BiblioVAN: projeto itinerante visita Canguçu

Por Vivian Domingues Mattos     

O poeta Pedro Marodin está transitando todo o Estado com a sua biblioteca

Escritor divulga obras literárias e contribui para alegrar cotidiano das cidades      Fotos: Vivian Domingues Mattos 

Transportando cultura sobre quatro rodas, o projeto BiblioVAN do poeta e escritor Pedro Marodin, viaja entre cidades brasileiras levando literatura e arte. A iniciativa foi contemplada pela Lei Aldir Blanc de apoio à cultura e agora permanece de maneira independente disponibilizando acesso gratuito a um acervo com mais de dois mil livros.

Durante a passagem do escritor pelas cidades interioranas, os leitores podem retirar as obras através de um empréstimo e devolver para biblioteca até o último dia de permanência do projeto na localidade. Dentre alguns municípios que já receberam a BiblioVAN, estão Nova Hartz, São Jerônimo, Vale Real, Estrela, Soledade, Arvorezinha, Roca Sales e entre outros.

Acervo é disponível para empréstimo durante sua estada no município e sax está a postos para shows

Música é uma das atrações

O período de funcionamento da iniciativa pela Lei já está finalizado, mas Marodin optou por dar continuidade à biblioteca itinerante de maneira independente, vendendo obras literárias de sua autoria para manter custos de vida, viagem e manutenção do veículo. Atualmente, o objetivo de Pedro é visitar todos os municípios do Rio Grande do Sul e se aposentar trabalhando no projeto.

Marodin comenta que ao chegar nas cidades busca elevar o astral da comunidade, através da sua arte. “A ideia é levar a literatura, a arte, a cultura, a presença do escritor e o artista para as cidades pequenas, brincando com as crianças, tocando saxofone para os velhinhos, recitando poemas de amor para os casais para fortalecer os laços de amor da relação…”, disse.

Inspiração para o projeto

Em 2020, ao inscrever-se para o edital da Lei Aldir Blanc de Emergência Cultural, Marodin utilizou como inspiração a iniciativa de um amigo. Neste projeto era utilizado o recurso audiovisual, em que com uma Kombi o viajante visitava os municípios convidando a comunidade local para assistir filmes em um cinema ao ar livre na temática de “Não-Violência”.

A partir disso, o escritor implementou algo na sua área, optando pela arte da literatura como seu projeto.

 

 

Vários municípios gaúchos já foram contemplados com a visita

Disponibiliza acesso gratuito a um acervo com mais de dois mil livros

Objetivo é levar leituras para todo Rio Grande do Sul

 

Sobre Pedro Marodin

O escritor independente participou do grupo Camões Baby e tem uma obra diversificada 

Anteriormente ao projeto, Pedro participou durante cinco anos do Grupo Camões Baby, com apresentações poéticas e teatrais nos anos 1980.

Depois dessa experiência, a publicação de sua primeira obra autoral ocorreu em 1988 e, durante os 24 anos seguintes, viajou o país vendendo seus livros para a comunidade dos locais que visitava, em feiras de livros, sarais e  bares, entre outros.

Ao todo, Pedro Marodin publicou 13 obras, sendo um escritor eclético e independente, não possuindo uma única linha editorial.

PRIMEIRA PÁGINA

COMENTÁRIOS

Que legal, Vivian, puxa, ficou linda a matéria!!! Parabéns!!

Pedro Marodin

 

Comments

comments

%d blogueiros gostam disto: