Início do conteúdo
    Notícias
  • ENADE 2021 – Orientação a concluintes e ingressantes

    Prezados alunos e alunas,

    Informamos que o curso de Artes Visuais Licenciatura está no Ciclo Avaliativo do ENADE 2021.

    O Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (ENADE), que integra o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), é uma prova realizada a cada três anos e que tem como objetivo avaliar o desempenho dos estudantes com relação aos conteúdos programáticos específicos do curso, assim como, temas de conhecimentos gerais.

    Aos alunos concluintes, o exame é obrigatório e a situação de regularidade do estudante no Exame deve constar em seu histórico escolar. Ou seja, é um componente obrigatório para se formar.

    Aos alunos ingressantes com até 25% da integralização curricular precisam apenas estar cadastrados para fins estatísticos. Estão dispensados da realização da prova e do questionário.

     

    CONCLUINTES, FIQUEM ATENTOS ÀS DATAS E AO EDITAL:

    • Cadastro obrigatório pelo estudante concluinte:

    19 de julho a 13 de novembro de 2021

    • Alteração de local de prova:

    19 de julho a 31 de agosto de 2021

    • Solicitação de atendimento especializado pelo estudante concluinte:

    30 de agosto a 3 de setembro de 2021

    • Solicitação de atendimento por nome social dos estudantes concluintes:

    30 de Agosto a 03 de setembro de 2021

    • Questionário do estudante:

    30 de Agosto a 13 de Novembro de 2021

    • Consulta ao local de prova:

    A partir de 1º de novembro de 2021

    É INDISPENSÁVEL que vocês façam a leitura do edital em anexo e acompanhem as datas.

    CARTAZ ENADE 2021

    EDITAL ENADE Nº 36, DE 12 DE JULHO DE 2021

    Diretrizes da prova – Artes Visuais licenciatura-PORTARIA Nº 388, DE 23 DE AGOSTO DE 2021

    Listagem – Inscritos ENADE 2021

  • Abertas até 26/08 as inscrições para atuação de alunos na PREC

    Segue a divulgação:

    [Oportunidade de experiência para sua formação!!!

    Estão abertas inscrições de acadêmic@s voluntári@s dos cursos de graduação do Centro de Artes para atuarem em projetos e ações de extensão vinculados à Coordenação de Arte, Cultura e Patrimônio da PREC em parceria com a Câmara de Extensão do Centro de Artes- UFPel

    As inscrições poderão ser realizadas até dia 26.08 via preenchimento de formulário no link abaixo:
    Link do formulário

    A Câmara de Extensão está estabelecendo uma frente de atuação em parceria com a PREC, junto à Coordenação de Arte, Cultura e Patrimônio. Assim, estamos convidando acadêmic@s voluntári@s dos diferentes cursos de graduação do Centro de Artes que tenham interesse e disponibilidade para formarem uma equipe de apoio, a qual irá exercer variadas ações dentre elas: colaborar na divulgação de projetos, ações e eventos, bem como na organização de dados dos trabalhos artísticos enviados à PREC, além de auxiliar na organização das inscrições e materiais submetidos a editais de trabalhos artísticos-culturais. Ou seja, lidar com esse banco de dados auxiliando no trato das informações, de acordo com as demandas necessárias, através da edição de vídeos e criação de material de divulgação em redes; produção de textos informativos e confecção de identidades visuais.

    Emitiremos certificado de participação para @ acadêmic@ que atuar efetivamente como voluntári@.
    Obs: A carga horária de atuação será definida respeitando a disponibilidade mencionada pelo/a interessado/a.]

  • CONCURSO LOGOMARCA DO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIO-ORGANIZACIONAIS – CCSO UFPel

    O Centro de Ciências Socio-Organizacionais – CCSO está promovendo um concurso para a escolha da sua Logomarca, Edital Doc SEI 1393260. Poderão participar desse concurso docentes, Taes e estudantes. O objetivo é promover, compartilhar e valorizar a escolha democrática da Logomarca do CCSO, que vai nos acompanhar pela história da unidade e da UFPEL. As inscrições estarão abertas de 23 de agosto a 24 de setembro de 2021.

    8. DA PREMIAÇÃO
    8.1. Ao(a) vencedro(a) do concurso será entregue um certificado e um Tablet Samsung Galaxy
    Tab S6 Lite, no valor aproximado de R$ 2.000,00 (dois mil reais).

    INSCREVAM-SE!

    Edital: SEI_UFPel – 1393260 – Edital

  • LIVE ACOLHIDA 2021/1

    Com intuito de receber os novos alunos que ingressam no Centro de Artes neste semestre que se inicia e também aos nossos demais alunos que recomeçam um novo semestre letivo, teremos uma programação das Lives que ocorrerão semana que vem no canal do YouTube do CA.
    terça 10/8  para ver: https://youtu.be/qMSlHb9GDzA
    quarta 11/8 para ver: https://youtu.be/ok-fYSfiLQQ
    quinta 12/8 para ver: https://youtu.be/DlsXw1XoyXA
    sexta 13/8 para ver:: https://youtu.be/f7SoiSZrkJg
    Aguardamos vocês!!
  • [Divulgação] Convite para visitação do “Território Provisório” de 20/07 a 22/08

    “Em 20 de julho inauguramos Território Provisório, na Fundação Ecarta. Com curadoria de Diego Groisman, a exposição reúne os artistas Manoela Cavalinho, Jordi Tasso e Henrique Fagundes em três instalações sobre a memória coletiva e o apagamento de episódios autoritários. “Os trabalhos expostos renovam possibilidades de interpretações de uma história pretérita e presente. Provocam a memória coletiva a repensar o peso de regimes autoritários e o seletivo apagamento de fatos como a repressão e a tortura aos opositores durante a ditadura militar no país”, descreve o curador de Diego Groissman.

    SERVIÇO:

    Local: Fundação Ecarta | Av. João Pessoa, 943, Cidade Baixa, Porto Alegre/ RS

    Visitação: de 20/07 a 22/08, de segunda a sexta, das 10h às 18h

    ENTRADA FRANCA

    _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

    SOBRE A EXPOSIÇÃO

    “Território Provisório” indica uma proposição conceitual assentada entre variáveis que, se recombinadas, revelam certa redundância propositalmente enfatizada. O Sul do País, reconhecido pelo culto à tradição e empoderamento do patriarcado, com sua história caracterizada por ciclos de exclusão e subalternidade, é o cenário a partir do qual os artistas aqui reunidos- politicamente inquietos e esteticamente indóceis- suscitam o debate em torno da tomada de poder, não raras vezes, obtida pelo acionamento de mecanismos de opressão, coerção e violência, em suas facetas simbólicas e literais. Desmembrando e justapondo elementos de narrativas políticas consolidadas, os trabalhos expostos renovam a possibilidade de interpretações de uma história pretérita e presente. Provocam a memória coletiva a repensar o peso de regimes autoritários e o seletivo apagamento de fatos como a repressão e a tortura aos opositores durante a ditadura militar no País.

    _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

    CURADORIA

    Diego Groisman

    Porto Alegre/ RS, 1979

    Atual diretor da Casa de Cultura Mário Quintana, é também curador independente, pesquisador, tradutor e produtor cultural. Dirige o espaço cultural Casa Baka desde 2005, dentro do qual desenvolve uma programação voltada à arte contemporânea, atuando na organização e curadoria de exposições e outros encontros, tais como oficinas e conversas. Em 2019, recebeu o Prêmio Açorianos Incentivo Jovem Curador, oferecido pela Secretaria da Cultura da Prefeitura de Porto Alegre Aliança Francesa/ Institut Français. É mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e bacharel em História da Arte pela mesma universidade.

    _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

    ARTISTAS

    Manoela Cavalinho

    Porto Alegre, 1981

    Mestre em Psicologia Clínica (PUC-SP) e mestranda em Artes Visuais pelo PPGAV- UFRGS. Em seu trabalho aborda a memória pessoal e suas intersecções com a memória social e histórica.

    Jordi Tasso

    Taquara, 1994

    Artista visual, graduando em Artes Visuais pela UFRGS, trabalha com vídeo, performance, intervenção, instalação e plataformas WEB em temáticas que alargam as discussões sobre autoria, legitimidade artística e comportamentos sociais. Já participou de exposições em diversos estados brasileiros e países latino americanos como Argentina, Uruguai, Colômbia e Paraguai. Durante a pandemia tem trabalhado com projetos online enquanto aguarda o retorno das atividades físicas, tentando estrelar carreira internacional e receber fundos de alguns editais de arte.

     

    Henrique Fagundes

    Canoas, 1994

    É artista multimídia e arte-educador, trabalha a partir de excertos, símbolos, imagens e materiais encontrados em repositórios de mídias na Internet, buscando entender, através da criação de vídeos, animações, objetos e instalações, as lógicas socioculturais e afetivas por trás desse conteúdo. Em suas investigações tanto quanto em suas proposições educativas, intenta pensar o uso das novas mídias como ferramenta política, além de poética, refletindo-as como instrumentos de emancipação de novas narrativas e contextos.

    É licenciado em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e atualmente é aluno do programa de Pós-Graduação em Artes Visuais, na área de concentração em Poéticas Visuais, atuando na linha de pesquisa Poéticas de processos híbridos, pesquisando sobre as intersecções entre arte e tecnologia, voltando-se para a Realidade virtual como expressão sensível  do espaço, da ficção, da memória e dos afetos.”

  • [Divulgação]: III EXPOSIÇÃO INTERNACIONAL DE ARTE E GÊNERO 26 a 29 de julho

    A III EXPOSIÇÃO INTERNACIONAL DE ARTE E GÊNERO, dentro do contexto contemporâneo, propõe-se a mostrar a condição da/x/o artista na sua subjetividade, na sua identidade, na sua dimensão íntima ou pública, na sua estrangeiridade, no seu estranhamento, na sua perplexidade, na sua queeridade e/ou na sua sensibilidade.

    Integrando parte do Seminário Internacional Fazendo Gênero 12 realizado na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a exposição acontecerá entre os dias 26 de julho e 29 de outubro de 2021 na plataforma digital do Espaço Cultural Armazém – Coletivo Elza, e de outras redes e conectividades. Realizada com apoio da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), desde 1994, reunindo pesquisadoras, estudantes, ativistas, artistas, professoras e interessadas nas questões que envolvem o gênero, as mulheres, feminismos e sexualidades. O tema deste ano é “Lugares de fala: direitos, diversidades, afetos”.

    A exposição contará com os 89 artistas selecionadas/os/es:

    Comissão Julgadora:

    Cláudia Zanatta

    (Universidade Federal do Rio Grande do Sul)

    Juliana Crispe

    (Coordenadora do Espaço Cultural Armazém – Coletivo Elza

    Universidade Estadual de Santa Catarina)

    Leandro Colling

    (Universidade Federal da Bahia)

    Lino Arruda

    (Criador Editor Sapatoons Queerdrinhos)

    Rosa Blanca

    (Universidade Federal de Santa Maria – Curadora)

    Realização:

    Universidade Federal de Santa Catarina

    Instituto de Estudos de Gênero – UFSC

    Universidade do Estado de Santa Catarina

    Transmissão ao vivo de abertura: (26/07/2021 às 18h): https://www.youtube.com/espaçoculturalarmazemcoletivoelza

    Espaço Cultural Armazém – Coletivo Elza: https://www.projetoarmazem.com/espacoculturalarmazem

    9 dos 89 artistas da III Exposição Internacional de Arte e Gênero

  • Reabertos os processos de homologação das inscrições para o Programa Residência Pedagógica da UFPel

    Em virtude do Ofício Circular que informa que a Plataforma Capes de Educação Básica e o Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios (SCBA) estarão reabertos a partir do mês de julho, estão reabertos os processos de homologação das inscrições para o Programa Residência Pedagógica da UFPel.

    A previsão da nova homologação das inscrições e a publicação do cronograma de seleção, com número de vagas, é para o inicio de agosto de 2021. Leia o Edital (https://wp.ufpel.edu.br/pre/files/2021/03/SEI_UFPel-1235535-Edital.pdf) e, se tiver interesse e atender aos requisitos, faça, desde já, a sua inscrição, por meio do formulário online: https://forms.gle/8SD4EWrCPL3ESEr46.

