O Novo Caminho de Pinkman

O ator Aaron Paul está no papel principal

 

Por João Pedro Macedo

 

Alerta de spoiler! O filme El Camino: a Breaking Bad Movie, exibido pela Netflix, de Vice Gilligan, conta o que aconteceu com Jesse Pinkman (Aaron Paul) após ter sido salvo por Walter White (Bryan Cranston). No último episódio da renomada série Breaking Bad, Jesse estava sendo mantido em cativeiro e era obrigado a produzir metanfetamina para os sequestradores, já que ele era o único que sabia a fórmula do Walter White.

 

O filme parece mais um episódio da série do que uma produção independente. Cumpre com seu objetivo, que seria despertar o interesse dos fãs de Breaking Bad a assistir a série de novo e mostrar por que é um seriado tão respeitado pelo mundo todo.

 

A relação entre passado e presente é muito forte no filme, tanto que já começa com uma frase que praticamente resume todo o enredo. Logo no início, acontece uma cena que se passa no passado, antes de Jesse ser sequestrado, quando ele conversa com seu antigo “segurança”, Mike Ehrmantraut (Jonathan Banks). Cansado de traficar e um tanto traumatizado com tudo o que aconteceu na vida dele, Pinkman quer fugir e recomeçar. E, então, Mike diz para ele que a ideia é até boa, mas é impossível reiniciar do zero.

Realmente é impossível recomeçar do zero, a primeira ação de Jesse após estar livre foi visitar seus antigos amigos e pedir ajuda. Ele muda completamente seu visual nessa visita e, assim, já facilita para o telespectador entender quando o filme está ocorrendo no passado ou no presente. Com a ajuda de seus amigos, ele consegue despistar a polícia, mas ainda assim, ele precisa de dinheiro para poder mudar de identidade e fugir. Então, Pinkman vai ao apartamento de seu sequestrador que foi morto pelo Walter White em busca de dinheiro.

Como dito antes, a relação entre passado e presente é muito forte no filme e, no decorrer do mesmo, nota-se que Jesse está perturbado psicologicamente com tudo que aconteceu com ele, não consegue tomar banho de chuveiro, tem dificuldade em dormir, porém isso também faz Pinkman ganhar novas características que ele não tinha na série. Enquanto, em Breaking Bad, Jesse tinha um comportamento explosivo e inconsequente de um adolescente revoltado com a vida tentando tirar o máximo proveito dela, em El Camino, ele está bem mais cuidadoso, mais maduro e tentando fazer de tudo para poder recomeçar, mesmo que não seja do zero.

Na casa do sequestrador, Pinkman demonstra seu senso moral dizendo que não atirava em policiais para os policiais que lá estavam. Ele se entrega e assim descobre que os homens lá não eram policiais e também estavam atrás de dinheiro. Jesse consegue um acordo com eles e os três dividem o dinheiro.

Agora, com o dinheiro, Pinkman vai até a uma loja de aspiradores de pó, que também tem na série Breaking Bad. O dono dessa loja recomeça a vida das pessoas teoricamente, dando uma nova identidade e um novo local para essa pessoa viver, porém Jesse ainda não tem o dinheiro suficiente e vai em busca dos outros dois homens com quem ele dividiu o dinheiro.

Um desses dois homens foi responsável direto em manter o Jesse Pinkman preso em cativeiro, mais uma vez mostrando a ligação forte entre passado e presente. O protagonista vai atrás dele, pega seu dinheiro e, agora, sim, pode recomeçar sua vida.

No fim do filme, Pinkman vai para o Alasca, lugar que ele tinha comentado em ir para Ehrmantraut no início do filme. Lá, ele muda de identidade e tenta recomeçar sua vida, mesmo que os traumas anteriores não o tenham deixado. Ainda no final aparece uma cena surpreendente e pouco esperada, uma memória também do passado da ex-namorada de Jesse, Jane Margolis (Krysten Ritter), que na série Breaking Bad morre de overdose. Na memória, ela conversa com Jesse sobre o universo e destino e assim o filme se encerra.

O filme em si fica confuso se você não viu a série antes, porém, para um fã da série, a produção se encaixa perfeitamente e ainda faz o telespectador matar a saudade de personagens que não via faz tempo. A atuação do Aaron Paul, mais uma vez impecável, justifica os prêmios pelas suas atuações em Breaking Bad. O diretor Vince Gilligan, sem mudar muito o estilo do filme em relação à série, conseguiu misturar cenas de tensão e de comédia no mesmo filme, sem contar o desenvolvimento da trama que ocorre perfeitamente. El Camino cumpre com seu objetivo e explica o que aconteceu com Jesse Pinkman.

PRIMEIRA PÁGINA

COMENTÁRIOS

Comments

comments

%d blogueiros gostam disto: