Centro Acadêmico Patrícia Galvão (CA Pagu)

Sobre

O Centro Acadêmico Patrícia Galvão (CA Pagu) representa os estudantes do curso de Jornalismo da UFPel desde o dia 22 de junho de 2017. O CA está situado na sala 105 do Centro de Letras e Comunicação, no térreo, prédio do Campus Porto.

Nossa motivação para criar a chapa foi acreditar que política se faz todos os dias, seja nas grandes ou pequenas instâncias. A mudança que queremos no Brasil começa nas pequenas ações, com engajamento e esforço. Acreditamos, sobretudo, no movimento estudantil e na sua força.

Nominata

Coordenadora Geral: Laura Marques
2ª Coordenadora Geral: Isabelli Neckel
Coordenador de Finanças: Roberta Pereira
Secretário Geral: Hiago Reisdoerfer
Secretário de Comunicação, Cultura e Eventos: Rui Júnior
Apoiadores: Mariana Hallal, Ana Maria de Oliveira (representante discente), Júlia Müller, Débora Letícia

Acompanhe

Temos uma página e um perfil no Facebook. Na página, divulgamos as ações do CA. No perfil, também postamos materiais que possam ser do interesse dos estudantes de Jornalismo da Universidade, como vagas de estágio, cursos e oportunidades.

Participe

Estamos abertos à qualquer aluno do curso que tenha interesse em somar. Nossas reuniões acontecem na sala 104 do Anglo. Para saber o dia e horário, basta falar com qualquer um dos membros. Também é possível enviar sugestões, dúvidas e opiniões em geral por meio do perfil ou da página.

Propostas

Nossas ações são baseadas em seis pilares:

1) Formação crítica

– Organizar palestras e debates que contribuam na formação de jornalistas conscientes do papel social de sua profissão, sempre valorizando a pluralidade de vozes e incentivando o pensamento crítico.

2) Formação técnica

– Realizar oficinas e cursos (principalmente relacionadas ao audiovisual) que deem ao aluno aptidões para o exercício do jornalismo além das ensinadas em sala de aula.

– Lutar por melhorias na infraestrutura do curso para que, assim, haja melhor aproveitamento das disciplinas práticas.

3) União

– Incentivar o diálogo e trabalhar em parceria com o CLC, os professores e outros centros acadêmicos, visando ter maior força na hora de lutar pelos interesses dos alunos do curso.

4) Convivência

– Continuar buscando, junto aos órgãos competentes da UFPel, por um espaço de convivência apenas para os alunos do curso.

– Promover atividades que estimulem a integração entre os acadêmicos, como festas e eventos de rua.

5) Diversidade

– Somar no combate às opressões e ao preconceito, realizando ações que promovam o respeito às minorias.

6) Compromisso

– Estar presente em conselhos e assembleias do Movimento Estudantil da UFPel, votando sempre de acordo com os interesses dos alunos do curso.

– Apoiar atos, paralisações e protestos, desde que esses estejam em defesa de uma universidade pública, gratuita e de qualidade.