Sobre o MCNCR

O  Museu de Ciências Naturais Carlos Ritter (MCNCR) tem suas origens em coleções particulares de Carlos Ritter, doadas à Escola de Agronomia pela sua esposa em 1926.

Com a incorporação da Escola à UFPEL, o museu foi aberto ao público em 21 de maio de 1970, com sede no então prédio da reitoria, localizado em frente ao Mercado Central. Após oito anos em funcionamento, o museu é fechado, sendo reinaugurado apenas em 1988. Nesse período de fechamento (1978-1988), o acervo foi se deteriorando com o tempo, devido às condições inadequadas do local no qual foi armazenado. Tendo em vista essa situação, em 1982 o acervo passou por um processo de restauro, ocupando a sala que havia servido de biblioteca para a FAEM.

O museu foi inaugurado em 15 de setembro de 1988, na rua Felix da Cunha, 464. Contudo, o prédio não oferecia as condições de segurança necessárias, e dois anos depois, o Museu instalou-se em uma casa na rua Marechal Deodoro, 823, onde permaneceu até 2010. O museu realizava intensas atividades, além da exposição, com cursos de herpetologia, palestras sobre meio ambiente e preservação, acidentes com animais peçonhentos, educação ambiental, psicologia animal e avicultura, atendendo a cursos da UFPEL e da UCPEL. Também eram realizados atendimentos a prontos-socorros e clinicas, quanto a animais peçonhentos. Nessa época o museu possuía espécimes vivos de cobras e aranhas, expostos ao público e utilizados por instituições interessadas.

Após ter de sair da casa na rua Mal. Deodoro, por problemas estruturais, o MCNCR mudou-se para edificação na rua Barão de Santa Tecla, 576, onde encontra-se atualmente, com o acervo disponível para a visitação.

Como está o site do museu?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...