Infraestrutura Herbologia

1) Laboratórios de Herbologia

Laboratório com 35 m2 de área , possuem 1 geladeira, 5 BOD´s, 3 balanças de precisão, 2 aplicadores de herbicida de precisão a CO2, 2 estufas de secagem de material, 1 equipamento para determinação de área folhar, 1 oxímetro, 1 phmetro e 1 condutivímetro, 1 determinador de fotossíntese (IRGA) e 5 computadores.

 

2) Laboratório de Metabolismo Secundário aplicado a Herbologia

O laboratório inaugurado em 2010 possui área útil de 20 m2, possuindo equipamento básico para o desenvolvimento de experimentos com metabolismo de plantas: 1 spectrofotômetro, 1 centrífuga, 1 banho maria, Multiplex 3 e um destilador de água.

 

3)  Laboratório de Biologia Molecular aplicado a Herbologia

Inaugurado em 2012, o laboratório com 50m2 com objetivo de dar suporte a pesquisa em biologia molecular. Esse laboratório é bem equipados, uma vez que angariou em 2010/2011 o montante de R$459.700,29 de projetos de pesquisa aprovados em editais do CNPq, FAPERGS e Embrapa (CNPT). Dentre diversos equipamentos adquiridos nos editais acima, destacam-se os seguintes: StepOnePlus™ Real-Time PCR System, Medidor de densidade ótica, Turbovap LV, Termociclador, Capela com fluxo para PCR, Fotodocumentação de géis, Espectrofotômetro e Centrífuga refrigerada. Em 2012 foi adquirida uma Capela de fluxo laminar unidirecional, mod. Miniflow i filtracom, no valor de R$ 9.110,00 e um Espectrofotometro UV/Visivel Ultrospec 2100 Pro no valor de R$ 23.851,85, por meio de projeto aprovado no edital Redes Nacionais de pesquisa em Agrobiodiversidade e Sustentabilidade Agropecuária (REPENSA) do CNPQ/FAPERGS cujo montante recebido foi de R$390.396,50. Também foi aprovado projeto junto ao CNPq (Universal, Faixa B, Edital 14/2012) no valor de R$39.619,60.

 

4 – Laboratório de Dinâmica de Herbicidas no Ambiente

Inaugurado em 2010, o laboratório com área útil de 50m2, onde são realizados estudos de degradação, persistência e transporte de herbicidas, está equipado com instrumentação básica para estudos dos processos de dissipação de herbicidas no ambiente, um freezer para armazenamento de amostras para análise, espectrofotômetro, centrífuga, balanças de precisão, pipetadores, vidrarias, controle de temperatura ambiental para trabalhos com respirometria (degradação de herbicidas), nanovue, e BODs para bioensaios.

Em 2012, por meio de diversas agências de fomentos, foram adquiridos novos equipamentos no valor total de R$ 50.000,00sendo os seguintes: capela de exaustão; Balança Analítica Cap. 220g, div. 0,0001g; Balança Semi Analítica Cap. 320g, Div. 0,001g; Balança Digital Cap. 3200g, div 0,01g; Banho Maria Microprocessado com Rampas e Patamares; Balança Cap. 20Kg; Agitador Magnético c/aquecimento e Agitador de tubos Vortéx. Mais recursos foram aprovados em projetos junto a FAPERGS (Pesquisador Gaucho Edital 04/2012) e CAPES/CNPq (Atração de Jovens Talentos), no montante de R$377.460,00, sendo R$42.500,00 e R$334.960,00 provindos de cada agência de fomento respectivamente.  Em 2013 o grupo aprovou um projeto de cooperação com a UCDavis que permitirá um investimento de 60 mil reais em material de consumo, e um projeto PVE com o USDA no valor de 400 mil reais e 1 Projeto com a University of Arkansas no valor global de 400 mil reais (PVE).

Em 2013 foram adquiridas seis bombas de coleta de amostras de ar para quantificação de contaminantes no valor total de (R$ 50.000,00). Além disto em 2013 foi adquirida uma caminhonete e um freezer portátil para coleta de amostras.

Em 2017 foi adquirido e instalado um LC-MS-Orbitrap (LC-MS de alta resolução) que permite quantificação de produtos orgânicos em fase líquida com exatidão de massas (4 casa de resolução). Esse equipamento no valor de 1,3 milhões de reais foi adquirido com recursos de um projeto CT-INFRA de 2010.

 

5 – Laboratório de Pesquisa em Mudanças Climáticas

Inaugurado em 2011, o laboratório com área útil de 30m2 onde são realizadas pesquisas com crescimento de plantas em ambiente modificado, possuindo dois fitotrons, um adquirido com recursos do UNIVERSAL 2010 da Marca Weiss Fitotron com 1.100 PAR de intensidade luminosa e com controle de fotoperíodo, temperatura e CO2 (R$ 134.000,00). O segundo (Sem marca), construído com recursos próprios (R$ 45.000,00) com luzes com média intensidade luminosa (>900 PAR), e controle de fotoperíodo e temperatura.

Além disto o laboratório possui oito OTC’s (Open Top Chambers – Câmaras com topo aberto), onde é possível trabalhar com ambiente com aumento de CO2 em condições de campo. Duas OTC’s foram construídas em 2014 e seis em 2015 com recursos próprios (R$ 50.000,00), sendo que o projeto de construção e automação de medições e injeção de CO2 é parte do projeto de doutorado do discente João Paulo Refatti.

Ao final de 2017 foi instalado um fitotron compostos por três salas de 12 m2 cada uma, com controle de umidade, temperatura, fotoperíodo e nível de CO2 na atmosfera. Esse equipamento foi adquirido com recursos do CT-INFRA no valor de 480 mil reais.

 

6 – Laboratório de Campo de Herbologia

Inaugurado em 2015, o laboratório com área útil de 342m2onde são realizadas pesquisas de campo, sendo usado como áreas de armazenamento de equipamentos de campo, área de processamento de material de campo,  entre outras atividades.