Notícias
  • Fundação Nieman oferece bolsas de pesquisa em jornalismo na Universidade de Harvard

    Fundação Nieman de Jornalismo está recebendo candidaturas para bolsas de pesquisa em jornalismo na instituição norte-americana.

    O programa da instituição que faz parte da Universidade de Harvard seleciona visitantes focados em desenvolver projetos de pesquisa relacionados à promoção da qualidade no jornalismo. Dependendo do tipo de projeto, os bolsistas passarão até 12 semanas na universidade.

    As bolsas de pesquisa em jornalismo consistem em um salário semanal durante o período do programa e alojamento. Os selecionados também têm acesso aos centros de pesquisa e às bibliotecas de Harvard.

    Requisitos e candidatura às bolsas de pesquisa em jornalismo

    Os candidatos não precisam estar atuando como jornalistas nem possuir diploma universitário. Se você for editor, programador, designer ou diagramador, analista de mídia ou acadêmico também pode se candidatar.

    É necessário, porém, enviar um projeto que apresente perspectivas para o futuro do jornalismo. Ele pode estar relacionado a pesquisa, programação, design, negócios ou outros temas. De acordo com as dicas publicadas no site do programa, é melhor que o seu projeto seja focado e restrito e não amplo demais. Também é importante que você apresente metas claras e objetivas.

    As inscrições para as bolsas de pesquisa em jornalismo vão até o dia 29 de setembro e devem ser feitas no site da Fundação Nieman.

    Saiba mais sobre o programa
    Inscreva-se agora

    FONTE: http://partiuintercambio.org/bolsas-de-estudo/bolsas-de-pesquisa-em-jornalismo-em-harvard/

  • Estado da Catalunha, na Espanha, oferece bolsas integrais para pesquisadores

    Em parceria com a União Europeia, o governo da Região da Catalunha (Espanha) lançou o programa TecnioSpring+ – uma bolsa para pesquisadores e doutores do Brasil desenvolverem projetos em instituições de ensino e empresas da região. As inscrições serão recebidas até 14 de setembro.

    O programa oferecerá 72 bolsas de estudos, de dois anos de duração, que incluem passagens aéreas, salário de cerca de 4800 euros para despesas no país e suporte financeiro para pesquisa durante a estadia no país.

    Quem pode se candidatar ao TecnioSpring

    Podem se candidatar pesquisadores, doutores e PhDs brasileiros que desejam realizar pesquisa aplicada em organizações, centro de pesquisa ou empresas da Catalunha. As entidades de desyino podem ser do setor industrial ou entidades reconhecidas com a acreditação “TECNIO”. Também é necessário possuir proficiência em inglês.

    Os interessados em submeter propostas devem ter grau de doutor e quatro a oito anos de experiência como pesquisador, além de pelo menos um ano de experiência em pesquisa aplicada e em liderança de equipes.

    Bolsas Marie Curie da União Europeia

    A TecnioSpring teve início em 2016 e vai se encerrar em 2021, sendo co-financiado pelo H2020 Marie Skłodowska-Curie, da União Europeia. O programa visa engajar pesquisadores experientes em colaborações com indústrias e centros de pesquisa da região da Catalunha.

    Confira mais informações no site oficial e envie sua candidatura!

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/tecniospring-bolsas-para-pesquisadores/

  • Competição de vídeos da ONU oferece prêmios em dinheiro e viagem à Alemanha

    A competição de vídeos tvebiomovies, apoiada pela ONU, está com inscrições abertas para a sua oitava edição. Inscrições de projetos para as duas categorias de prêmios podem ser feitas até o dia 18 de agosto.

    O concurso permite que os participantes deem visibilidade global ao seu talento com produção audiovisual, além de inspirar ações em prol do meio ambiente e sustentabilidade. São oferecidos prêmios em dinheiro e uma viagem à Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP 23) que em 2017 acontecerá em Bonn, na Alemanha.

    A competição de vídeos é composta de dois desafios diferentes e independentes:

    #1 Competição de Vídeos sobre Mudanças Climáticas

    A única categoria que tem limitação de idade é a Global Youth Video Competition on Climate Change. Jovens entre 18 e 30 anos devem enviar um vídeo de até três minutos abordando as ações que fizeram para tratar da questão da mudança climática. O prêmio para esta categoria é uma viagem com tudo pago para Bonn, na Alemanha, e a possibilidade de atuar como um jovem repórter na CPO23, em novembro de 2017.

    Os vídeos devem abordar um dos dois temas: “Climate friendly and resilient cities” e “Oceans and climate change”. Os vídeos podem ser em qualquer idioma, mas é obrigatório que possuam legenda em inglês.

    #2 Competição de projetos de curtas

    O desafio Short Film Competition busca por propostas de filmes de um minuto em duas categorias: “invasive alien species” e “people and protected area systems and parks”. As melhores propostas receberão uma ajuda de custo para realizar o curta, e os melhores filmes em cada categoria ganharão um prêmio em dinheiro de 1500 dólares americanos.

    As propostas devem ser enviadas em inglês, francês, alemão, russo ou espanhol. Os selecionados serão anunciados em 1º de setembro de 2017, e os vídeos concluídos devem ser submetidos até 13 de outubro.

     

    No site oficial é possível conferir vídeos de ganhadores de edições anteriores, para inspiração.

    Saiba mais sobre as competições e inscreva-se!

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/competicao-de-videos-da-onu/

  • 10 bolsas integrais para pós-graduação e pesquisa na Austrália

    Universidade de Flinders, universidade pública localizada em Adelaide, na Austrália, está com inscrições abertas para suas Bolsas Internacionais de Pesquisa em Pós-Graduação. Serão oferecidas cerca de 10 bolsas para pesquisa na Austrália, para estudantes internacionais que desejem fazer um mestrado ou doutorado com pesquisa em diversas áreas: confira aqui a lista de programas de pós-graduação disponíveis. As candidaturas podem ser enviadas por e-mail até 11 de agosto.

    A bolsa tem duração de até três anos e cobre todos os custos de anuidade da instituição, além de um auxílio no valor anual de 26 mil dólares australianos. Gastos do candidato com passagens aéreas e instalação em Adelaide também poderão ser reembolsados.

    Leia também: Tudo que você precisa saber para fazer uma pós-graduação no exterior

    Como se candidatar às bolsas para pesquisa na Austrália

    Entre os pré-requisitos estão possuir graduação completa, apresentar comprovante de proficiência em inglês e atender aos critérios de admissão para um Mestrado ou Doutorado na instituição.  Candidatos que já possuam um diploma de pesquisa por uma universidade australiana não podem concorrer.

    Para se candidatar, é preciso entrar em contato com um professor ou pesquisador da sua área de pesquisa e possuir um acordo informal de supervisão de projeto. A troca de e-mails com o orientador pode ser usada como comprovante do acordo, não é necessária a emissão de uma carta convite.

    Depois de estabelecido este primeiro contato, é necessário enviar por e-mail currículo, histórico acadêmico, proposta de pesquisa e duas cartas de recomendação seguindo o modelo indicado.

    Recomenda-se o envio, junto com a candidatura, de até 5 publicações de pesquisa anteriores, que serão consideradas para avaliar a qualidade do trabalho acadêmico realizado anteriormente. Para mais informações sobre o envio destas publicações, consulte as instruções aqui.  A bolsa é bastante competitiva. Por isso, de acordo com o site, candidatos que não enviarem publicações anteriores provavelmente terão poucas chances de serem contemplados.

    Todos os documentos devem ser enviados até o dia 11 de agosto – por isso, prepare-se para enviar sua candidatura até no máximo meio dia do dia 10 de agosto, pois Adelaide está 12 horas à frente do Brasil no fuso horário.

     

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/bolsas-para-pesquisa-na-australia/

  • Escola irlandesa oferece 15 cursos gratuitos (incluindo inglês!) em sua plataforma online

    O SEDA College, localizado em Dublin, Irlanda, lançou uma plataforma de educação a distância totalmente gratuita. São oferecidos cursos de inglês mas também serviços como testes vocacionais e preparatórios para algumas carreiras, como marketing e vendas. Para acessar os cursos, basta fazer um cadastro no site da ferramenta.

    A plataforma tem como objetivo oferecer aos estudantes um ambiente similar ao oferecido nas aulas presenciais – com disponibilização de material didático do Seda College e exercícios de apoio. Ao concluir cada módulo, o estudante recebe um certificado internacional.

    No total, são 15 cursos disponíveis – com temas que vão de Processo de Vendas e Ciência da Persuasão. Os cursos são livres (o estudante pode começar e finalizar a qualquer momento, sem necessidade de seguir um cronograma) e há uma equipe que dá suporte nos fóruns de dúvidas e comentários.

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/seda-college-online/

  • Alemanha oferece bolsas de estudo para curso de alemão no país

    O DAAD, Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico, está com inscrições abertas para o programa Winterkurs, em que os estudantes realizam de quatro a seis semanas de aulas de língua e cultura alemã na Alemanha. O prazo de candidatura termina no dia 15 de agosto.

    Winterkurs é realizado em parceria com universidades alemãs, como Düsseldorf, Berlim e Freiburg, e destina-se, preferencialmente (mas não exclusivamente), a estudantes que pretendam realizar uma pós-graduação na Alemanha. As aulas vão do início de janeiro de 2018 até a metade de fevereiro.

    Bolsas de Estudos para o Winterkurs

    Os selecionados receberão 1.725 euros para arcar com os custos de alojamento, alimentação e taxas do curso, além de mais 1550 euros para as passagens aéreas. O seguro de saúde será custeado pelo DAAD. Apesar de a bolsa ser suficiente para a maioria das despesas, recomenda-se que o bolsista leve de 500 e 800 euros adicionais para seus gastos pessoais e com passeios.

    Além do aperfeiçoamento da língua, o objetivo do curso é oferecer aos alunos conhecimentos da cultura e da sociedade alemã. De manhã, os estudantes têm aulas de alemão e à tarde seminários, palestras e passseios culturais opcionais, como visitas a teatros e museus.

    Quem pode participar

    Qualquer estudante que esteja vinculado a uma universidade brasileira e apresente bom rendimento acadêmico (notas acima de 8) pode se inscrever. São aceitos alunos desde a graduação até o doutorado. Além disso, é preciso realizar o teste online OnDaF, que verifica o nível de domínio do alemão. A nota mínima exigida é B1, que corresponde ao intermediário. Não há limite de idade.

    Para participar, é preciso enviar o formulário de inscrição em duas vias, currículo, carta de motivação em alemão ou inglês (máximo de 600 palavras), carta de recomendação de um professor de sua faculdade, comprovante de matrícula no ano de 2016, histórico escolar com média das notas e certificado do teste OnDaf.

    Confira todos os detalhes no edital do programa e faça sua inscrição no site do DAAD!

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/winterkurs-bolsas-para-curso-de-alemao-na-alemanha/

  • Bolsas para pós-graduação na área da saúde – em qualquer lugar do mundo!

    A Fundação sem fins lucrativos Wellcome, baseada no Reino Unido, oferece bolsa para estudantes que desejem fazer uma pós em saúde pública. A pós (Mestrado ou PhD) deve envolver um projeto de pesquisa e pode ser realizada em qualquer país do mundo, incluindo mestrados à distância. As inscrições podem ser feitas até 31 de agosto.

    O programa pode ser relacionado à saúde pública ou medicina tropical, e não há restrições quanto à instituição ou país em que o curso será realizado. O projeto de pesquisa, porém, deve ser validado por uma organização elegível (instituição de pesquisa ou instituição privada sem fins lucrativos) de um país de baixo ou média renda, de acordo com o Banco Mundial. Veja mais detalhes sobre as instituições que são elegíveis aqui.

    O que a bolsa inclui

    O apoio durante o programa inclui um auxílio financeiro mensal, custos de viagem e anuidade total ou parcial das instituições de ensino. Despesas de pesquisa também poderão ser reembolsadas. A bolsa tem duração média de 30 meses – sendo que os primeiros 12 meses devem ser de um curso de mestrado ou PhD em uma instituição de excelência em qualquer lugar do mundo e os demais 18 meses de dedicação ao projeto de pesquisa.

    Pré-requisitos para a bolsa de pós em saúde pública

    Entre os pré-requisitos estão ser cidadão de um país de média ou baixa renda e possuir graduação em áreas relevantes para a pesquisa em saúde pública ou medicina tropical. Também é necessário ter o apoio de uma organização no seu país de origem e uma proposta de pesquisa que se enquadre no perfil dos projetos apoiados.

    A candidatura deve ser feita pela organização em que a pesquisa será feita – é necessário enviar um formulário com informações sobre o histórico do estudante e seu projeto de pesquisa. Confira aqui um modelo do documento a ser enviado. O prazo final para candidatura é 31 de agosto.

     

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/bolsas-para-pos-em-saude-publica/

  • Universidade de Georgetown oferece bolsa para programa de liderança

    Estão abertas as inscrições para a edição de 2017 do Programa de Liderança para Competitividade Global, o GCL. A iniciativa leva líderes locais, que atuem no setor público, empresarial ou social, para um programa de 10 semanas de duração em Washington, D.C. As inscrições podem ser feitas até 1 de agosto.

    O programa consiste em uma série de cursos e visitas a instituições localizadas na capital americana como o Congresso e a Casa Branca. Durante o período do curso, que vai de 16 de janeiro a 23 de março de 2018, os participantes têm a chance de discutir ideias com figuras públicas e especialistas de diversas áreas.

    A bolsa contempla gastos como acomodação, materiais do curso, seguro médico e passagens aéreas de ida e volta para os Estados Unidos. Cabe ao estudante arcar com os custos do visto americano e da própria alimentação durante as 10 semanas.

    Podem se candidatar jovens entre 24 e 34 anos, com graduação completa, fluência em inglês e no mínimo um ano de experiência profissional. Para se inscrever, é necessário enviar o formulário de candidatura do programa.

