Início do conteúdo

Amanda Oliveira e a crítica à crítica musical de Oscar Guanabarino

Crítica à crítica: estratégias discursivas de Oscar Guanabarino sobre mulheres instrumentistas n’O Paiz (1884-1917). Eis o tema que será abordado por Amanda Oliveira, bacharela em Ciências Musicais pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e atualmente cursando o mestrado em Memória Social e Patrimônio Cultural na mesma instituição, com fomento da CAPES através do Programa de Demanda Social (DS). Durante a graduação, foi bolsista de Iniciação Científica do projeto “A Pedagogia Contemporânea da Flauta Transversal no Brasil: discursos de práticas pedagógicas” (2014-2016), e também integrou a equipe do projeto “Documentos Sonoros: os registros de Octavio Dutra (1884-1937) no contexto da música no Rio Grande do Sul”, que resultou no livro “Espia só… A trajetória musical de Octávio Dutra” (2016). É membro do grupo de pesquisa “Estudos Interdisciplinares em Ciênccias Musicais” da UFPel e desde 2016 participa do projeto de pesquisa “Oscar Guanabarino e a crítica musical no Brasil”, do qual foi bolsista de Iniciação Científica (2016-2018), e foi uma das organizadoras da Antologia Crítica de Oscar Guanabarino (2019).

Publicado em 02/11/2019, em Notícias.