Projeto Leia Rio Grande apoia escritores do município

Por Ana Caroline Rossetto e Milene Louzada   

Ações promovem nomes locais da literatura por transmissões e oficinas online

Próximo evento na quinta-feira pode ser acessado pelo Facebook

O Projeto Leia Rio Grande teve seu lançamento no dia 8 de julho em uma transmissão online, visto que a atividade iniciou durante o período pandêmico. Todas as suas ações foram realizadas no ambiente virtual. O principal intuito do projeto é incentivar e apoiar a literatura local da cidade de Rio Grande. Criou um canal de comunicação entre grupos, coletivos, instituições e pessoas que se interessem pelo fomento da leitura. Para ampliar ainda mais esta rede de apoio entre os escritores e os leitores, também há o trabalho com a memória rio-grandina, com a criação de conteúdos relativos à bibliografia e biografias de autores da cidade.

O projeto é uma parceria entre o Conselho Municipal de Política Cultural, Secretaria de Município da Cultura, Esporte e Lazer e Diretoria de Arte e Cultura (DAC) da Universidade Federal do Rio Grande (Furg). Os grupos de leitura também são parceiros da atividade, sendo eles: Kilombo Literário, Confraria da Leitura, Clube de Leitura Furg, Clube de Leitura Conjunta e o Leia Mulheres Rio Grande.

Ao longo dos quatro meses de atuação, já foram executados cursos de escrita criativa e introdução a poética da poesia, encontros virtuais com autores, lançamentos de obras e dicas de leitura compartilhadas no perfil do Leia Rio Grande no Instagram.

Lançamento do grupo Escritores de Quinta

Uma das obras lançadas de forma online pelo Leia Rio Grande é o livro “Ventania” que, através de um encontro virtual no dia 26 de agosto, foi apresentado ao público. A obra foi contemplada no Edital do Livro da Câmara de Vereadores do Rio Grande e elaborado pelo grupo Escritores de Quinta, que é composto por oito autores, e organizado por Alison Guedes Altmayer e Joselma Noal.

Karoline Veiga França faz parte dos Escritores de Quinta e ressalta a importância do projeto no alcance de novos leitores e conexão com a literatura local. “O ‘Ventania’ foi um grande sucesso e temos um feedback interessante dos leitores. Alguns desses provavelmente vieram após a transmissão. As pessoas não só se interessaram em conhecer a obra contemplada, mas também a nossa obra anterior: ‘Histórias de Vento, Mar e Amor’”, destaca a escritora.

No dia 14 de outubro, mais uma ação foi realizada, dessa vez com foco na literatura infantil. A conversa online teve a participação de Elizângela Teixeira, professora e escritora do livro “Me chamem de Daniel, porque Daniel é o meu nome” e de Andriara Nunes Nunes, escritora de “Professora Andriara em: Gato Preto”, história construída com crianças da escola pública.

 

Elizângela Teixeira Foto: Reprodução Instagram

“Participar do projeto está sendo uma experiência maravilhosa, uma oportunidade de estabelecer diálogos, trocas, parcerias com outros escritores e amantes da Literatura”, diz Elizângela. A escritora também enfatiza a visibilidade que o projeto dá aos artistas e a ótima oportunidade de divulgar os seus trabalhos.

 

 

 

 

 

PRIMEIRA PÁGINA

COMENTÁRIOS

Comments

comments

%d blogueiros gostam disto: