Tardezinha do Samba no bairro Navegantes foi repleta de atrações

Evento reuniu diversos artistas locais com música popular e diversão em Pelotas  

 Por Alexsandro Santos   

Oitava edição do evento ocorreu na tarde de domingo com samba e pagode      Fotos: Alexsandro Santos

 

Alegria, descontração e muito samba no pé. Assim foi marcada a Tardezinha do Samba – 8ª Edição, um evento comunitário que promove rodas de samba no bairro Navegantes, na cidade de Pelotas. Organizado pelo Grupo Tardezinha do Samba, composto por moradores do local, a iniciativa reuniu um público diverso na tarde do domingo, dia 18 de setembro, inclusive moradores de outras regiões da cidade.

Edição mais recente aconteceu no dia 18 de setembro

O evento trouxe artistas já conhecidos na cidade, como Sarah Monteiro, Vinni Fernandes, Emerson Nunes, Everton Júnior, George Lucas, entre outros artistas locais. Segundo os organizadores do evento, promover esta atividade não é algo fácil, porém se torna gratificante ao receber a aceitação e contar com a participação da comunidade. “Essa já é a oitava edição do Tardezinha do Samba e a gente teve o apoio de muita galera conhecida aqui no bairro. Ver toda essa gente reunida é como se a comunidade nos abraçasse. Aqui é o nosso chão!”, disse Luciano Oliveira, membro da organização do evento.

Vinni Fernandes foi um dos artistas participantes              Foto: Divulgação

Para a estudante Isadora Cardozo, as Rodas de Samba contribuem para a integração da comunidade e promovem a cultura e os artistas locais: “Eu conheci o pagode num domingo. Eu estava passando na rua e vi uma multidão. Fui ver e era um pagode da comunidade. Comecei a frequentar as edições, porque eles são do povo, fazem pagode para o povo, dançam e adoram quando vem bastante gente. Para mim, eles fazem o melhor show para a comunidade!”

Ainda sobre a iniciativa, a jovem conta o que a fez querer frequentar o projeto e divulgar em suas redes sociais sempre que possível: “Me chamou bastante a atenção o jeito que eles tratam as pessoas, a humildade que existe no coração deles, o carinho com a gente. Existe muito respeito entre o grupo do pagode e as pessoas. Não tem brigas, é algo para as pessoas aproveitarem e se divertirem até mesmo com a família. Pretendo vir mais vezes, adoro pagode e eles tratam todos com muita educação. Eles chamam as pessoas para dançar e sabem como fazer a nossa comunidade feliz”.

Evento conta com a presença dos moradores do bairro

Para acompanhar o trabalho feito pelo grupo Tardezinha do Samba, basta seguir o evento no Instagram. Lá eles compartilham fotos e vídeos das suas programações.

PRIMEIRA PÁGINA

COMENTÁRIOS

Comments

comments

%d