Sequenciamento de Sanger automatizado

No dia 25 de junho de 2019, a pós-doutoranda Francielle Liz Monteiro e a mestranda Alice Silveira Becker participaram do minicurso intitulado “Sequenciamento de Sanger automatizado”, realizado pelo VII Simpósio de Biotecnologia da Universidade Federal de Pelotas. O curso ocorreu no Laboratório de Genômica Estrutural e foi ministrado pelos pós-graduandos William Domingues e Eduardo Blodorn, e abordou conteúdos teóricos e práticos da extração de ácidos nucleicos até a reação de Sequenciamento.

Semana do Meio Ambiente

No dia 7 de julho de 2019, a equipe do projeto Apis participou da Semana do Meio Ambiente na Escola São Francisco de Assis (Pelotas/RS). O professor Geferson Fischer, e os pós-graduandos, Francielle Liz Monteiro, Domitila Brzoskowski Chagas e Matheus Iuri Frühauf ministraram uma palestra para os alunos do 1º e 3º ano sobre a importância da preservação das abelhas para a vida na Terra.

Além da palestra, os alunos conheceram a vestimenta utilizada por um apicultor para a manutenção das abelhas, realizaram atividades como cruzadinhas e degustaram bolachinhas com mel. Foi um momento de bastante interação e aprendizado para todos!

 

Concurso Regional de Qualidade do Mel

No dia 22 de maio de 2019 o professor Geferson Fischer, do LabVir/UFPel, participou do IV Concurso Regional de Qualidade do Mel, ministrando a palestra intitulada “Mortandade de abelhas”.

As abelhas são importantes polinizadores, essenciais para a produção agrícola. Dos alimentos produzidos globalmente, 75% são dependentes de polinização e 90% destes utilizam Apis mellifera como polinizadores. Além disso, o mel pode ser produzido em consórcio com outros cultivos que disponibilizem néctar e pólen para as abelhas, caracterizando-se como uma atividade sustentável, que proporciona aumento de renda e produção integrada, principalmente, para a agricultura familiar. O potencial apícola brasileiro tem alcançado grandes volumes de produção, em torno de 41,5 mil toneladas. Neste contexto, o Rio Grande do Sul é o maior produtor nacional, compreendendo 15,2% da produção de mel.

Apesar da importância das abelhas na produção mundial de alimentos, tem sido relatados altos percentuais de perdas de colônias e declínio da população de abelhas nativas e selvagens nos últimos anos. No Brasil, a mortandade de abelhas acima de média tem sido relatada em vários estados, como São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Minas Gerais. Com isso, surge a discussão sobre o uso de pesticidas e agrotóxicos, a localização geográfica das colônias, fatores ambientais desfavoráveis, nutrição, alterações biológicas e imunológicas, além dos diferentes tipos de patógenos, que podem contribuir para estas perdas.

O professor Geferson é coordenador do projeto de pesquisa “Detecção, isolamento e caracterização de vírus que acometem Apis mellifera e meliponídeos”, o qual busca identificar os principais vírus que acometem abelhas no sul do Brasil, contribuindo com o diagnóstico e epidemiologia dessas doenças virais. Em virtude deste projeto, o LabVir/UFPel realiza o diagnóstico dos vírus da paralisia aguda (ABPV), paralisia aguda israelense (IAPV), asa deformada (DWV), realeira negra (BQCV), paralisia crônica (CBPV) e cria ensacada (SBV), que acometem as abelhas. No momento, o diagnóstico não tem custo, devido ao andamento do projeto de pesquisa, e pode ser realizado a partir da coleta de 20 abelhas (em média) da colmeia, as quais dever ser armazenadas em frascos hermeticamente fechados e com pequenos furos, e mantidas sob refrigeração ou congeladas, e enviadas ao Laboratório. Mais informações sobre cada vírus podem ser obtidas neste Site, no tópico “Doenças – Abelhas” e sobre o diagnóstico em “Serviços – Diagnósticos – Abelhas”.

Autoria: Francielle Liz Monteiro e Domitila Brzoskowski Chagas.
Contato: franciellemonteiro09@gmail.com e chagas.domitila@gmail.com.

Atualização do Site

Resultado de imagem para atualização siteA equipe do LabVir da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) está trabalhando na atualização do Site do Laboratório. Em breve estarão disponíveis informações sobre coleta e remessa de material, serviços de diagnóstico e produção de vacina experimental, disciplinas ministradas pelos professores, publicações do grupo, além de notícias sobre as pesquisas em desenvolvimento.

Em breve também estaremos divulgando nossos serviços e pesquisas no Facebook e Instagram. Aguardem!