Espetáculos nas ruas de Pelotas

Vagner Meneses contribui para visão mais rica da música com shows e CDs

Fábio Ávila

     O entretenimento cultural é algo de suma importância na vida das pessoas, o cinema, teatro e os shows musicais, sobretudo de modalidades mais populares. Não diferente de tantas outras opções de distração, os shows estão cada vez mais caros e alguns tornam-se inacessíveis à maioria da população. Há artistas que chegam a cobrar em torno de 300 reais por pessoa, por uma apresentação de pouco mais de uma hora, o que inviabiliza qualquer possibilidade de grandes públicos deleitarem-se nesses shows, de sorte que as possibilidades de entretenimento alternativo e barato são almejados e bem-vindos. Apreciadores de músicas clássicas ou mesmo de populares “flash backs” podem dispor de apresentações de alto nível profissional e técnico, diariamente nas ruas da cidade de Pelotas. Artistas de rua encontraram seu meio de sustento nas praças, ruas e no centenário Calçadão da rua Andrade Neves.

Quem vai ao Centro provavelmente cruzará pelo chafariz na esquina das ruas Sete de Setembro e Andrade Neves, por uma obra de arte consagrada, vinda da França em 1873, que serviu para abastecer a população com água. Bem perto desta beleza visual, a música de Vagner Meneses ou o Vagner Sax também merece contemplação, mas não veio da França ou da América do tio Sam. Vagner é pelotense, tem 36 anos, casado com Ivanise Portella dos Santos, pai da graciosa Giselle de 12 anos.

Vagner Sax é músico não acadêmico, formado pelo sargento aposentado do Exército José Francisco da Luz, conhecido como seu Luz, que era professor da gloriosa banda de música da extinta Etfpel/Cefet e atual Ifsul. Dentre outras atividades exercidas, Vagner teve uma passagem pela banda de música da 8ª Brigada de Infantaria Motorizada, também é ativo em atividades da cultura pelotense e região, participando de diversos trabalhos como músico com bandas populares, fanfarras e bandas de bailes. Há cinco anos desenvolve um trabalho solo que o levou ao reconhecimento através das redes sociais, culminando com convites para apresentações, inclusive no exterior.

A grande realização foi a gravação do CD que, inicialmente, era apenas um teste para aferir a aceitação e o nível de popularidade, todavia revelou-se uma forma de obtenção de sustento para completar as lacunas das apresentações em shows e participação de eventos musicais. Mesmo tendo boa aceitação do público, a demanda de apresentações não era suficiente para suprir o sustento da família, tendo o músico de trabalhar em outra atividade profissional. Em 2014, quando se viu desempregado, com o fim dos trabalhos do Polo Naval, onde desempenhava a função de soldador, passou a viver da venda de CDs no Centro de Pelotas, no Calçadão da Andrade Neves, próximo ao chafariz, e em eventuais contratações para festas, cerimônias de casamento, formaturas, lançamentos de livros, almoços e jantares sociais. Entre as suas apresentações esteve a da Câmara de Vereadores, amplamente divulgada pela imprensa.

Em tempos de crise generalizada, a capacidade de adaptação e flexibilidade dos brasileiros continua sendo o diferencial para uma melhor qualidade de vida. Enfrentar com atitudes as dificuldades são marcas de um povo lutador e que, segundo o chavão, nunca se entrega! Parabéns Vagner Sax!

PRIMEIRA PÁGINA

COMENTÁRIOS

Obrigado, sou muito grato à população que me vê positivamente para a cidade. Agradeço de coração pela matéria podendo o público conhecer um pouco mais sobre meu trabalho e sobre mim, Um forte abraço . Obrigado Fábio Ávila . Deus abençoe a todos.

Vagner Sax

 

Comments

comments

%d blogueiros gostam disto: