Bolsas Erasmus para mestrado em Barcelona e em outras cidades da Europa nas áreas de mercados globais e criatividade

on

FONTE: https://partiuintercambio.org/bolsas-de-estudo/bolsa-de-mestrado-em-barcelona-erasmus-mundus/

*a CRInter faz apenas a divulgação da oportunidade, qualquer dúvida deve ser encaminhada diretamente ao organizador do edital.

Sobre o mestrado GLOCAL

O conteúdo do curso aborda história, teoria, instituições e culturas do capitalismo global, além de tratar das perspectivas da economia globalizada com foco nas economias e indústrias culturais e criativas e nos ecossistemas urbanos que fomentam o empreendedorismo, inovação e sustentabilidade.

O mestrado tem duração de dois anos e as aulas são em inglês. O primeiro semestre tem sede em Glasgow (Escócia), o segundo em Barcelona (Espanha)  ou em Uppsala (Suécia) e o terceiro varia de acordo com a especialização que o candidato escolher, como explicamos abaixo. O quarto semestre é reservado para a realização da pesquisa de dissertação sob orientação dos professores de Rotterdam ou de Gottingen em uma das universidades parceiras. No terceiro semestre, os estudantes devem escolher entre uma das sete especializações possíveis:

  • “Global History & Creative Industries” (Glasgow, Barcelona, Rotterdam)
  • “Global Markets & Development” (Glasgow, Barcelona, Göttingen)
  • “Sustainable Business Development” (Glasgow, Barcelona, Los Andes)
  • “Global Competition: Industries & Firms” (Glasgow, Barcelona, Kyoto)
  • “Institutional Change & Creative Industries” (Glasgow, Uppsala, Rotterdam)
  • “Global Political Economy” (Glasgow, Uppsala, Göttingen)
  • “Sustainability: Institutions & Management” (Glasgow, Uppsala, Los Andes)

A escolha é feita já durante a candidatura. O programa também inclui estágios obrigatórios e não-obrigatórios.

Bolsa de mestrado em Barcelona do Erasmus Mundus

Como nos outros casos de bolsas do programa Erasmus, os candidatos brasileiros entram na modalidade Partner Countries (países parceiros). Ela contempla estudantes de países não pertencentes à União Europeia que não tenham residido, estudado ou trabalhado na Europa por mais de 12 meses nos últimos cinco anos.

As bolsas são bem completas e incluem: as taxas universitárias (16 mil euros); um auxílio para gastos de viagem (3 mil euros por ano para bolsistas de países distantes); valor único para instalação (1 mil euros); ajuda de custo mensal de 1 mil euros para subsistência durante a inteira duração programa (máximo 24 meses).

Vale lembrar que brasileiros com passaporte Europeu podem cursar o GLOCAL pagando taxas de europeus que são de 7,511 euros.

Pré-requisitos, candidatura e seleção

Os requisitos para concorrer às bolsas e entrar no mestrado são: possuir graduação com duração de no mínimo quatro anos e comprovar conhecimento em inglês – são aceitos certificados como: IELTSTOEFL, CAE, CPE, PTE e Trinity College London Integrated Skills in English e outros.

São aceitos candidatos com formação acadêmica em História, Sociologia, Ciência Política e Relações Internacionais, Economia, Negócios, Administração bem como candidatos com formação acadêmica em Artes e Humanidades (Letras, Literatura, Antropologia etc.). Outras áreas de especialização (como Engenharia, Ciências, Arquitetura etc.) também serão consideradas para ingresso no programa e para a bolsa de estudos, se tiverem uma formação acadêmica significativa nos campos direcionados listados acima.

Para se candidatar, é necessário fazer a candidatura no site da Universidade de Glasgow e enviar o formulário específico da bolsa de estudos. Tudo deve ser enviado pelo portal da universidade junto com a documentação requeirda até 8 de janeiro. Junto ao formulário de candidatura para a bolsa Erasmus, o candidato para a bolsa de mestrado em Barcelona também precisa anexar a seguinte documentação:

Na seleção, o que conta mais é a apresentação pessoal do candidato (40%). Ela deve incluir uma explicação sobre os motivos pelos quais o candidato quer fazer o mestrado, como o estudo é relacionado aos seus interesses profissionais e o que significará para a sua carreira. Além disso, o candidato também deve argumentar sobre por que merece ser escolhido e citar uma ideia para um possível projeto de dissertação (que depois pode mudar).

Depois disso, o que tem mais peso na seleção é o desempenho acadêmico (30%) e as experiências acadêmicas e profissionais (20%). Por último, será avaliada a qualidade das referências (10%).

Veja o passo a passo sobre como se candidatar
Leia as respostas para as dúvidas frequentes
Saiba tudo sobre as bolsas
Inscreva-se