Notícias
  • Ciclo de Palestras – TILS E A EDUCAÇÃO DE SURDOS

     

    Na última sexta, 04/07  Ocorreu o 2º Encontro do Ciclo de Palestras  e o Fechamento do Modulo I do Curso de Aperfeiçoamento TILS nos dias 05 e 06 de Agosto.(FOTOS)
    Agora nessa semana temos:


    3º Encontro do Ciclo de Palestras: “Tradutor Intérprete Surdo, quem é?” –  Rodrigo Machado
    Data: 18/08/2017 – 19h
    Local: Centro de Artes- UFPEL – Auditório 2- Ceart  


    1º Encontro do Modulo II – Curso de Aperfeiçoamento TILS: 
    Data:  19 /08/2017 – “Tradução de Editais e Vestibulares” – Rodrigo Machado
    Data:  20/08/2017 – “Tradução e Interpretação?” – Maria Cristina Pires Pereira – UFRGS
    Local: Prédio da Odonto – sala 603


  • SISU 2017/02 – informações aos cotistas: pessoas com deficiência, ou com transtorno do espectro autista, ou com superdotação e altas habilidades

    Para os cotistas que farão a entrega da documentação solicitada pelo Edital nº013/2017 SISU 2017/02 – Terceira Convocação, no ato da matrícula, neste dia 10 de agosto de 2017, a respeito da autodeclaração de pessoa com deficiência, informamos que esta documentação apresentada será avaliada pela equipe de profissionais que compõe a Seção de Atendimentos Educacionais Especializados do Núcleo de Acessibilidade e Inclusão – SAEE/NAI, no dia 11 de agosto de 2017.

    O resultado preliminar será divulgado na página do SISU/UFPel e na página do NAI no próprio dia 11 de agosto de 2017.

    Em caso de indeferimento, o candidato poderá ingressar com recurso em até 3 dias após a publicação do resultado preliminar, portanto, nos dias 14, 15 e 16 de agosto de 2017.

    Os recursos apresentados serão avaliados pela Comissão de Apoio ao NAI – CONAI, no dia 16 de agosto de 2017. O resultado final será divulgado dia no próprio dia 16 de agosto de 2017 no site SISU/UFPel e no site do NAI.

     

  • NAI aposta em formação continuada para os acadêmicos-tutores

    A continuidade da proposta de tutoria entre pares, oportunizada pelo Núcleo de Acessibilidade e Inclusão da UFPEL para os acadêmicos com deficiência incluídos em nossa universidade, tem se constituído uma prática adotada pelo Núcleo de Acessibilidade e Inclusão – NAI da UFPel neste ano de 2017. Os novos acadêmicos-tutores selecionados foram recebidos em maio pelo Núcleo, e foram inseridos em nova perspectiva para a tutoria oferecida, pois passaram a participar de reuniões e atividades de formação pedagógica continuada, como forma de garantir suporte e orientação qualificada para a realização de suas tutorias. A tutoria, entendida bem mais do que a presença ou o auxílio na realização das atividades acadêmicas, tem sido construída como uma oportunidade para ambos, tutores e tutorados, de avançarem em seus aprendizados e formação acadêmica.

    O primeiro encontro, datado em treze de julho, foi marcado pela troca de experiências entre os acadêmicos-tutores a respeito das tutorias realizadas. Os relatos deram conta de aproximar vivências, e de socializar as diversidades de situações e de realidades acadêmicas que se tornam bastante próprias para os estudantes com deficiência na educação superior. Em meio aos relatos, o acompanhamento pedagógico das práticas de tutorias por parte da equipe de trabalho do NAI foi se concretizando, através de colaborações mútuas, as quais foram sanando dúvidas, canalizando angústias, e sugerindo novas ações e encaminhamentos. A proposta desta formação continuada é constituírem-se espaços e tempos através dos quais todos e todas aprendam, contribuam, e cresçam juntos.

    Nesta primeira etapa de formação o grupo contou também com a fala da professora e chefe do NAI Rita de Cassia Cóssio que discorreu sobre as caracterizações acerca das deficiências, com a fala da técnica Susane Anadon que compõe a gestão pedagógica abordando sobre a atuação e as ações próprias da tutoria, e ainda com as contribuições das profissionais que compõem a Sessão de Atendimento Educacional Especializado – SAEE\NAI, com a técnica Mirian Bohrer e a educadora especial Débora Jacks sobre a relação entre os atendimentos prestados e as avaliações realizadas pelo atendimento educacional, orientações encaminhadas aos cursos e ao desenvolvimento das tutorias com cada um dos tutorados.

    Os encontros de formação serão mensais, e contarão com a abordagem de temáticas diversificadas, diretamente relacionadas ao exercício da tutoria, tais como: os processos de aprendizagem, a criação de recursos adaptados e acesso à tecnologias assistivas, entre outros temas considerados significativos pelo grupo. A metodologia de trabalho contará com convites a outros atores educacionais da nossa universidade que possam vir qualificar ainda mais a formação, além de garantir a participação e as contribuições de todos e de todas envolvidas. Neste sentido, importante destacar que o diálogo será estabelecido como condição essencial para a realização dos momentos formativos, assim como a conscientização do caminho a ser percorrido na busca de uma inclusão realmente concreta e efetiva em nossa Universidade.

