Novo espaço estimula a leitura

A sala na Rodoviária possui uma estante única com obras de autores pelotenses           Foto: Quindim Cultural

     Ricardo Borges Leite

     No dia 3 de Maio, a Estação Rodoviária de Pelotas (Eterpel) inaugurou o projeto “Embarque na Leitura”, que tem como objetivo aumentar a circulação na Rodoviária, e estimular a leitura entre a população.

     Com idealização da Eterpel e apoio do Sesi e da Fiergs, a sala de leitura, localizada no segundo andar do prédio da Rodoviária, conta com mais de dois mil livros para empréstimo aos usuários que se cadastrarem.

     A ideia da sala de leitura foi concebida no ano passado pelo hoje diretor financeiro da Eterpel Wagner Rodrigues, quando ainda era diretor-presidente. Segundo Rayane Lacerda, da área de comunicação da Eterpel e que participou do planejamento do projeto, buscou-se parceiros para expandir a proposta. “Afinal, quando trabalhamos em conjunto, as chances de ser um projeto melhor são grandes”, observa.

     A Eterpel fechou acordo com o Banco de Livros de Porto Alegre, que enviou livros regularmente, chegando à marca de 2000 exemplares. Somando-se às doações da comunidade, a sala de leitura tem, hoje, 2300 obras, que podem ser retiradas após cadastro no local. A ideia é de criar um vínculo entre a população e a Rodoviária, para que o local não seja apenas de passagem, mas uma área de convívio social e cultural.

     Com pouco mais de um mês e meio de funcionamento, o retorno por parte da sociedade parece ser bastante positivo, indicam os idealizadores. O projeto já conta com mais de 100 pessoas cadastradas, que retiraram livros para a viagem ou para levar para suas casas durante uma semana.

Objetivo é incentivar a leitura

     Segundo Rayane, o projeto tem por objetivo principal “incentivar o hábito da leitura e proporcionar contato direto com os livros, pois a empresa entende que muitas pessoas não têm acesso a eles”.

     Além disso, os idealizadores apontam que esse projeto pode estimular uma “rede de incentivo à leitura através das rodoviárias do Estado”. Pelotas é pioneira, porém, representantes de outras rodoviárias já deram sinais de que se interessam pela ideia, indica Rayane.

Como funciona o “Embarque na Leitura”

     Qualquer pessoa pode se cadastrar e retirar um livro por até sete dias, sendo possível renovar por mais sete. Os usuários que forem ler durante a viagem e não voltarem a Pelotas tem a opção de deixar no banco do ônibus, sendo que a empresa devolverá à biblioteca.

     A sala do Embarque na Leitura possui títulos dos gêneros literatura estrangeira, literatura brasileira, espiritualista, religião, infanto-juvenil, infantil e história, além de livros didáticos. Ainda, a sala de leitura possui uma estante única com obras de autores pelotenses, e está aberta aos autores locais que buscam promover suas obras. O espaço também pode ser utilizado para eventos culturais, nesse caso, os interessados devem entrar em contato com o setor de comunicação da rodoviária.

PRIMEIRA PÁGINA

COMENTÁRIOS

Comments

comments

%d blogueiros gostam disto: