Obsessão de um homem com personalidade dupla na série “You”

Por Josimara Megiato Rodrigues   

Série do suspense psicológico revela as duas faces de um gerente de livraria entre a bondade e o crime

A série “You”, da Netflix, conquistou muitas pessoas por sua trama de suspense psicológico. A produção é desenvolvida por Greg Berlanti e Sera Gamble e baseada no livro romance de 2014 de mesmo nome de Caroline Kepnes. O personagem Joe Goldberg, interpretado por Penn Badgley, narra a sua vida, no cotidiano em que parece ser um simples e pacífico gerente de livraria em Nova York. Sua personalidade, aparentemente, é de um simples homem apaixonado por livros, que parece ser simpático e gentil. 

          Personalidade e estratégias de Joe são desvendadas ao longo dos episódios                      Foto: Divulgação

Primeira Temporada

Na primeira temporada, Joe conhecerá a aspirante a escritora Guinevere Beck (Elizabeth Lail). Rapidamente começa a perseguir a moça, e torna-se obcecado por ela. A partir disso, começa o enredo da história, e a saga de Joe para conquistar, ou melhor, manipular Beck. 

Seguir alguém nas redes sociais, é algo comum de nossa prática diária, mas junto a isso, às vezes, há também a prática doentia de “stalkear” outra pessoa. Aparentemente, pode não ser nada de mais, além de uma curiosidade sobre a vida do outro. Mas não é o caso que o personagem de Penn mostra na produção. Joe, logo que se apaixona por Beck, começa a segui-la nas redes sociais e fazer uma espécie de “pesquisa” sobre sua vida. Estuda desde quem são as pessoas próximas de sua amada, até mesmo detalhes da sua personalidade. Ao longo da trama, sua paixão se revelará uma grande e perigosa obsessão, e a moça nem desconfia do verdadeiro perfil do gerente de livraria. Joe alimenta sua obsessão pela escritora pelas redes sociais, rastreando-a e eliminando qualquer um que fosse capaz de atrapalhar seu romance. Ao final da primeira temporada, Beck começará a desconfiar da verdadeira identidade de seu amado, e a consequência disto será alta. 

Pensar em narrativas que transformam um homem perigoso, com rosto de um bom moço, pode ser, muitas vezes, olhar para a nossa realidade. Além disso, o que faz algum telespectador sentir atração e/ou gosto por um personagem com níveis de psicopatia? O que se viu nas redes sociais, além de uma grande revolta pelo personagem de Joe, foi também, em contrapartida, muitas mulheres considerando-o um homem interessante. Joe é inteligente, simpático, sedutor, e, ao mesmo tempo, consegue transmitir um ar de paz e bondade. Cenário perfeito para seduzir as mulheres.   

Em seu perfil do Twitter, o ator Penn Badgley  bateu um milhão de seguidores já na primeira temporada. Ele publicou, então, um vídeo no Instagram. Afirmou em tom de brincadeira: “Eu não sei o que dizer, porque só precisei começar a matar pessoas (na série). Saiam Daqui”. Penn falou alegando que seu personagem era para ser odiado, já que é um obcecado e psicopata, e não para ser amado.  Para a crítica, a série se tornou um thriller psicológico sobre a toxicidade masculina, violência contra a mulher e a psicopatia.

Segunda Temporada

Na segunda temporada, a produção investiu em cenas pesadas, como assassinatos, além de englobar assuntos polêmicos, entre eles, a violência contra a mulher. Joe se mudará para Nova York com uma nova identidade, a fim de escapar de seu passado. Na mentalidade do personagem, ele ia focar para que não se apaixonasse novamente, mas o gerente de livraria não terá grandes mudanças, bastava uma oportunidade para iniciar uma nova obsessão. A vítima da vez será Love (Victoria Pedretti), uma mulher atraente que também se interessou pelo rapaz. Joe consegue “acreditar na própria mentira”, porque ele se considera um bom homem apesar das inúmeras ações que configuram crime.

Durante o enredo dessa temporada, ele irá criar novas amizades perigosas, como, por exemplo, um esperto jornalista que chega ao ponto de finalmente desvendar a verdadeira identidade do personagem de Penn. Apaixonado, mas obcecado, com altos sinais de psicopatia.  Logo que isto acontece, Love se torna prisioneira do homem. Joe comete homicídio de inúmeros personagens que estão à volta de sua amada Love, em uma tentativa alucinante para que ninguém atrapalhe seu novo romance.

Joe e Love prometem reações surpreendentes na segunda temporada        Foto: Divulgação Netflix

A grande surpresa da segunda temporada, ficará por conta da reação e do comportamento de Love, que descobre a psicopatia de Joe, e reage de maneira inusitada. O que parece completamente incompreensível, talvez possa ser explicado pelo fato da existência de uma alienação sobre a psicopatia de algum indivíduo, neste caso a moça já estava sob total encantamento com Joe, e se sentia na obrigação de tê-lo por perto para ser feliz. Além disto, outro argumento interessante a se considerar, é o fato de a personagem entender o real perigo de Joe, e “entender” que o melhor seria tê-lo ao seu lado, e não contra. 

A plataforma de streaming Netflix divulgou no final do ano passado que a série ganhará a terceira temporada, que deve chegar às telinhas no final de 2021.

“You” se transforma em um thriller psicológico sobre a psicopatia, toxicidade masculina e a violência contra a mulher.

Thrillers da série “You”

PRIMEIRA PÁGINA

COMENTÁRIOS

 

Comments

comments

%d blogueiros gostam disto: