Notícias
  • Bolsa para pós-graduação em gestão esportiva em quatro países europeus

    Erasmus Mundus MA Sports Ethics and Integrity é um programa inovador que oferece bolsas para pós-graduação em gestão esportiva.

    O legal é que, como outros projetos Erasmus, este master é fruto de uma parceria entre várias universidades (Swansea University, Johannes Gutenberg Universitat Mainz, Katholieke Universiteit Leuven, Universidad Pompeu Fabra, University of Peloponnese e Univerzita Karlova v Praze).

    No caso do mestrado em Integridade e Ética Esportiva são quatro sedes: Reino Unido (Swansea, no País de Gales) e Bélgica(Leuven) no primeiro ano; Alemanha (Mainz) e Espanha (Barcelona) no segundo. Além de instituições de ensino, também apoiam o projeto várias organizações, como a União das Federações Europeias de Futebol e a Confederação Olímpica Alemã.

    O curso é uma resposta à crise global da integridade esportiva e propõe mudanças importantes na gestão esportiva. A ideia é formar especialistas internacionalmente reconhecidos que poderão revolucionar o mundo do esporte.

    São dois anos de estudos: o primeiro com cinco disciplinas e um curso de verão na Grécia e o segundo com quatro disciplinas e a redação da dissertação.

    Sobre as bolsas para pós-graduação em gestão esportiva

    O preço da pós é bem salgado: 18 mil euros para não europeus. No entanto, sendo um programa financiado pelo Erasmus +, alguns selecionados vão receber benefícios.

    As bolsas para pós-graduação em gestão esportiva são bem boas e dão 49 mil euros no total. Elas têm duração de dois anos e, no caso de estudantes brasileiros, incluem:

    • Valor total do curso: 18 mil euros;
    • Subsídio de 1 mil euros por mês (máx. 24 meses);
    • Despesas de viagem: 6 mil euros;
    • Auxílio para instalação: 1 mil euros.

    Requisitos e candidatura ao programa

    Para se inscrever, é preciso ter um diploma de graduação em qualquer área e falar inglês. Não pode se candidatar às bolsas para pós-graduação em gestão esportiva quem já foi contemplado por um programa Erasmus. Também serão vetados estudantes que tenham morado na Europa por mais de 13 meses nos últimos cinco anos.

    A candidatura ao curso e às bolsas é online através do site da Swansea University. Os documentos devem ser enviados em inglês ou estar devidamente traduzidos. São eles:

    • Declaração de cumprimento dos critérios de elegibilidade para a bolsa de estudos;
    • Declaração de que você não recebeu uma bolsa Erasmus Mundus anteriormente;
    • Cópia certificada do diploma universitário;
    • Cópia certificada do histórico escolar;
    • Carta de motivação;
    • Certificado de inglês (saiba mais aqui);
    • Cartas de recomendação (devem ser enviadas diretamente pelas referências ao escritório de admissão);
    • CV;
    • Cópia do passaporte;
    • Comprovante de residência;
    • Declaração de que não viveu na Europa por mais de 13 meses nos últimos cinco anos.

    É possível acessar modelos para essas declarações aqui.

    A seleção será baseada no histórico acadêmico, na relevância da experiência profissional e na motivação dos candidatos. O desempenho em uma entrevista por Skype também será determinante para a escolha.

    O prazo para as inscrições para a turma que inicia em setembro de 2018 será divulgado em novembro. Na edição anterior, o deadline era março. Se você entrar no site, vai ver que aparentemente já é possível se candidatar, então, melhor não perder tempo!

    Acesse o site do curso
    Leia um manual sobre a candidatura
    Inscreva-se para as bolsas

    FONTE: http://partiuintercambio.org/bolsas-de-estudo/bolsa-para-pos-graduacao-em-gestao-esportiva/

  • Bolsas para mestrado em Saúde Pública no Reino Unido, Espanha e em outros países europeus

    O Europubhealth+ é um programa do Erasmus Mundus que possibilita ao estudante fazer um mestrado em diversos países europeus, entre eles na Espanha e no Reino UnidoIsso tudo com uma bolsa integral de até 47 mil euros para os dois anos do curso.

    O mestrado conta com a colaboração de seis universidades europeias, localizadas na Espanha, no Reino Unido, na Holanda, na Polônia e na França. É uma oportunidade única de estudar em no mínimo duas renomadas escolas de saúde pública da Europa em até três idiomas (inglês, francês e espanhol).

    Como funciona o programa

    O mestrado Europubhealth+ prepara profissionais capazes de analisar e enfrentar os problemas de saúde a partir da perspectiva da população, além de planejar e implementar políticas e intervenções apropriadas para a melhoria da saúde da população em diferentes contextos. Além disso, o curso fornece ao estudante a possibilidade de criar uma ampla rede de contatos na área graças à proximidade com acadêmicos e profissionais especializados e com ex-alunos e colegas de várias partes do mundo.

    Em relação ao programa de estudos, o aluno deve escolher pelo menos dois países diferentes para seguir o curso. A decisão pode ser tomada de acordo com as competências linguísticas e os interesses do estudante. No primeiro ano, a escolha fica entre a Universidade de Sheffield (Reino Unido) e a Universidade de Granada (Espanha), onde o aluno vai adquirir conhecimento e competência básicos em saúde pública.

    O segundo ano deve ser feito em um país diferente do inicial, segundo a língua escolhida pelo aluno e a especialização desejada. As opções são: a Universidade Jagellonian, na Polônia (inglês); a Escola EHESP de Saúde Pública, em Paris, na França (inglês); a Universidade de Rennes 1, na França (francês); a EHESP, em Rennes, na França (francês); a Universidade de Granada, na Espanha (espanhol); ou a Universidade de Maastricht, na Holanda (inglês).

    As bolsas para mestrado em Saúde Pública do Erasmus Mundus

    As bolsas Erasmus são integrais e cobrem despesas de viagem (3 mil euros por ano), matrícula na universidade (8 mil euros por ano) e custos de vida durante toda a duração do mestrado (1 mil euros para instalação no início do curso + 1 mil euros por mês). O valor máximo da bolsa para os dois anos será de 47 mil euros.

    Para ganhar uma bolsa, o estudante não pode ter recebido um benefício Erasmus antes e precisa se comprometer a se dedicar aos estudos em tempo integral.

    Requisitos para candidatura

    O pedido de bolsa deve ser feito durante a candidatura online para o mestrado de 10 de outubro  até o dia 11 de janeiro, prazo para a primeira sessão de inscrições.

    Podem se candidatar graduados com formação nas seguintes áreas:

    • Saúde ou Ciências Médicas (médicos, enfermeiras, veterinários, farmacêuticos, biólogos, etc);
    • Ciências Sociais (Sociologia, Economia, Psicologia, Antropologia, Geografia, Ciência Política, Direito, etc);
    • Engenharia.

    O candidato deve comprovar conhecimento no(s) idioma(s) adequados à combinação escolhida para o curso (de acordo com a universidade e o país onde vai estudar). Por exemplo, inglês; inglês + espanhol; inglês + francês; espanhol + inglês + francês.

    Para aplicar, o candidato deve preencher um formulário online e enviar todos os documentos exigidos. Entre eles, estão diploma, histórico escolar, certificados de idiomas, currículo e cartas de recomendação.

    O comitê de seleção leva em consideração a formação e a experiência profissional, além das motivações e das habilidades pessoais dos candidatos.

    Confira o programa detalhado do curso e as especializações possíveis
    Saiba mais sobre as exigências em relação às línguas
    Leia as respostas para as principais dúvidas sobre o curso e as bolsas

    FONTE: http://partiuintercambio.org/bolsas-de-estudo/bolsas-para-mestrado-em-saude-publica-erasmus/

  • Universidade de Bath oferece bolsa para mestrado em arte e cultura na Inglaterra

    As bolsas oferecidas pela Universidade Bath Spa são para os mestrados em diferentes áreas das artes, publicidade, moda, música, teatro, cinema e design. A lista completa dos cursos oferecidos está mais abaixo. O programa The Latin America – Creativity and Culture Scholarship oferece três bolsas para cobrir 50% do curso e uma bolsa que cobre todo o custo do curso de mestrado em arte e cultura na Inglaterra.   As inscrições podem ser feitas de 13 de novembro até 31 de maio.

    Como se candidatar para a bolsa para mestrado em arte e cultura na Inglaterra

    A candidatura é toda feita online e os interessados precisam preencher o formulário disponível no site e escrever uma carta de motivação. Nessa carta, ele deve explicar por que o Mestrado na Bath Spa University seria importante para a sua carreira profissional. A dica aqui é ser BEM específico e falar  exatamente o que você pretende construir com esse aprendizado: algum projeto ou ideia mais concreta do que simplesmente o crescimento de forma geral.

    Os candidatos precisam ter comprovado bom desempenho acadêmico, proficiência de inglês comprovada pelo IELTS, uma carta de recomendação e um forte comprometimento com a criatividade, cultura e empreendedorismo na América Latina. Para poder concorrer, você precisa ter se inscrito para um dos cursos de mestrado da universidade (a lista de cursos elegíveis está abaixo) e ter sido aceito. O formulário para a inscrição na bolsa para mestrado em arte e cultura na Inglaterra está disponível no site da universidade a partir do dia 13 de novembro.

