Magia das páginas para a realidade

Organizadores queriam trazer a literatura para o mundo concreto das crianças de uma maneira divertida

Eduardo Uhlmann

 

     Foi durante a penúltima semana de julho, do dia 24 ao 28, que o universo mágico de Harry Potter tomou os corredores da Bibliotheca Pública Pelotense. Os pequenos dos sete até os onze anos puderam participar de uma gincana dentro do projeto A Hora do Faz de Conta.

Vale lembrar que Harry Potter é a série consagrada de sete romances de alta fantasia escrita pela autora britânica J. K. Rowling. A série narra as aventuras de um jovem chamado Harry James Potter, que descobre aos 11 anos de idade que é um bruxo ao ser convidado para estudar na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts.

Na história, aos 11 anos, a criança bruxa recebe uma carta de Hogwarts com um convite para estudar numa das escolas de magia e bruxaria mais reconhecidas no mundo. Quando chega ao castelo, após uma longa viagem de trem, um chapéu mágico divide os alunos em quatro casas: Grifinória, Sonserina, Lufa Lufa e Corvinal. E na gincana da Bibliotheca Pública Pelotense não foi diferente, teve chapéu seletor e casas criadas pelas próprias crianças.

Tudo isso foi feito durante o período de férias dos bruxinhos e contou com jogos, contação de histórias e exibição de todos os filmes da saga. Tudo com um roteiro super regrado e atrativo.

Os organizadores queriam trazer a literatura para o mundo concreto das crianças de uma maneira que não parecesse trabalho de escola. É a literatura como entretenimento inteligente e deleite. O objetivo foi mostrar que é divertido ler. Tudo indica que conseguiram.

As atividades valiam pontos que eram marcados por tampas de garrafa PET nas cores das casas. Ao final da semana, durante um baile no salão nobre da Bibliotheca, cada criança da casa com mais pontos recebeu um prêmio: uma varinha feita a mão para levar de recordação dessa semana mágica.

PRIMEIRA PÁGINA

COMENTÁRIOS

Comments

comments

%d blogueiros gostam disto: