Festival Varilux chega a Pelotas na reabertura dos cinemas

Por Danieli Schiavon

A programação conta com 19 filmes franceses dos mais diversos gêneros

O Festival Varilux de Cinema Francês chegou à sua 11ª edição em 2020, mas o  evento, que ocorre tradicionalmente durante o mês de junho, teve sua programação adiada devido à pandemia do novo coronavírus que manteve os cinemas fechados em todo o Brasil. Com a reabertura das sessões, o Festival acontece do dia 19 de novembro a 2 de dezembro, em 44 cidades brasileiras, nas quais os cinemas estão em funcionamento. As salas de exibição que ainda continuam fechadas terão a oportunidade de programarem a seleção dos filmes até o fim de fevereiro. 

Em maio, uma parceria entre a Embaixada da França no Brasil, a Essilor/Varilux e a Produtora Bonfilm possibilitou um festival remoto, o ˜Festival Varilux em Casa”, por meio da plataforma Looke, com 50 filmes franceses, dos gêneros de comédia, drama, aventura, romance e infantil, que ficaram disponíveis de forma gratuita durante quatro meses para os apreciadores da sétima arte francesa. De acordo com os organizadores, foi “uma iniciativa solidária para amenizar os dias de quarentena” por meio da cultura.

Com a retomada gradual das atividades culturais no país, o Festival foi remarcado e vai exibir as mais recentes produções cinematográficas francesas, para despertar no brasileiro a curiosidade sobre as criações desses longas-metragens. 

Para os curadores do projeto e diretores do evento, Emmanuelle e Christian Boudier, não existe sensação que substitua a experiência de ir ao cinema, com imagem e som de qualidade. “O Festival Varilux pode muito bem vir a ser o grande campeão de bilheteria deste fim de ano”, garantiram em nota.

Diferente das edições anteriores, o Festival deste ano não vai contar com os debates com atores e diretores, nem laboratórios de redação de roteiros e sessões educativas, que são parte especial da programação do evento. Os curadores acreditam, no entanto, que o cerne do festival não será afetado.

Os longa-metragens em cartaz foram selecionados desde o Festival de Berlim, e com a reabertura dos cinemas, muitos filmes recém-lançados também entraram na programação. Confira a lista:

● A Boa Esposa – 2019 (Martin Provost)
● A Famosa Invasão dos Ursos na Sicília – 2019 (Lorenzo Mattotti)
● A Garota da Pulseira – 2020 (Stéphane Demoustier)
● Apagar o Histórico – 2020 (Gustave Kervern, Benoît Delépine)
● Belle Epoque – 2019 (Nicolas Bedos)
● DNA – 2020 (Maïwenn)
● Donas da Bola – 2020 (Mohamed Hamidi)
● Gagarine – 2020 (Fanny Liatard, Jérémy Trouilh)
● Mais que Especiais – 2019 (Eric Toledano, Olivier Nakache)
● Meu Primo – 2019 (Jan Kounen)
● Minhas Férias com Patrick – 2020 (Caroline Vignal)
● Notre Dame – 2019 (Valérie Donzelli)
● O Capital no Século XXI – 2020 (Justin Pemberton, Thomas Piketty)
● O Sal das Lágrimas – 2020 (Philippe Garrel)
● Persona Non Grata – 2019 (Roschdy Zem)
● Salom – 2020 (Charlène Favier)
● Sou Francês e Preto – 2020 (Jean-Pascal Zadi, John Wax)
● Verão de 85 – 2020 (François Ozon)
● Acossado – 1960 (Jean-Luc Godard [o clássico em reapresentação do festival]

Em Pelotas, todos os 19 títulos estão, de forma alternada, em exibição no Cineflix do Shopping Pelotas (Avenida Ferreira Viana, 1526). A programação pode ser consultada diretamente no site e os ingressos custam R$9,00 de segunda a sexta-feira e R$18,00 nos fins de semana. A lotação das salas do cinema está reduzida a um terço da capacidade normal e todas as orientações sanitárias de prevenção ao coronavírus estão sendo observadas. 

Cartaz de divulgação no Shopping Pelotas

PRIMEIRA PÁGINA

COMENTÁRIOS

Comments

comments

%d blogueiros gostam disto: