Início do conteúdo
    Notícias
  • VI Simpósio Internacional Música e Crítica – Chamada de Trabalhos

    O Centro de Artes da UFPel e o Grupo de Pesquisa Estudos Interdisciplinares em Ciências Musicais anunciam a realização do VI Simpósio Internacional Música e Crítica, em formato remoto, nos dias 21 e 22 de novembro de 2022.

    Com isto, convidamos pesquisadores e pesquisadoras musicais a enviarem trabalhos sobre temas de seus interesses, vinculados a pesquisas que utilizem periódicos como fonte de análise (jornais, revistas, hebdomadários, entre outros).

    Serão aceitas submissões na modalidade de comunicações orais. A data limite para o envio das propostas é o dia 30 de setembro de 2022, e devem ser enviadas pelo e-mail musicaecritica@gmail.com, com o assunto ‘Submissão’. Não há taxa de inscrição.

    As submissões devem seguir as seguintes normas:

    • Aceitam-se os seguintes idiomas: português, espanhol e inglês.
    • Os trabalhos devem ser originais e inéditos.
    • As submissões podem ser individuais ou em coautoria.
    • Cada autor(a) poderá enviar uma única submissão para comunicações orais.
    • As submissões deverão conter o(s) nome(s) dos/das autores/autoras, filiação acadêmica, endereço eletrônico, título, resumo (entre 400 e 500 palavras), referência bibliográfica de até dez entradas, curriculum vitae de até 150 palavras, recursos audiovisuais (se for o caso). O resumo deverá abordar o tema que será desenvolvido, a metodologia e os novos aportes que propõe. As comunicações orais terão 20 minutos de exposição.

    A publicação dos trabalhos nos Anais do VI Simpósio Internacional Música e Crítica seguirá orientação a ser divulgada posteriormente, bem como a divulgação dos/das pesquisadores/pesquisadoras convidados/convidadas.

  • Flagrantes de palestras e da mesa de encerramento

    O V Simpósio Internacional Música e Crítica chegou ao seu final, após 2 dias de intensas atividades, entre elas as palestras e a mesa de encerramento registradas abaixo. Momentos especiais de muito aprendizado e aproximação entre pesquisadores. Nos reencontraremos no próximo ano, no VI Simpósio Internacional Música e Crítica!

    Palestra 1, moderação Guilherme Goldberg: Lutero Rodrigues

    Palestra 2, moderação Amanda Oliveira: André Egg

    Palestra 3, moderação Guilherme Goldberg: Cristina Fernandes

    Mesa de encerramento, moderação Amanda Oliveira: Nayive Ananías, Kamille Viola e Christina Fuscaldo

  • Flagrantes das Mesas de Comunicação (23/11)

    O segundo dia do V Simpósio Internacional Música e Crítica trouxe mais 3 mesas de comunicação. Abaixo, flagrantes do momento.

    Mesa 4, moderação Ana Guiomar Rêgo Souza: Renata L. Marques, Diego Wandal

    Mesa 5, moderação Luís Fernando Hering Coelho: Valmiro P. Machado Jr., Rebeca Klippel Brehm e Jonas Almeida, Marcele Pedrotti Dutra Meneses

    Mesa 6, moderação Leandro Maia: Matteo Ciacchi, Millena Melchioretto e André Egg

  • Flagrantes das Mesas de Comunicação (22/11)

    O primeiro dia do V Simpósio Internacional Música e Crítica trouxe trabalhos com diversas abordagens do emprego dos periódicos diários como fonte para a pesquisa musicológica. Abaixo, o flagrante das 3 mesas de comunicação ocorridas. Amanhã seguiremos com mais 4 mesas e 2 palestras.

    Mesa 1, moderação Alberto Pacheco: Anne Meyer, Fernando Secomandi e Edilson Rocha, Lucyanne Afonso

    Mesa 2, moderação Werner Ewald: Alexei Alves e Sérgio Freitas, Manoel Oliveira, Marcus Mota

    Mesa 3, moderação Rafael Noleto: Erica Passos, Fabricia Carrera

  • Abertura de inscrições para o V Simpósio Internacional Música e Crítica

    Estão abertas as inscrições para o V Simpósio Internacional Música e Crítica!
    As inscrições são gratuitas e o formulário encontra-se no endereço:
    https://docs.google.com/forms/d/1D1gBbyio_xz-nu-1RgUMsmdqml4NnCpQTpH1okDmqq8/edit.

    Este ano, o Simpósio seguirá sendo realizado de maneira remota, nos dias 22 e 23 de novembro, com transmissão no Youtube pelo canal do evento:
    https://www.youtube.com/channel/UC3aODRtuYuOYUMn4uvePqeg

  • V SIMC divulga a sua programação

    O V Simpósio Internacional Música e Crítica, que terá início no próximo dia 22 de novembro, tem a satisfação de divulgar a sua programação, que terá transmissão no canal youtube do Simpósio.
    (https://www.youtube.com/channel/UC3aODRtuYuOYUMn4uvePqeg/featured).

    V Simpósio Internacional Música e Crítica
    Programação
    22/11 – Seg
    9h Abertura
    9h15-10h15 Palestra 1 – Lutero Rodrigues – O injusto esquecimento de um personagem enigmático
    Mesa 1 Anne Meyer – A construção da imagem do artista através da crítica jornalística – o caso Vera Janacopulos
    10h30-12h Carlos Fernando Secomandi; Edilson Assunção Rocha – Arnulpho Mattos: atuação e inserção social de um compositor capixaba a partir da análise de notícias da imprensa periódica local
    Lucyanne de Melo Afonso; Rosemara Staub de Barros – As críticas ao elenco radiofônico pela Coluna No DIAL do Jornal A Crítica, Manaus-AM (1949 a 1950)
    Almoço
    Mesa 2 Alexei Alves de Queiroz; Sérgio Paulo Ribeiro de Freitas – A repressão ao Samba em jornais cariocas do início do século XX
    13h30-15h Manoel Messias Alves de Oliveira – O circuito “Zona Sul” da Música Popular: aspectos e considerações sobre o trabalho lítero-musical e jornalístico de Ruy Castro
    Marcus Mota – Ainda o Maxixe: pequenos flagrante das performances musicais afro-diaspóricas
    Mesa 3 Erica Santana dos Passos – Educação pela arte e a valorização do trabalho dos professores na crítica de Mário de Andrade para o Diário Nacional
    15h15-16h45 Fabricia D. Malán Carrera – Lo dice la prensa. Las experiencias de música electroacústica y la escena en Uruguay, en las décadas de 1960 y 1970
    João Figueiredo Costa – A “música de alta cultura” no Diário de Lisboa no pós 25 de abril (1974-1980): géneros jornalísticos, autoriais, temáticas e discursos
    23/11 – Ter
    9h-10h Palestra 2 – André Egg – Por uma periodização da crítica musical no Brasil
    Mesa 4 Diego Wandal dos Santos – Luiz Heitor nas páginas da Revista Cultura Política
    10h10-11h10 Renata Leticia Marques – A crítica musical de Lúcio Rangel ou a Música Brasileira como tradição inventada
    Mesa 5 Jonas Silva de Almeida; Valmiro Pereira Machado Junior; Rafaela Canez Camargo; Rebeca Klippel Brehm; Luiz Guilherme Goldberg – Oscar Guanabarino Pelo Mundo das Artes: métodos e processos em pesquisa hemerográfica
    11h20-12h20 Marcele Pedrotti Dutra Meneses; Luiz Guilherme Goldberg – A crítica de Alexandre Levy: questões metodológicas
    Almoço
    13h30-14h30 Palestra 3 – Cristina Fernandes – A recuperação de óperas setecentistas portuguesas através da crítica: aspectos históricos, interpretativos e ideológicos
    Mesa 6 Matteo Ciacchi – Um tropicalismo endógeno: a dez anos da Guanabara e a um século de Londres hemerográfica
    14h40-15h40 Millena Rossi Melchioretto; André Acastro Egg – Folclorismo na crítica musical de Eunice Catunda
    16h-17h30 Mesa de encerramento – Christina Fuscaldo, Kamille Viola e Nayive Ananías – Os desafios para a crítica musical feita por mulheres no Brasil.
    17h30 Encerramento

  • André Egg proferirá palestra no V-SIMC

    Entre as palestras programadas para o V Simpósio Internacional Música e Crítica, André Egg trará uma proposta para a periodização da crítica musical no Brasil, uma reflexão necessária a partir da perspectiva da relevância assumida pelos periódicos como fontes para pesquisas musicológicas.

    André Egg é Licenciado em Música pela antiga EMBAP, hoje UNESPAR, Mestre em História pela UFPR e Doutor em História Social pela USP. É professor da UNESPAR, nos cursos de Licenciatura em Música e Bacharelado em Música Popular, com disciplinas de História da Música e Música no Brasil. É professor permanente no Programa de Pós-Graduação em Música da UNESPAR (linha de pesquisa Música, Cultura e Sociedade) e no Programa de Pós-Graduação em História da UFPR (linha de pesquisa Arte, Memória e Narrativa). Um dos organizadores do livro “Arte e política no Brasil” (Editora Perspectiva, 2014). Organizador do livro “Música, cultura e sociedade: dilemas do moderno” (Editora CRV, 2016). Autor do livro “A formação de um compositor sinfônico: Camargo Guarnieri entre o modernismo, o americanismo e a boa vizinhança” (Editora Alameda, 2018). Tem orientado pesquisas sobre crítica musical e temas correlatos em nível de Graduação, Mestrado e Doutorado.

  • Lutero Rodrigues e Alfredo Camarate estarão na palestra de abertura do V-SIMC

    No próximo dia 22 de novembro, a palestra de abertura do V Simpósio Internacional Música e Crítica será realizada pelo pesquisador e maestro Lutero Rodrigues, que terá como tema o multifacetado crítico Alfredo Camarate (1840-1904).

    Lutero Rodrigues, nascido em 1950, estudou música no Brasil e Alemanha. Tem Mestrado (UNESP) e Doutorado (USP) em Musicologia.  Sua Tese de Doutorado, sobre o compositor Carlos Gomes, recebeu o Prêmio Funarte de Produção Crítica em Música – 2010 e tornou-se livro, em 2011 (Editora UNESP). Foi regente de diversos coros, destacando-se o Madrigal Klaus-Dieter Wolff e diversas orquestras, com destaque para a Sinfonia Cultura – Orquestra da Rádio e TV Cultura que priorizou o repertório brasileiro. Há mais de 40 anos dedica-se à pesquisa de música brasileira, o que resultou em inúmeras publicações. Em 2002, foi eleito membro da Academia Brasileira de Música, e, em 2010, tornou-se Professor do Departamento. de Música do Instituto de Artes da UNESP, em São Paulo.

    Sua palestra, que tem por título “O injusto esquecimento de um personagem enigmático”, será mais uma peça a somar nas pesquisas sobre a crítica musical no Brasil.

     

  • O V SIMC apresenta seus palestrantes – Cristina Fernandes

    O V Simpósio Internacional Música e Crítica terá a participação de convidados com relevante contribuição para a pesquisa musicológica. Em nosso primeiro post de apresentação, temos a pesquisadora portuguesa Cristina Fernandes.

    Cristina Fernandes é investigadora contratada no INET-md, Universidade Nova de Lisboa. Entre 2011 e 2017 realizou um pós-doutoramento sobre as práticas musicais e o cerimonial da Capela Real e Patriarcal de Lisboa (1716-1834), com uma bolsa da FCT, e entre 2015 e 2017 coordenou a linha temática do INET-md “Abordagens Históricas à Performance Musical”. Faz parte das equipas dos projectos PerformArt-Promoting, Patronising and Practising the Arts in Roman Aristocratic Families (1644-1740) (CNRS, ÉFR-Rome, financiado pelo ERC) e MUSIN-La música como interpretación en España: historia y recepción (1730-1930) (Univ. de La Rioja) e é co-IR do projecto PROFMUS-Ser Músico em Portugal: a condição sócio-profissional dos músicos em Lisboa (NOVA FCSH/FCT). É autora de vários livros e artigos sobre a música e a cultura no século XVIII, entre outros temas, e é crítica de música do jornal Público. Recentemente, coordenou (c/M. A. Aguilar Rancel) o volume intitulado A imprensa como fonte para a história da interpretação musical (BNP, INET-md, 2021).

    Durante o V SIMC, proferirá a palestra “A recuperação de óperas setecentistas portuguesas através da crítica: aspectos históricos, interpretativos e ideológicos”.