Início do conteúdo
    Notícias
  • PPGFísica presente na proposição do maior acelerador de partículas do mundo.

    Um dos maiores desafios da Ciência é compreender os elementos básicos (partículas e interações fundamentais) que compõem o Universo e descrever os fenômenos físicos que ocorrem ao nosso redor. O desenvolvimento teórico, experimental e tecnológico que ocorreu durante o século XX permitiu a formulação da teoria do Modelo Padrão da Física de Partículas, a qual descreve em termos de princípios únicos as interações eletromagnéticas, forte e fraca, e é extremamente poderosa e precisa em suas previsões. Em particular, sua predição da existência de um bóson escalar que dá origem à massa de todas as partículas, foi comprovada pela observação do bóson de Higgs em 2012 no Grande Colisor de Hadrons (Large Hadron Collider – LHC), o qual é atualmente o maior acelerador de partículas da Terra, com 27 quilômetros de circunferência, localizado no Centro Europeu de Pesquisas Nucleares (Cern) – Genebra – Suíça. Entretanto, o Modelo Padrão não pode ser considerado a teoria final, pois várias observações ainda permanecem sem justificativa. Por exemplo, a natureza da matéria e energia escura, a qual contribui em 95% para a composição do Universo, não é conhecida. A busca por uma teoria que contenha o Modelo Padrão e que também descreva este e outros aspectos da Natureza tem motivado toda uma nova geração de cientistas. Espera-se que nesta busca possamos adquirir uma nova visão da Natureza.

    A fim de avançar em nossa compreensão do Universo, o Cern apresentou no dia 15 de janeiro deste ano o projeto do seu futuro superacelerador, denominado Colisor Circular do Futuro (Future Circular Collider – FCC), o qual irá suceder o LHC. Tal acelerador será instalado em um túnel subterrâneo de 100 quilômetros de extensão a ser construído na fronteira entre a Suíça e a França, e receberá um investimento que pode chegar a 30 bilhões de euros (cerca de R$ 120 bilhões). O projeto é descrito em um documento composto por quatro volumes, com um total de mais de mil páginas, no qual são descritos todos os aspectos associados aos objetivos em Física, assim como as tecnologias necessárias para a sua construção, desenvolvimento dos detectores e considerações relativas à engenharia civil são discutidas. Os quatro volumes foram recentemente submetidos à publicação no European Physical Journal C e são frutos do trabalho de 1300 cientistas distribuídos em 35 países. A UFPel, junto com a UFRJ, UERJ e USP, contribuiu para o desenvolvimento deste documento, com o Prof. Victor Gonçalves do Grupo de Altas e Médias Energias – DF – IFM sendo um dos autores dos quatro volumes.

    Maiores informações podem ser obtidas nos seguintes links:

    CERN – FCC

    CERN – Document Server 01

    CERN – Document Server 02

    CERN – Document Server 03

    CERN – Document Server 04

    Fotos:

  • Laboratório de Criogenia – Liquefatora de nitrogênio

    Em maio de 2019, foram disponibilizados para os pesquisadores do PPGFísica e de outros Programas de Pós-graduação da UFPEL os serviços de uma liquefatora de nitrogênio (Stirling modelo StirLITE) adquirida com recursos do Pró-Equipamentos CAPES 2014 por meio de uma ação colaborativa de mais de 10 programas de pós graduação. Esta liquefatora tem capacidade de produção de 460 litros de nitrogênio líquido por semana e destina-se a apoiar o funcionamento de equipamentos de médio e grande portes, bem como a demanda de grupos de pesquisa que utilizam N2 líquido (-196°C)/gasoso (30°C) para o preparo e a manipulação de amostras, assim como preservação de material biológico.

     

    Operação:

    O equipamento é automático requerendo supervisão técnica periódica. A retirada de nitrogênio será por meio de um servidor de cada unidade devidamente designado pela sua chefia imediata.

    .

    Docentes responsáveis:

    Prof. Mario Lucio Moreira

     

    Servidores técnico-administrativos:

    Vinicius Nizoli Becker

  • Seminários de Acompanhamento de 12 (doze) e 18 (dezoito) Meses

    O Programa de Pós-Graduação em Física (PPGFis) vem tornar publica as datas dos Seminários de Acompanhamento de 12 (doze) e 18 (dezoito) Meses. Para os ingressantes em 2018/01 ( 12 meses) e 2017/02 (18 meses) no mestrado. Os seminários ocorrerão entre os dias 25 a 29 de março e 3, 4 e 5 de Abril de 2019 respectivamente segundo a sequência descrita a seguir:

    Seminário de Acompanhamento de 12 meses:

    26/03/2019 – Alexsandra Pereira dos Santos – 13h, sala 109, Prédio 16, Campus Capão do Leão. (orientador: Prof. Carlos Alberto Vaz de Morais Junior)

    28/03/2019 – Thiago Pulcinelli Orlandi Nogueira – 13h, sala 109, Prédio 16, Campus Capão do Leão. (orientador: Prof. José Rafael Bordin)

    29/03/2019 – Ramon Dadalto Carvalho – 13h, sala 109, Prédio 16, Campus Capão do Leão. (orientador: Prof. Mario Lucio Moreira)

    Pré-Dissertação:

    ATENÇÃO: MUDANÇA DE HORÁRIO E DATA!

    04/04/2019 – Celsina dos Santos Azevedo Neta – 16h, sala 109, Prédio 16, Campus Capão do Leão. (orientador: Victor Paulo Barros Gonçalves)

    SEGUE INALTERADOS:

    04/04/2019 – Márcio Ferreira dos Santos – 14h, sala 109, Prédio 16, Campus Capão do Leão. (orientador: Joel Pavan)

    05/04/2019 – Rairisson Vieira de Amorim – 10h, sala 109, Prédio 16, Campus Capão do Leão. (orientador: Maurício Jeomar Piotrowski)

     

     

  • PPGFísica recebe novos Pós-Doutorandos

    A coordenação do Programa de pós-Graduação em Física felicita os novos bolsistas de Pós-Doutorado:

    • Glauber Sampaio dos Santos
    • Silvia Azevedo dos Santos Cucatti
    • Mateus Broilo da Rocha

    Bem como seus respectivos supervisores pela concessão de novos Projetos de Pós-Doutorado Junior junto ao CNPq. Os bolsistas desenvolverão atividades de pesquisa e orientação junto a estudantes do programa.