    Detalhes do edital:

    1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS
    1.1. A residência pedagógica é uma atividade de formação realizada por um discente regularmente matriculado em curso de licenciatura e desenvolvida em uma escola pública de educação básica, denominada “escola-campo”. Nesta escola-campo, o residente será acompanhado por um professor da educação básica, denominado “preceptor”. A orientação do residente será realizada por um docente da IES, denominado “docente orientador”.
    1.2 Poderão se candidatar às vagas para bolsas de residentes os discentes com matrícula ativa em curso de Licenciatura da UFPel. Os licenciandos também deverão ter cursado o mínimo de 50% do curso ou estar cursando a partir do 5º semestre do Curso de Licenciatura.

    4. DOS BENEFÍCIOS DA BOLSA
    4.1. As bolsas serão concedidas pelo MEC/CAPES. O valor individual mensal será de R$ 400,00 (quatrocentos reais). Durante a execução do Projeto, será permitido a substituição do aluno bolsista, a qualquer tempo, no caso de descumprimento das exigências previstas no RP, ou a pedido do bolsista (após finalizar o módulo).

  • Dia 13/07 acontecerá a oficina “Experiências Artísticas no Sistema Prisional: um bate-papo

    Dia 13/07, terça-feira, acontecerá a oficina “Experiências Artísticas no Sistema Prisional: um bate-papo”, às 19h, via Zoom. Será debatido a relevância e as particularidades das atividades artísticas no contexto prisional, através de relatos de mulheres que trabalham ou trabalharam no sistema prisional: Silvana Silva, Luciane Engel e Vanessa dos Santos Santiago. A oficina é gratuita, online e com tradução em LIBRAS.

    É possível pensar o sistema prisional como um espaço de circulação das artes? É importante para aquelas que residem nas casas prisionais ter experiências artísticas?

     Público-alvo: funcionárias e funcionários do sistema prisional; profissionais da cultura de qualquer segmento; estudantes de psicologia / assistência social / artes; e demais interessadas no tema.

    Essa atividade faz parte do projeto cultural “ENCARCERARTE: visitando mulheres em reclusão”, que criou um espetáculo chamado ‘Na Linha’ com o objetivo de circular especificamente em penitenciárias, para o público feminino, futuramente. Saiba mais sobre o projeto nas nossas redes sociais @ciskando.

    SERVIÇO
    O quê: Oficina “Experiências Artísticas no Sistema Prisional: um bate-papo”
    Quando: 13/07, terça-feira, 19h-21h
    Público-alvo: funcionárias e funcionários do sistema prisional, profissionais da cultura, estudantes e demais interessados(as) no tema.
    Tradução em LIBRAS
    INSCRIÇÕES GRATUITAS através do formulário: https://forms.gle/WKYXV4aQzbqau3NB6
    Dúvidas: (54) 9 9117-8910 / juliana.gtieppo@gmail.com

  • Divulgação: Chamada de trabalhos 27º Seminário Nacional de Arte e Educação

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    “A Fundação Municipal de Artes de Montenegro – FUNDARTE –  e a Comissão Organizadora do 27º Seminário Nacional de Arte e Educação, convidam pesquisadores, professores, profissionais e estudantes de artes para submeterem trabalhos, conforme as especificações desta chamada. O TEMA do evento será ARTE E DIVERSIDADES.

    Serão aceitas inscrições de trabalhos nas seguintes categorias: PESQUISA CONCLUÍDA, PESQUISA EM ANDAMENTO, PROJETO DE PESQUISA, RELATO DE EXPERIÊNCIA ou PESQUISA COM TRABALHO PRÁTICO COMENTADO, inseridos dentro de um dos seguintes Eixos Temáticos: Artes Visuais, Dança, Música, Teatro, Áreas Integradas.

    Observações importantes:

    Os trabalhos deverão ser submetidos no sistema SEER no Portal de publicações da FUNDARTE (http://seer.fundarte.rs.gov.br/index.php/Anaissem/user/register), no período de 30 de junho à 21 de setembro de 2021. A inscrição no seminário para apresentadores de trabalho também será do dia 30 de junho à 21 de setembro.

    Se você tem dúvida em como submeter o seu trabalho no sistema, acesse o tutorial e siga o passo a passo: https://www.youtube.com/watch?v=xmfvKYgQpwE.

    Informações sobre o Seminário em: http://www.fundarte.rs.gov.br/atividades/seminario/