    Também devem ser encaminhados documentos como currículo, diploma universitário, certificado de proficiência em inglês e duas cartas de recomendação. Depois das candidaturas online, os alunos passam por duas rodadas de entrevista, realizadas por um comitê de seleção e pela Universidade de Georgetown. Aqueles que forem selecionados devem pagar uma taxa de 2 mil dólares pelo programa.

    Ao fim do programa, os candidatos também devem se comprometer a retornar ao seu país de origem por pelo menos um ano, para aplicar os aprendizados do curso.

    Sobre o programa de liderança

    O Programa GCL foi fundado pela Latin American Board (Junta Directiva Latinoamericana) da Universidade de Georgetown, como parte de sua missão de promover maior vínculo entre a Universidade de Georgetown e a região. Até hoje, o programa GCL impactou 359 líderes de 19 países, que hoje ocupam cargos importantes em empresas e em governos, gerindo iniciativas de grande impacto social.

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/georgetown-programa-de-lideranca/

  • CAPES oferece 120 bolsas no Reino Unido para estudantes de Turismo e Hotelaria

    O Ministério do Turismo abriu hoje um edital que concede bolsas de estudo para cursos de aperfeiçoamento nas áreas de Turismo e Hospitalidade no Reino Unido. Serão 120 vagas para alunos de graduação de instituições de ensino públicas e privadas, como parte do Programa de Qualificação Internacional em Turismo e Hospitalidade (PQI) da Pasta. Os interessados devem enviar sua candidatura online até o dia 25 de agosto.

    Sobre as bolsas de estudo para Turismo e Hospitalidade da CAPES

    As vagas são para estudantes brasileiros matriculados em cursos de bacharelado, licenciatura, tecnólogo em Turismo e/ou Hospitalidade. Entre os pré-requisitos estão ter obtido pontuação superior a 600 no ENEM, comprovar proficiência em inglês e ter cursado entre 20% e 80% do curso superior.

    O curso tem duração aproximada de 11 semanas, divididas entre aulas teóricas e atividades prática. A bolsa cobre todas as taxas escolares, alimentação e alojamento durante o período do curso, além de seguro-saúde e auxílio-deslocamento.

    O projeto, idealizado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) em parceria com o Ministério do Turismo, faz parte do Plano Brasil +Turismo, que já enviou estudantes para cursos em Portugal e na Espanha. Nesta edição, a parceria foi estabelecida com a Association of Colleges, que representa instituições de ensino técnico e profissionalizante no Reino Unido, e que será responsável pela alocação dos selecionados em instituições de ensino no país.

    Como se candidatar

    O candidato deverá se inscrever por meio do formulário eletrônico na página da CAPES a partir das 9 horas do dia 17 de julho até às 17 horas do dia 25 de agosto de 2017. Entre os documentos solicitados estão histórico escolar de graduação (incluindo o semestre em curso no momento da inscrição); comprovante de matrícula na instituição de ensino superior; certificado de proficiência em inglês (são aceitos os exames TOEFLIELTS e exames de Cambridge) e cópia do comprovante do ENEM em que conste a nota obtida.

    Confira aqui o edital completo. 

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/capes-bolsas-de-estudo-para-turismo-e-hotelaria/#.WW3-UIzsn-g.facebook

  • Tecnologias serão apresentadas na Argentina

    Evento reúne público específico para mostrar matérias-primas e equipamentos

    Nos dias 15 e 16 de agosto deste ano, será realizado o II Congreso Sudamericano de Composites, Poliuretano y Plásticos de Ingeniería, no Salguero Plaza, em Buenos Aires, Argentina. Este evento terá a meta de congregar fabricantes de peças plásticas da Argentina, Uruguai, Paraguai, Bolívia, Chile e estados brasileiros com localização próxima à Argentina.

    O objetivo do congresso é apresentar matérias-primas, e demais soluções em equipamentos e materiais auxiliares para a fabricação de peças em composites, poliuretano e plásticos de engenharia. Os participantes terão acesso a uma extensa gama de novidades e tecnologias de destaque para a fabricação de seus produtos. A participação é gratuita.

    O Congresso destacará as palestras técnicas, mas também focará ações de extrema importância para a geração de novos negócios como o Table-top, que se caracteriza como uma grande área de exposição e atendimento, na qual a empresa consegue mostrar produtos e tecnologias e, ao mesmo tempo, conversar de forma particular com os clientes. Também serão organizadas as rodadas de negócios. Com a funcionalidade de uma exposição, as empresas participantes podem contatar novos clientes e consolidar os já existentes.

    Mais informações:
    Simone Martins Souza
    Email: simone@artsim.com.br
    Tel: 55-11-2899-6363 Ramal 104
    Website: www.congresosudamericano.com.br