Biblioteca alternativa busca aproximar o livro à comunidade rio-grandina

Obras podem ser “colhidas” na Praça Tamandaré e propiciam acesso ao saber

Júlia Sassi

     Incentivar a leitura: este é o principal objetivo do Arvoreteca, projeto da Universidade Federal do Rio Grande – FURG. Idealizado por docentes do curso de Biblioteconomia, a biblioteca alternativa já distribuiu mais de 1000 exemplares ao longo de suas oito edições. Atualmente, é realizado por bolsistas do Sistema de Bibliotecas (SiB) da Universidade.

Em 2013, incentivados pelo professor Cláudio Renato Moraes da Silva, que ministrava a disciplina de Bibliotecas Públicas, Comunitárias e Alternativas, os acadêmicos de Biblioteconomia iniciaram as atividades do projeto dentro do campus da Universidade. Segundo o docente, “na Biblioteconomia se busca capacitar os futuros profissionais para o exercício da multiplicação pela ação: leia um livro, conquiste um na multidão” e este foi um dos princípios motivadores do projeto.

A Praça Tamandaré, local escolhido para realização do projeto a partir da segunda edição, é considerada a maior do interior do Estado. Inaugurada em 1909, possui 44 mil metros quadrados localizados bem no centro da cidade. Durante o dia de exposição dos livros, estes ficam pendurados nas árvores e em varais para que sejam “colhidos” ou até mesmo “plantados” pela população.“Saímos do espaço entre paredes com uma nova opção, é uma razão social para quem, infelizmente, não tem acesso, seja por cultura ou pelo custo”, conta Flávia Reis,bibliotecária da FURG.

“Com a atividade percebemos o quanto é necessário o incentivo à leitura. A ação proporciona à comunidade o acesso a livros de uma forma criativa e lúdica, fora do espaço convencional da biblioteca. Assim,aproveitamos o tempo que as pessoas têm disponível e se oferece algo que acreditamos ser de extrema importância para a vida do cidadão”, ressalta a bibliotecária da FURG, Cristina Jorge.

Doações

O projeto atua, exclusivamente, por meio de doações. Livros novos e usados sobre literatura em geral, infantil e infanto-juvenil são os gêneros mais “colhidos” pela comunidade. As doações podem ser entregues em qualquer biblioteca da FURG.

PRIMEIRA PÁGINA

COMENTÁRIOS

Comments

comments

%d blogueiros gostam disto: