Início do conteúdo
    Notícias
  • Estão abertas as inscrições para a seleção de Aluno Regular para mestrado no Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais

    Estão abertas as inscrições para a seleção de Aluno Regular para mestrado no Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da Universidade Federal de Pelotas (PPGAVI/UFPel). O prazo vai até 11 de julho.

    As linhas de pesquisa são “Educação em Artes e Processos de Formação Estética” e “Processo de Criação e Poética do Cotidiano”.

    Mais informações estão na página do PPG em Artes Visuais.

  • Gestão Pública lança concurso para escolher sua identidade visual

    O curso de Gestão Pública da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) lançou concurso para selecionar sua identidade visual. Estão aptos a inscrever propostas os estudantes regularmente matriculados e egressos de cursos de graduação e de pós-graduação stricto sensu, além de docentes e técnico-administrativos da UFPel.

    As inscrições estarão abertas de 1º de julho a 1º de setembro. Mais informações estão disponíveis no edital: EDITAL CST_GP 02_2022

    “8. DA PREMIAÇÃO
    8.1 Ao(a) vencedor(a) do concurso será entregue certificado e o prêmio de R$1000,00 (hum mil reais) em
    dinheiro.”

  • PIXEL SHOW 2022 – Divulgação edital MAKERS

    “Fala Criativo, tudo bem?

    Acha que é impossível ganhar dinheiro com a sua arte?

    Confira o edital MAKERS para o Pixel Show 2022!

    Seja você um criador de arte, moda, decoração, escultura, publicação independente ou possui uma ideia, envie seu portfólio e realize já sua inscrição.

    Venda sua arte no maior Festival de Criatividade da América Latina!

    Inscrições até 30 de julho

    Participe: www.pixelshow.co/editais

     

  • Estudantes da UFPel podem fazer a avaliação de seus professores e disciplinas

    Chegou o momento de os estudantes da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) fazerem suas considerações acerca de seus professores e disciplinas. Está aberto o processo de Avaliação Docente pelo Discente, referente ao período 2021/2. Para preencher o questionário, basta acessar o sistema Cobalto, selecionando a opção “Aluno”, depois “Cadastro” e, em seguida, “Avaliação de Disciplina 2021/2”. A avaliação pode ser feita até o dia 11 de julho.

    Segundo a Comissão Própria de Avaliação (CPA), que lidera o processo de avaliação docente e institucional, a participação confere aos estudantes a possibilidade de ser um agente ativo do processo de construção da Universidade.

    O presidente da CPA, Felipe Herrmann, explica que a avaliação é muito importante em termos institucionais e no dia a dia da Universidade. “A principal razão de ser da Universidade é o nosso aluno. Então ter esse retorno dele é muito importante”, destaca. De acordo com Herrmann, neste momento o estudante pode avaliar como as disciplinas estão sendo desenvolvidas, o modus operandi do professor em termos pedagógicos e didáticos e outros aspectos como uma oportunidade de dar suas impressões, sugestões e críticas, no sentido de qualificar a UFPel. “O motivo de existir essa avaliação é construir uma Universidade melhor. E o principal ator, o sujeito de toda essa avaliação, é o aluno”, salienta.

    CPA
    A UFPel possui um histórico ativo no processo de avaliação. O processo de avaliação docente e institucional é coordenado pela CPA, a qual foi criada em 09 de maio de 2008. A CPA é constituída de docentes, técnicos, discentes e membros da sociedade civil que constantemente se reúnem para assessorar os processos de avaliações de curso, institucional, bem como contribuir com as políticas e estratégias de desenvolvimento institucional.

    A política de avaliação na UFPel é espelhada nas diretrizes do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) e está entrelaçada com as estratégias de desenvolvimento institucional.

     

    Fonte: https://ccs2.ufpel.edu.br/wp/2022/06/13/estudantes-da-ufpel-podem-fazer-a-avaliacao-de-seus-professores-e-disciplinas/?fbclid=IwAR2r5ePUecf9XT22gpixr3CMx64Vb41VVK_hzP6mbXDK_8bd8pYY5bb64WU

  • [Divulgação] Pixel Show – Festival de Criatividade 2022

    O Pixel Show é o maior festival de criatividade da América Latina e acontece anualmente em São Paulo desde 2005.

    O evento está no calendário de eventos oficiais da Cidade de São Paulo.  Em 2019 e 2021, foi finalista no Prêmio Cultura do Estado de São Paulo.  O festival tem como tema central tendências, inspirações, cultura, arte, inovação e tecnologia, buscando fomentar e abastecer com ideias o mercado da economia criativa.

    Mais informações: eventos@zupi.live

    https://pixelshow.co/

  • Reabertura SulDesign Galeria – sexta 10 junho às 16h30

    PRIMEIRAS IMPRESSÕES
    Após dois anos de pandemia, de interações mediadas por telas, de vivências através de câmeras, áudios e mensagens de texto, finalmente as aulas presenciais retornaram. Ainda com máscaras, distanciamentos físicos e cuidados, mas finalmente com corpos presentes na mesma sala. Depois de todo esse período em casa, estar novamente no Centro de Artes junto com os colegas tinha um gosto de primeira vez.
    Os trabalhos de Primeiras impressões retratam esse momento: as primeiras impressões do retorno às aulas presenciais, da vivência no prédio da universidade, dos olhares dos alunos e professores que finalmente deixaram de ser um avatar no e-aula.
    Primeiras impressões é uma série de retratos realizada no primeiro dia de aula presencial da disciplina Fundamentos do Desenho II, ministrada pela prof. Thaís Sehn, para os alunos do Design Gráfico 2021/2. Nesse exercício foi proposta a realização de desenhos simultâneos, nos quais uma pessoa desenhava a outra, ao mesmo tempo em que era desenhada por seu sujeito de desenho. Cada aluno realizou cinco retratos de diferentes colegas com técnicas variadas, todas de no máximo dois minutos (desenho cego, desenho cego com trapaça, desenho com a mão esquerda, desenho rápido de 30 segundos e retrato cubista da turma como um todo).
    A cada desenho os alunos ficavam mais relaxados, mais a vontade uns com os outros e mais confortáveis com os seus próprios desenhos. Nas aulas seguintes eles revisitaram esses desenhos para criar suas primeiras impressões com as técnicas coloridas que iam sendo introduzidas na disciplina. Nesta mostra, optou-se por organizar os trabalhos através dos sujeitos retratados, convidando o observador a criar sua primeira impressão de cada expositor através da imagem caleidoscópica resultante dessa experiência de olhar e ser olhado.

    Texto de Thaís Cristina Martino Sehn

    QUANDO A LUZ FALTA
    Raras são as vezes em que ficamos sem energia elétrica. Quando tal ocasião se concretiza, no entanto, não é incomum que fiquemos inquietos e meio perdidos, já que reféns de um ritmo de vida frenético, estamos sempre com as mãos e a mente ocupadas. Quando, por poucas vezes somos desconectados desta realidade, somos compelidos a encontrar atividades alternativas para nos distrair e passamos a perceber com outros olhos as banalidades do cotidiano.
    Quando ocorre uma queda de energia à noite, nos vem à memória, quase como uma epifania, de que precisamos de eletricidade para tudo que fazemos: esquentar a água, ler um livro ou carregar o celular (que, como uma mágica e infeliz coincidência, está com apenas 5% de bateria e por isso, não pode ser usado como lanterna e muito menos como um passatempo). Por sorte, lembramos que há uma vela esquecida naquela gaveta da cozinha, logo abaixo dos talheres, em que se guarda de tudo um pouco: os manuais de instruções, as sacolas do supermercado, o arame de fechar pão de sanduíche, mas… e os fósforos? Quem é que se lembra de comprar fósforos em uma casa onde tudo é ligado na tomada?
    Quando a luz falta é necessário encontrar facilmente esses objetos que iluminarão o caminho. Com esse propósito é que foram pensadas as caixinhas de fósforo ilustradas: para serem utilizadas como imã de geladeira decorativo e serem de fácil acesso quando for preciso. Todas as ilustrações deveriam ser com pastel seco sobre fundo tonal e poderiam explorar livremente essa temática, tanto em um sentido mais literal da falta de energia elétrica, quanto partir para um conceito mais filosófico da ausência de luz. Os trabalhos são fruto da turma de Design Gráfico da disciplina Fundamentos do Desenho II, ministrada pela prof. Thaís Sehn no semestre de 2021/2.
    Texto de Izabela Maria dos Santos Zanin e Thaís Cristina Martino Sehn.

  • Aliança Francesa Porto Alegre promove Debate de ideias sobre Residência Artística como espaço de imersão, experiência multicultural e aprendizagem nas artes visuais

    O evento acontecerá no dia 26 de maio, quinta-feira, a partir das 18h, na Fundação Iberê Camargo e com transmissão pelo YouTube da AFPOA.

     

    A Aliança Francesa Porto Alegre, em parceria com a Fundação Iberê e o Centre Intermondes de La Rochelle, promove o segundo Debate de ideias do ano, com o objetivo de debater sobre a importância da residência artística nas artes visuais, por proporcionar um espaço de imersão artística, de experiência e trocas multiculturais e aprendizado único.

     

    O evento acontecerá no dia 26 de maio, quinta-feira, a partir das 18h, na Fundação Iberê. Às 18h, propomos uma visita mediada às exposições do museu e, às 19h, o debate de ideias, no auditório do Iberê. O evento também será transmitido pelo YouTube da AFPOA.

     

    Os convidados para o debate são David Ceccon, Leandro Machado, Letícia Lopes e Xadalu Tupã Jekupé, artistas premiados pelo Prêmio Aliança Francesa de Arte Contemporânea. Todos tiveram a experiência de realizar uma residência artística no Centre Intermondes, em La Rochelle, na França. Desta forma, poderão compartilhar suas experiências conosco. Também haverá a participação de Edouard Mornaud, Diretor do Centre Intermondes (residência artística internacional) ligado à Direção da Cultura e do Património da Prefeitura da cidade de La Rochelle. O debate será mediado pelo jornalista Roger Lerina.

     

    O evento será em português, com tradução consecutiva, realizada por Mélanie Le Bihan, diretora da Aliança Francesa.

    Sobre os convidados:

    David Ceccon

    David Ceccon é formado em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Artista multidisciplinar, sua prática artística reflete sobre as existências biológicas, culturais, reais e virtuais dos sujeitos na sociedade contemporânea. Realizou 6 exposições individuais e participou de diversas exposições coletivas nacionais e internacionais. Também desenvolveu e participou de diferentes projetos na área de artes visuais, incluindo projetos gráficos e cenográficos. Ganhou o prêmio IEAVI (2016), o Prêmio Açorianos nas categorias Artista Revelação e Destaque em Gravura (2016) e o Prêmio Aliança Francesa de Arte Contemporânea (2018) – com o qual recebeu uma residência artística na França. É co-criador e artista-colaborador da Revista Fracasso (@revistafracasso), indicada ao Prêmio Açorianos (2021). É atualmente representado pela Galeria AURA (SP). Atua também como assistente executivo na CoCreate TH partnered with Art Sense em Londres (UK).

     

    Leandro Machado

    Leandro Machado dos Santos nasceu em Porto Alegre/RS, em 1970. Bacharel em Artes Visuais – habilitação Pintura, em 2003 e Licenciatura em Educação Artística, em 2007, ambos pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Ainda, possui Especialização em Saúde Mental – Hospital Psiquiátrico São Pedro, Residência Integrada em Saúde, Escola de Saúde Pública (Porto Alegre/RS, 2007). Realizou mostras individuais como Arqueologia do Caminho, em 2019, no Centre Intermondes, em La Rochelle, na França, e em 2018, Desenhos Esquemáticos – apresentada na Pinacoteca Aldo Locatelli, em Porto Alegre/RS. Também participou de mostras coletivas ao exemplo de Rua!, em 2020, no Museu de Arte do Rio, Rio de Janeiro/RJ. Tendo obtido premiação no 5º Concurso de Arte Impressa Goeth-Institut Porto Alegre, em 2020. E em 2017, o 1º lugar no Aliança Francesa de Arte Contemporânea, da Aliança Francesa Porto Alegre.

     

    Letícia Lopes

    Letícia Lopes nasceu em Campo Bom/RS, 1988, vive e trabalha entre São Paulo e Porto Alegre. Formada em Artes Visuais (UFRGS, 2016), participa de mostras coletivas desde 2013, tendo seu trabalho apresentado em São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul, Pernambuco, França e República Checa. No ano de 2022, realizou sua 8ª individual, “Anima”, na galeria Verve (SP) com texto de Agnaldo Farias, e em 2019 foi a vencedora do 3º Prêmio de Arte Contemporânea da Aliança Francesa, o qual rendeu-lhe sua primeira individual fora do país, “I want to be adored” (La Rochelle/FR). Ainda em 2019 e também em 2021, foi indicada ao Prêmio PIPA. Desenvolvendo sua pesquisa principalmente através da pintura, a artista investiga espaços de ambiguidade e mistério entre realidade e representação, explorando o suporte e a montagem do trabalho como ferramentas para propor novos significados.

     

    Xadalu Tupã Jekupé

    Xadalu Tupã Jekupé é um artista mestiço que usa elementos da serigrafia, pintura, fotografia e objetos para abordar em forma de arte urbana o tensionamento entre a cultura indígena e ocidental nas cidades. Sua obra, e das conversas com sábios em volta da fogueira, tornou-se um dos recursos mais potentes das artes visuais contra o apagamento da cultura indígena no Rio Grande do Sul. O diálogo e a integração com a comunidade Guarani Mbyá permitiram ao artista o resgate e reconhecimento da própria ancestralidade. Nascido em Alegrete, Xadalu Tupã Jekupé tem origem ligada aos indígenas que historicamente habitavam as margens do Rio Ibirapuitã. Em 2020, sua obra “Atenção Área Indígena” foi transformada em bandeira e hasteada na cúpula do Museu de Arte do Rio. Meses depois, venceu o Prêmio Aliança Francesa com a obra “Invasão Colonial: Meu Corpo Nosso Território”, que o levou a uma residência artística na França, no Centre Intermondes em 2021.

    Edouard Mornaud

    Edouard tem 25 anos de experiência em funções de liderança cultural, incluindo o Departamento Cultural do Ministério dos Negócios Estrangeiros francês em Paris, como Chefe do Executivo da Alliance Française em Melbourne, Austrália, Adido Cultural da Comissão Europeia no Sudeste Asiático, Vice-curador da AFAA/ Culturesfrance (atualmente Institut Français) e desde 2008, atua como Diretor do Programa de Residência Internacional de Artes do Centro Intermondes em La Rochelle. Desde os seus primeiros trabalhos como Oficial Cultural tanto para a Aliança Francesa em Banguecoque, como para o Oficial Cultural Francês em Nazaré, Israel, constrói metodicamente uma carreira em torno do desenvolvimento e entrega de programas culturais complexos, com um enfoque específico nas relações transculturais.

     

    Mediador

    Roger Lerina

    Jornalista e crítico de cinema, integrante da Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema). Foi vice-presidente da Associação de Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul (ACCIRS) entre 2008 e 2010 e presidente de 2010 a 2012. Editor do site Roger Lerina (rogerlerina.com), uma plataforma dedicada a notícias, artigos e vídeos sobre cinema, artes cênicas, música, artes visuais e eventos culturais. Integra o conselho artístico do evento Noite dos Museus em Porto Alegre desde 2019. Integra a comissão de seleção das atrações musicais da Virada Sustentável em Porto Alegre desde 2018. Foi curador da Mostra de Longas-Metragens do 10º Festival Internacional de Cinema da Fronteira (2018) e do 11º Festival Internacional de Cinema da Fronteira (2019). Curador dos projetos Meu Filme Favorito e Adaptação: Entre a Literatura e o Cinema, ambos realizados no Instituto Ling. Atua como repórter e crítico de cinema no Canal Brasil. Programador das três salas do Cine Grand Café, inaugurado no final de novembro de 2021 no Shopping Nova Olaria, em Porto Alegre.

     

    SERVIÇO

     Debate de ideias Residência Artística como espaço de imersão, experiência multicultural e aprendizagem nas artes visuais

    Quando: quinta-feira, 26 de maio de 2022, às 18h

    Onde: Fundação Iberê Camargo e YouTube da AFPOA

    Entrada franca

     

  • As submissões para o Ars Sexualis 2022 já começaram

    Olá! As submissões para o Ars Sexualis 2022 já começaram. Envie seu trabalho.

    O Ars Sexualis teve sua primeira edição em 2021 com muito sucesso e alcançando todas as regiões do Brasil. Na edição 2022, o Seminário de Artes Visuais acontece numa parceria da UFRGS com a UERJ.

    No nosso site, você encontra o edital do Ars Sexualis 2022 com todas as informações para submissão de ARTIGOS e RESUMOS EXPANDIDOS (http://arssexualis.com.br/index.php/edicao-2022/edital-2022).

    O seminário acontecerá em agosto de 2022, de forma on-line. Envie seu trabalho: http://arssexualis.com.br/index.php/edicao-2022/submissoes

    Dúvidas, entre em contato: seminario@arssexualis.com.br

    Seminário de Artes Visuais:
    Sexualidades Dissidentes do Sul Global

    10, 11 e 12 de agosto de 2022

    arssexualis.com.br

    Organizadorxs:
    Bruno Alcione Novadvorski Scheeren (Mestrando em Artes – PPGArtes/UERJ)
    Suellen Gonçalves de Mello (Bacharelanda em História da Arte – IA/UFRGS)

    Realização:
    PROGRAD/UFRGS – PPGAV/UFRGS – DAV/UFRGS
    PR2/UERJ – PPGARTES/UERJ – CEH/UERJ

  • Revitaliza CA convida alun@s das Artes Visuais para MUTIRÃO

    Olá alunos e alunas,

    O projeto Revitaliza CA convida alunos e alunas para integrar o Mutirão de Revitalização do Centro de Artes. Estão sendo desenvolvidas atividades de revitalização de mobiliários e ambientes, dentre outros que o aluno pode se candidatar e contribuir.

    Um convite em especial aos alunos de Artes é a participação para pintura artística em paredes.

    Adicionamos em anexo algumas sugestões de pinturas geométricas, no entanto, o projeto está aberto a sugestões

    Lembramos que a participação no projeto gerará certificado com carga horária compatível com as atividades, que podem ser utilizados para as horas de atividades complementares.

    Interessados devem preencher o formulário.

    Contamos com a participação de vocês!

  • Estudos no exterior são tema de live da CRInter no dia 24 de maio, às 19h

    A Coordenação de Relações Internacionais da UFPel promove, em conjunto com a Fundação Estudar, uma live com a especialista em ensino superior no exterior Beatriz Alvarenga. O evento é exclusivo para estudantes da UFPel.

    No encontro serão apresentadas as diferenças entre a pós-graduação no Brasil e no exterior, os processos de candidatura, as oportunidades de bolsas de estudos e de cursos gratuitos de inglês, além de outros tópicos relacionados.

    A atividade acontecerá no dia 24 de maio, às 19h, pela plataforma Zoom. Para participar, é necessário realizar a inscrição neste link . O acesso à reunião será encaminhado por e-mail.

    Imagem: Freepik.com