  • Ciclo de Palestras – TILS E A EDUCAÇÃO DE SURDOS

     

    O Curso de Aperfeiçoamento nas áreas de Tradução e Interpretação de Libras e Língua Portuguesa para os profissionais surdos e ouvintes da região Sul abordará temáticas alusivas a técnicas de atuação, postura profissional, trabalho em equipe e articulação política. Na oportunidade de contarmos com a presença de profissionais pesquisadores da área de tradução e interpretação de Língua de Sinais para o Curso, não poderíamos furtar a Comunidade Surda de entrar em contato com tão importantes falas para os debates atuais inerentes à acessibilidade linguística.

    Nos dias 14,15 e 16 de julho ocorreu o primeiro de seis encontros que irão acontecer no decorrer deste semestre. O curso tem convidados especiais para conversar com a comunidade surda de Pelotas e região sobre TILS e Educação de Surdos, promovido pela Universidade Federal de Pelotas, através da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura e contamos com as seguintes parecerias: o Núcleo de Acessibilidade e Inclusão – NAI, a Coordenadoria de Inclusão e Diversidade – CID, a Prefeitura Municipal de Pelotas- SMED e a Fundação Universitária do Rio Grande – FURG e com o apoio da Federação Brasileira das Associações dos Profissionais Tradutores, Intérpretes e Guia-intérpretes de Língua de Sinais- FEBRAPILS, que também acredita na importância da formação continuada para os profissionais que é o objetivo principal deste Ciclo de Palestras.

    As metas a serem alcançadas estão na linha do aperfeiçoamento dos profissionais que atuam nas instituições envolvidas neste projeto, assim como oferecer estes momentos de formação para os demais inscritos, os quais ainda não atuam. Isto se dá, tendo em vista que a região oferta cursos de capacitação para formar estes profissionais, mas ainda carece de acompanhamento. O Ciclo de Palestras é uma formação que envolverá a comunidade em geral com palestras abertas que ocorrerá dia 04 e 18 de agosto, dia 22 setembro, 20 de outubro e no dia 24 novembro todos no horário das 19h às 22h (sexta-feira) e para um público específico tendo como pré-requisito conhecimento de Libras ocorrerá aos finais de semana no turno da manhã e tarde nos dias 05, 06,19 e 20 de agosto, 23 e 24 de setembro, 21 e 22 de outubro e 25 e 26 de novembro.

    Inscrições: aperfeicoamento.tils.ufpel@gmail.com

    Site: http://wp.ufpel.edu.br/nai/eventos/

     

     

  • SISU 2017/02 – informações aos cotistas: pessoas com deficiência, ou com transtorno do espectro autista, ou com superdotação e altas habilidades

    Para os cotistas que entregaram a documentação solicitada pelo Edital nº013/2017 SISU 2017/02 – Segunda Convocação, no ato da matrícula, neste dia 28 de julho,  a respeito da autodeclaração de pessoa com deficiência, informamos que esta documentação apresentada será avaliada pela equipe de profissionais que compõe a Seção de Atendimentos Educacionais Especializados do Núcleo de Acessibilidade e Inclusão – SAEE/NAI, no dia 01 de agosto de 2017.

    O resultado preliminar será divulgado na página do SISU/UFPel e na página do NAI no próprio dia 01 de agosto de 2017.

    Em caso de indeferimento, o candidato poderá ingressar com recurso em até 3 dias após a publicação do resultado preliminar, portanto, nos dias 02, 03 e 04 de agosto de 2017.

    Os recursos apresentados serão avaliados pela Comissão de Apoio ao NAI – CONAI, no dia 04 de agosto de 2017. O resultado final será divulgado dia 07 de agosto de 2017 no site SISU/UFPel e no site do NAI.

     

  • Roda de conversa: debatendo a política de cotas para pessoas com deficiência na UFPel

    No dia doze do mês de julho, as 19h, no auditório da Faculdade de Medicina, foi realizada a Roda de Conversa sobre a inclusão de pessoas com deficiência no ensino superior: a política de cotas na UFPel. A proposta, idealizada pelos integrantes da Comissão de Apoio ao Núcleo de Acessibilidade e Inclusão – CONAI, da UFPel, almejou a divulgação e a reflexão sobre a nova política de ações afirmativas no campo da inclusão em nossa universidade. O evento, que reuniu professores, coordenadores, técnicos e estudantes, apresentou como pauta a discussão sobre o papel do Núcleo de Acessibilidade e Inclusão – NAI, a Política Nacional de Cotas no ensino superior, e a criação da Resolução das ações afirmativas da UFPel para comprovação e caraterização das deficiências.

    A programação contou ainda com a apresentação do projeto de acessibilidade do Museu do Doce pela aluna do curso de graduação em Terapia Ocupacional da UFPel Desiree Nobre Salasar, e com os relatos dos alunos Leandro Freitas Pereira, do curso de graduação em Museologia, Jean Michel Carret Farias, graduado recentemente em Ciências Sociais, e Gabriel Nogueira, licenciado em Teatro. Nas falas dos convidados, as colocações versaram sobre as experiências vivenciadas, os desafios e as dificuldades enfrentadas, bem como as conquistas que foram angariadas enquanto acadêmicos com deficiência na Universidade Federal de Pelotas.