em saúde mental”, convidam os pesquisadores.

    Fonte: https://ccs2.ufpel.edu.br/wp/2020/10/05/comeca-a-segunda-fase-da-pesquisa-psi-covid19/

     

  • Pós em Epidemiologia recebe inscrições até esta quarta-feira (7)

    O Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia (PPGEpi) da Universidade Federal de Pelotas está com inscrições abertas, até o dia 7 de outubro, para candidatos aos cursos de mestrado e doutorado com ingresso em 2021.

    São até 17 vagas para o curso de mestrado e 25 para o curso de doutorado. As inscrições são feitas exclusivamente on-line através do envio de documentação descrita nos editais de seleção para o endereço eletrônico secretaria.ppge@gmail.com.

    Podem participar candidatos de áreas afins e de diversos campos do conhecimento a partir de avaliação da comissão de seleção.

    Para o mestrado, o processo seletivo inclui três fases: 1) prova escrita com supervisão on-line, a ser realizada no dia 4 de dezembro, 2) avaliação de Curriculum vitae, nos dias 8 e 9 de dezembro, e 3) entrevista por videoconferência com os candidatos pré-selecionados na avaliação curricular.

    Para o doutorado, a seleção será feita também em três etapas: 1) prova escrita, a ser realizada em 7 de dezembro, 2) avaliação de Curriculum vitae, no dia 8 de dezembro, e 3) defesa do memorial descritivo, presencial ou por videoconferência, com os aprovados nas fases anteriores.

    O programa, reconhecido com conceito máximo (7) de padrão de excelência internacional da Capes, está organizado em três áreas de concentração: Epidemiologia do Ciclo Vital, Epidemiologia dos Serviços de Saúde e Determinantes do Processo de Saúde-Doença-Cuidado.

    O programa realiza estudos populacionais em sistema de consórcio com as turmas de mestrado, em que os alunos se envolvem diretamente no planejamento e na supervisão de coleta de dados. Além disso, os estudantes têm a oportunidade de desenvolver estudos com base nas coortes de nascimentos de Pelotas, que inseriram a epidemiologia brasileira no cenário internacional das pesquisas de ciclo vital. Ainda, é sede de dois centros de estudos epidemiológicos especializados: o Centro Internacional de Equidade em Saúde (ICEH) e o Centro de Pesquisas em Desenvolvimento Humano e Violência (DOVE).

    O corpo docente do programa está composto de pesquisadores de referência em sua área de atuação, tendo liderado pesquisas de impacto social em saúde pública que definiram o rumo de políticas adotadas em 140 países e recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Atualmente, a instituição está à frente do Estudo de Evolução da Prevalência de Coronavírus no Brasil (Epicovid19-BR), a maior pesquisa populacional sobre a Covid-19 em andamento no mundo.

    Para mais informações, os candidatos podem consultar o site do programa ou entrar em contato com a secretaria pelo e-mail secretaria.ppge@gmail.com.

    Fonte: https://ccs2.ufpel.edu.br/wp/2020/10/06/pos-em-epidemiologia-recebe-inscricoes-ate-esta-quarta-feira-7/

  • PRPPGI lança Guia de Boas Práticas em Pesquisa Científica na UFPel

    Inovação (PRPPGI), através da Coordenação de Pesquisa, lançou o Guia de Boas Práticas em Pesquisa Científica na UFPel. O documento reúne de forma resumida as principais recomendações do que é considerado, atualmente, boas práticas em pesquisa científica.

    No Guia, são discutidas desde a concepção do projeto, passando pela execução, até questões relacionadas ao compromisso ético do pesquisador, como conflitos de interesse, conceito de autoria, produção intelectual e plágio.

    De acordo com o coordenador de Pesquisa, Marcos Britto, o documento não é inédito e não tem um caráter punitivo, mas está de acordo com o movimento de orientações à comunidade científica que está sendo proposto pelas agências de fomento e as principais universidades nacionais e internacionais. “São ações que visam o desenvolvimento de uma ciência mais aberta e transparente, que fortalecem conceitos que deveriam servir de base para qualquer pesquisa científica comprometida com a construção universal do conhecimento”, explica.

    O documento mapeia as dúvidas mais corriqueiras que surgem no meio acadêmico e foi elaborado pela PRPPGI com colaboração do professor da Faculdade de Agronomia, Cesar Rombaldi.

    Confira o Guia em https://wp.ufpel.edu.br/prppgi/pesquisa/boas-praticas-em-pesquisa/.

    Fonte: https://ccs2.ufpel.edu.br/wp/2020/09/30/prppgi-lanca-guia-de-boas-praticas-em-pesquisa-cientifica-na-ufpel/