    Veja os cursos da bolsa para mestrado em arte e cultura na Inglaterra

    • MA Advertising Practice
    • MA Arts Management
    • MA Curatorial Practice
    • MA Design Ceramics
    • MA Design Fashion and Textiles
    • MA Fashion Portfolio
    • MA Heritage Management
    • MA Performing Shakespeare
    • MA Theatre for Young Audiences
    • MA Visual Communication
    • MFA Fine Art
    • MMus Composition
    • MMus Creative Sound and Media Technology
    • MMus Performance
    • MMus Songwriting
    • MSc Creative Technologies and Enterprise

     

    Veja o edital da bolsa 
    Veja as instruções para se inscrever na bolsa

    FONTE: http://partiuintercambio.org/bolsas-de-estudo/bolsa-para-mestrado-em-arte-e-cultura-na-inglaterra/

  • Bolsas para especialização ou atualização profissional na Itália

    O Instituto Internacional Ítalo-Latino-Americano (IILA) está divulgando o seu edital anual de bolsas para especialização ou atualização profissional na Itália. O programa é voltado para cidadãos latino-americanos que trabalham nas áreas de alimentação, saúde, meio-ambiente ou patrimônio cultural.

    A ideia das bolsas financiadas pelo Ministério das Relações Exteriores italiano é oferecer uma espécie de “estágio” a profissionais que já tenham graduação. O programa tem duração de no mínimo três e no máximo seis meses.

    As bolsas para especialização do IILA incluem um auxílio mensal de 1,2 mil euros para custos de acomodação e alimentação e um seguro contra doenças, acidentes e responsabilidade civil. Os gastos com as passagens aéreas de ida e volta da Itália ficam a cargo do bolsista ou da organização na qual ele trabalha.

    Os selecionados realizarão suas experiências de pesquisa, especialização ou atualização em instituições italianas, como universidades e hospitais, ou no setor público, em ministérios e prefeituras, por exemplo.

    Requisitos das bolsas para especialização na Itália

    Os requisitos para participar do programa podem variar, dependendo do setor de interesse do candidato. Os formulários que os candidatos devem preencher para fazer a inscrição também são diferentes. Abaixo listamos os requisitos e colocamos os links para os diferentes editais e formulários.

    Alimentação

    • Ter no máximo 35 anos;
    • Possuir um diploma de graduação no setor agroalimentar ou diretamente relacionado com a área;
    • Experiência comprovada ou outros títulos na área;
    • Trabalhar em entidade pública, privada ou ONG e ter uma carta de apresentação do local de trabalho.

    Edital
    Formulário

    Meio-ambiente

    • Ter no máximo 35 anos;
    • Possuir um diploma de graduação no setor do meio-ambiente ou diretamente relacionado com a área;
    • Experiência comprovada ou outros títulos na área;
    • Trabalhar em entidade entidade pública, privada ou ONG,  e ter uma carta de apresentação do local de trabalho.

    Edital
    Formulário

    Saúde

    • Ter no máximo 40 anos;
    • Possuir um diploma de graduação no setor da saúde ou diretamente relacionado com a área;
    • Experiência comprovada ou outros títulos na área;
    • Trabalhar em entidade pública, privada ou ONG,  e ter uma carta de apresentação do local de trabalho.

    Edital
    Formulário

    Patrimônio Cultural

    • Ter no máximo 35 anos;
    • Possuir um diploma de graduação no setor de patrimônio cultural ou diretamente relacionado com a área;
    • Experiência comprovada ou outros títulos na área;
    • Trabalhar em entidade pública, privada ou ONG,  e ter uma carta de apresentação do local de trabalho.

    Edital
    Formulário

    Como se inscrever no programa do IILA

    Os formulários para as bolsas para especialização do IILA devem ser enviados por email para borse@iila.org até 17 de novembro. Indique no assunto da mensagem para qual área você está se candidatando. No email, você deve enviar somente o formulário.

    É, porém, necessário enviar também no mesmo prazo o formulário e os documentos solicitados impressos para Embaixada do país de origem em Roma. A data, a forma de candidatura e os benefícios são os mesmos para todos os setores.

