Início do conteúdo
Memorial do Anglo

HISTÓRICO

O Frigorífico Anglo de Pelotas Em 14 de março de 1921 a The Rio Grande Meat Company, do

grupo inglês Vestey Brothers, comprou o recém-inaugurado Frigorífico Rio Grande, visando a

instalação de uma fábrica na cidade. Em dezembro de 1924, a Companhia trocou o seu nome

para Frigorífico Anglo de Pelotas. Esse funcionou parcialmente até 1926, quando os trabalhos

foram encerrados totalmente. O local manteve-se desativado por mais de 15 anos, até que em

1942 iniciaram as obras de construção e adequação do novo Frigorífico, que duraram 20

meses, nos quais centenas de trabalhadores executaram o projeto de aterro e drenagem da

região alagadiça para então erguer as sólidas estruturas do prédio principal e dos adjacentes.

As obras avançavam à noite, dia após dia, motivadas pelo projeto da Companhia mantenedora

de aproveitar o vantajoso momento de exportações, especialmente de carne enlatada, usada

como suprimento pelas tropas dos aliados na Segunda Guerra. O Frigorífico foi inaugurado em

17 de dezembro de 1943 com a expectativa de vir a ser o maior empreendimento industrial da

cidade. Nessa época, o Grupo Vestey Brothers mantinha outras unidades do Anglo em

Barretos e Mendes (São Paulo e Rio de Janeiro), Fray Bentos (Uruguai) e Berisso (Argentina),

todos exportando para outros países, sobretudo da Europa. A planta industrial de Pelotas

permitia o abate de mil bois, quinhentos suínos, quinhentos ovinos e mil aves por dia. Em

diferentes ocasiões foram produzidas conservas de legumes e frutas. As conservas eram

diversificadas conforme as safras e, em décadas mais recentes, houve a produção de itens de

padaria. Ao longo do tempo, em seus seis hectares de extensão, prédios foram sendo

modernizados, adaptados e construídos para aperfeiçoar ou implantar novos processamentos

e produtos. Nos anos de 1940, foi um grande complexo e manteve-se assim até o seu

fechamento no início da década de 1990, quando o grupo empresarial inglês, diversificando

seus investimentos, vendeu todos os seus Frigoríficos na América do Sul. Entre dezembro de

2005 e no início do ano seguinte, a Universidade Federal de Pelotas recebeu a doação da

Fundação Simon Bolívar de parte do complexo industrial. Intensas modificações foram feitas

para adaptar a antiga fábrica ao novo uso. No entanto, os sólidos prédios mantiveram

externamente a sua estética fabril e ainda informam sobre a aparência que tiveram no

passado. A Constituição do Memorial do Anglo O Memorial foi organizado dentro de um

programa de extensão intitulado O Museu do Conhecimento para Todos². Esse programa

consiste em um grupo de ações voltadas para a formação de equipes interdisciplinares de

acadêmicos e não acadêmicos aptas a desenvolver e aplicar estratégias que habilitem museus

a receber pessoas que necessitam de recursos assistivos. O foco é a inclusão de pessoas com

deficiência visual e, portanto, o núcleo do trabalho concentra-se em buscar recursos para este

fim. O local escolhido para desenvolver a proposta foi um espaço no terceiro andar do Bloco B

do Campus Anglo, no qual estão expostas as estruturas constitutivas das extintas câmaras

frigoríficas. Trata-se de duas salas contíguas abertas e comunicadas entre si que somam em

torno de 45m². As paredes, parcialmente destruídas, revelam a técnica de isolamento térmico

empregada na construção destes grandes frigoríficos nos anos de 1940. Como este espaço

continha informação sobre o edifício e não havia destinação para ele, a coordenadora solicitou

à administração da Universidade, ainda em 2013, o seu uso para fins de exposição. Durante

este período se desenvolveu o projeto, bem como a pesquisa sobre o frigorífico, de modo que

se elaborou e desenvolveu a ocupação do espaço, a curadoria da exposição e os recursos

assistivos.

 

DESCRIÇÃO DO ACERVO

O Memorial do Anglo se apresenta em dois formatos: físico e digital. – O formato físico é uma

exposição que contém elementos fixos e móveis em um espaço expositivo que incorporou

ruínas da câmara fria, isoladas em vitrines. O resultado apresentado no espaço físico é parte

do trabalho desenvolvido no ano de 2012 e 2013 no projeto O Museu do Conhecimento para

Todos, contemplado com recurso no edital ProExt MEC/2011 e 2015 e contém legendas em

braille, esquemas e maquetes táteis e audiodescrição, fornecida em um mp3 para o visitante

que a solicita. – O formato digital é um site no qual se apresentam resultados de trabalho de

pesquisa sobre temas direta ou indiretamente relacionados ao período em que funcionou o

Frigorífico Anglo de Pelotas. O site contribui com as ações de localização, documentação e,

sobretudo, disponibilização ao público de informações sobre acervos materiais

(tridimensionais e bidimensionais) e imateriais (depoimentos e similares) referentes à

trajetória do Frigorífico Anglo de Pelotas.

 

EQUIPE ATUAL

Coordenação Francisca Ferreira Michelon

Projeto e execução da Exposição do Memorial do Anglo

Coordenação Profª Francisca Ferreira Michelon

Profª Celina Britto Côrrea

Profª Adriane Borda Almeida da Silva

Equipe 2013/2014

Pós-doutoranda Ana Maria Sosa González

Profª Tatiana Bolivar Lebedeff

Equipe 2015

Profª Adriane Borda Almeida da Silva

Prof. Elcio Alteris dos Santos

Prof. João Fernando Igansi Nunes

Profª Larissa Dall’ Agnol da Silva

Profª Nóris Mara Pacheco Martins Leal

Bolsistas e voluntários 2013

Adriano Konrath

Bernardo Maia de Cerqueira

Degli Márcia S. de Quevedo

Desirée Nobre Salasar

Fernando de Paula Zamboni

Jossana Peil Coelho

José Paulo Siefert Brahm

Júlia Figueiredo Cavallieri

Matheus Jose Krumenauer Weber

Monica Mendes Veiga P

atrick Fernandes de C. Moura

Rosaura Isquierdo Rocha

uélen Neubert

Bolsistas 2014

Desirée Nobre Salasar

Elis Maria Madruga Rodrigues

Bolsistas 2015

Carla Serpa Costa

Cecília Rechlinsk Pinto

Desirée Freitas dos Santos

Eduarda Peres Vieira

Fernando Milani Marrera

Gabriela Gonzalez Peronti

Graziele Parker Leitzke

Keroulaine de Avila Gomes

Larissa Gonçalves Medeiros

Leticia de Farias Borges

 

ENDEREÇO E CONTATO

Endereço Campus Anglo, Universidade Federal de Pelotas, Rua Gomes Carneiro, 1, 3º andar E-

mail visitaanglo@gmail.com Site http://www.memorialdoanglo.com.br/