Ju Lund está na Feira do Livro dia 14 de novembro

Reportagem de Roberta Kegles Chiesa e Priscila Machado – 

Com uma grande criatividade em criar e recriar suas histórias, a pioneira dos contos Queer Chic no Brasil lançou no dia 15 de Outubro, na Livraria Vanguarda do Shopping Pelotas, a edição de luxo de Doce Vampira, publicado pela Editora Avec. O livro, que revela os vampiros ao mundo, conta a história de amor entre Duda e Esther e a discriminação por serem do mesmo sexo e também, uma por ser humana e a outra, vampira. No sábado, dia 14 de novembro, às 19h, Ju terá um encontro com seu público na Feira do Livro de Pelotas, quando ela fará uma sessão de autógrafos para Doce Vampiros e a coleção Sobrenatural.

 

Ju Lund no lançamento de Doce Vampira Foto: Reprodução Site Oficial Facebook

Escritora lançou o romance “Doce Vampira” no Shopping Pelotas dia 15 de outubro
Foto: Reprodução Site Oficial Facebook

A autora, que “transforma os melhores sonhos e piores pesadelos em contos e romances”, conta como foi desbravadora na escolha dos seus temas.

Arte no Sul – Quando foi que tu tiveste a percepção sobre o gosto por escrever os contos?

Ju – Minha paixão por escrever contos apareceu como coisa do destino mesmo. Escrevi o primeiro e não parei mais, lá entre 2009 e 2010. É muito gostoso criar textos, principalmente os mais curtos para leitura na web.

 AS – A maioria deles, falam sobre suspense, romances e vampiros. Como surgiu essa empatia?

Ju – Acredito que nossa maior influência sejam as leituras que fazemos. Neste caso, escrevo sobre aquilo que mais gosto de ler.

 AS – Teu companheiro foi quem te incentivou em publicar tuas histórias. O que faltava para esse empurrãozinho?

Ju – Devo tudo ao meu marido, realmente foi o estimulador – ainda é – para minha carreira. Nunca teria me encontrado, nesse sentido, sem suas palavras e apoio incondicional. Foi ele que descobriu esse potencial em mim!

AS – De todos os teus livros, a sequência de Doce Vampira traz a mistura da homossexualidade e da aceitação diante da discriminação. Como foi escrever dois assuntos paralelamente?

Ju – Tanto Doce Vampira quanto a sua continuação Alma Vampira tratam de discriminação e homossexualidade, fanatismo religioso, hipocrisia dentre outros preconceitos e tudo misturado ao romance. Não tive problemas de construção, tudo foi se encaixando naturalmente.

AS – Como foi a construção dos personagens Duda e Esther? O que te inspirou?

Ju – Foi uma construção atenta, fiz muitas pesquisas de campo, conversei e observei personagens da vida real que lidam com situações semelhantes ou não. Tudo com muito carinho, são como duas filhas do meu coração. Amo Duda e Esther!

AS – Na coleção sobrenatural, do qual participas, tu desmitificas a ideia dos vampiros das histórias atuais. Porém é nítido teu amor pela temática. Como foi explorar esse romance?

Ju – Foi maravilhoso fazer esse conto – Anunciação – volume1 da Coleção Sobrenatural, no caso com temática de vampiros. Tentei abordar o tema de forma leve e sensual, mas finalizar com um “quê” dos vampiros da velha escola. Deixa-me muito feliz que transpareça minha paixão.

AS – De todos os personagens que já criaste, um deles mexeu mais contigo? Qual é aquele que te deu mais prazer e empolgação em escrever?

Ju – Esther é uma amostra de uma personagem que mexeu e mexe muito comigo. Gosto tanto que, depois de terminar a trilogia, provavelmente escreverei um spin off, [uma sequência], sobre o mundo dela. Mas tenho vários outros contos como Morgana ou Agnes, que me cativaram tanto a ponto de ter projetos paralelos para elas.

AS – Com toda essa criatividade, tens algum autor que tu não abres mão de ler sempre?

Ju – Não, não há um autor que seja aquele cujo trabalho acompanhe cem por cento. Mas existem vários de quem sempre voltarei a ler seus livros de tempos em tempos, aqueles que marcaram de alguma forma, como Charlaine Harris ou Mag Cabot.

AS – Temos mais novidades vindo por ai?

Ju – Sim, sempre!! Em breve participarei de uma nova antologia embora ainda não possa divulgar. No primeiro semestre de 2016, tem o lançamento do livro físico de Alma Vampira (editora Avec). Muitos projetos pessoais estão voltando, como a disponibilização dos meus contos de forma totalmente gratuita e um novo livro que estou em fase de revisão – um romance new adult [, gênero com protagonistas entre os 18 e 30 anos de idade]. Como se não bastasse, pretendo escrever outro novo livro nesse próximo ano.

Para quem ainda não conhece o trabalho da Ju Lund, ela também mantém o Portal Ju Lund e as Gurias com a participação de mais de 17 escritores, entre temas como Literatura, Filmes, CineLivros e Variedades. Lá, é possível encontrar posts diários, com dicas de leituras, sinopses, booktraillers e notícias.

Ju também mantem seu Site Oficial e uma página no Facebook.

PRIMEIRA PÁGINA

Comments

comments

%d blogueiros gostam disto: