Início do conteúdo

Ranking aponta pesquisa da UFPel entre as cem mais divulgadas pela mídia em 2015

Um estudo do Centro de Pesquisas Epidemiológicas da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) sobre a amamentação está entre os cem trabalhos acadêmicos que mais chamaram a atenção da mídia internacional e de redes sociais e blogs na internet em 2015.

A informação é do ranking divulgado nesta segunda-feira (14) pelo Altmetric, site especializado em mensurar a repercussão pública de artigos científicos em grupos de mídia, Facebook, Twitter e blogs online.

Segundo os dados do Altmetric, a pesquisa coordenada pelos epidemiologistas Cesar Victora e Bernardo Horta ocupa o lugar de número 44 do ranking. O trabalho é o único liderado por pesquisadores brasileiros a entrar na lista.

O estudo, que mostra efeitos da amamentação sobre a inteligência na vida adulta, teve resultados publicados em artigo científico da revista The Lancet Global Health de 18 de março, alcançando a maior divulgação midiática de um artigo na história da The Lancet Global Health, de acordo com a avaliação do Altmetric.

“O efeito da amamentação sobre a inteligência e o desenvolvimento cerebral da criança já estava bem estabelecido até então. O que não estava claro era se esse efeito alcançaria a idade adulta, e nosso estudo apresentou as evidências disso pela primeira vez”, declara o professor do Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia da UFPel, Bernardo Horta.

As conclusões do estudo mostraram que quanto mais longo o tempo de amamentação na infância, maiores os níveis de inteligência, escolaridade e renda financeira na vida adulta. Realizada dentro da pesquisa de Coorte de Nascimentos de 1982 em Pelotas, a pesquisa acompanhou o desenvolvimento de quase 3,5 mil recém-nascidos ao longo de trinta anos.

Veja o ranking completo do Altmetric aqui.

Publicado em 18/12/2015, em Medicina.