Cine UFPel faz lançamento nacional e traz filme alemão

Sessões serão nesta sexta-feira às 16h e às 19h

Amanhã, dia 21 de outubro, o Cine UFPel promove duas sessões, uma com um filme brasileiro e outra com um título alemão. Um falando do momento político e outro de questões culturais na Europa. A entrada é gratuita e a sala de exibição está localizada na rua Álvaro Chaves, 447, em Pelotas, na esquina com a rua Lobo da Costa (No prédio da Agência da Lagoa Mirim, com entrada pela Álvaro Chaves).

Às 16h, acontece o lançamento do mais novo documentário de Maria Augusta Ramos: “Amigo Secreto” (2022), em parceria com a Vitrine Filmes.  Este documentário faz uma radiografia da macropolítica brasileira contemporânea. Em 2019, um vazamento de conversas entre autoridades brasileiras abala a credibilidade da Operação Lava Jato. Em meio à crise, quatro jornalistas acompanham a situação que coloca a democracia brasileira em risco.

            Diretora Maria Augusta Ramos está fazendo lançamentp do documentário em várias cidades do Brasil            Fotos: Divulgação

Às 19h, em parceria com Curso de Licenciatura em Letras Português e Alemão e o Instituto Goethe, será apresentando o longa-metragem  ”Almanya – Willkommen in Deutschland” (2011) da diretora alemã Yasemin Şamdereli.

A tragicomédia tem como tema central questões de identidade e de pertencimento a um país e a uma cultura. Apresenta, de forma leve, as dificuldades enfrentadas por uma família de imigrantes turcos ao se mudar para a Alemanha em reconstrução no período pós-guerra nos anos 1960.

Acompanhado por esposa e filhos, Hüseyin Yilmaz é o turco de número “um milhão” emigrado em 1964, a partir de incentivos do governo alemão. Esta história é contada pelos olhos da neta de Hüseyin, 45 anos mais tarde, quando os avós, agora portadores de passaporte alemão, resolvem retornar à Turquia. Porém o movimento de retorno reserva novas dificuldades de adaptação. 

O deslocamento em busca de melhores condições de sobrevivência é uma temática recorrente ao longo dos séculos e a adequação a um novo meio nem sempre é um processo fácil. A história questiona o que nos define como pertencentes a um país e a um contexto cultural.

PRIMEIRA PÁGINA

COMENTÁRIOS

Comments

comments

%d