    Os documentos que o interessado deve enviar junto ao formulário para a embaixada são:

    • Esquema do projeto que pretende realizar (máx. 300 palavras);
    • Texto justificando a importância da bolsa para o seu trabalho (máx. 200 palavras);
    • Cópia dos diplomas de estudos universitários (graduação, pós, etc);
    • Certificado de saúde física e mental com data não anterior a três meses da apresentação da candidatura;
    • Carta de apresentação da instituição na qual trabalha;
    • Carta de aceite de um tutor, no caso do candidato já ter contatado a instituição onde irá fazer o estágio (se tiver);
    • Certificado de conhecimento de italiano (se tiver);
    • Cartas de recomendação (se tiver).

    Acesse o site do IILA
    Veja a lista de instituições italianas participantes

    FONTE: http://partiuintercambio.org/bolsas-de-estudo/iila-bolsas-para-especializacao-na-italia/

  • Universidade da Colúmbia Britânica oferece bolsas para graduação no Canadá

    Universidade da Colúmbia Britânica (UBC na sigla em inglês), uma das melhores universidades do mundo, oferece todos os anos diferentes modalidades de bolsas para estudantes estrangeiros. Os dois principais programas da instituição concedem bolsas para graduação no Canadá e são “merit-based award”, ou seja, levam em consideração principalmente o desempenho escolar do candidato. Para concorrer, basta aplicar em um dos cursos de graduação oferecidos pela universidade até o dia 15 de janeiro. A instituição possui um campus em Vancouver, cidade mais populosa da província de Colúmbia Britânica, e outro em Kelowna, na região de Okanagan.

    As bolsas para graduação no Canadá da UBC:

    International Major Entrance Scholarship (IMES) ofere bolsas de estudo que podem ser renovadas durante os quatro anos da graduação e que pagam um total de até 40 mil dólares canadenses (até 10 mil dólares canadenses por ano). Os pré-requisitos para se candidatar ao IMES são ingressar em um curso da universidade diretamente do ensino superior, possuir um visto de estudante (e não de outro tipo) para estar no Canadá, ter um bom histórico escolar e participar de atividades extracurriculares e da comunidade.

    Já o Outstanding Internacional Student Award (OIS) é um programa que dá bolsas de reconhecimento de mérito para quem está entrando na universidade. Se trata, portanto, de um “prêmio” concedido a estudantes considerados “excepcionais” quando estes estão ingressando na universidade. São levados em conta na seleção as notas e o perfil do candidato. O valor da bolsa varia entre 2,5 mil e 10 mil dólares canadenses. Entre os pré-requisitos do programa, estão os dois primeiros que já citamos para o IMES, além de um excelente histórico escolar e de um forte envolvimento em atividades extracurriculares.

    Para se candidatar às bolsas para fazer graduação no Canadá, basta se inscrever como estudante internacional em um dos cursos de graduação oferecidos pela universidade até o dia 15 de janeiro de 2017. Além disso, quem aplica está automaticamente concorrendo tanto no IMES quanto no OIS, ou seja, não precisa escolher entre um ou outro na hora da inscrição. Dependendo do caso, existe até a possibilidade de o estudante ser beneficiado com as duas bolsas, recebendo o prêmio do OIS no primeiro ano e as parcelas do IMES ao longo dos quatro anos de curso.

    Os candidatos selecionados serão notificados por email entre fevereiro e meados de abril de 2017. Lembrando que o ano acadêmico canadense começa em setembro.

    Como aplicar para a graduação na Universidade da Colúmbia Britânica

    Se você quer se candidatar às bolsas para graduação no Canadá, precisa se inscrever no site da universidade – que é cheio de dicas e tutoriais (tem um blog inteirinho só para orientar quem está aplicando!), além de ser bem inteligente. Na página sobre os pré-requisitos para estudantes internacionais, ele reconhece o país de onde vem o acesso e já dá automaticamente as informações específicas para estudantes daquele lugar. No caso do Brasil, é necessário:

    • Certificado do Ensino Médio, que deve ser ofical ou emitido pela escola (não vale autenticado) e enviado em um envelope lacrado da instituição;
    •  Resultado de uma das seguintes provas: ENEM, Vestibular, SAT (é o teste de aptidão escolar dos EUA, utilizado no processo para ingressar em algumas universidades daquele país);
    •  Média final de aceitação (que varia de acordo com o programa escolhido), calculada com base no histórico do Ensino Médio e no resultado da prova final (ENEM, Vestibular ou SAT);
    •  Requisitos específicos dos curso: alguns cursos possuem requisitos específicos. Por exemplo, para ingressar na Engenharia, o estudante precisa de um determinado nível de matemática, já para Belas Artes pode ser necessário o envio de materiais ou teste. Alguns cursos não têm requisitos específicos.

    Além disso, são pré-requisitos que valem para todos os estudantes internacionais fazer a Application online e preencher o Personal Profile, e demonstrar competência em língua inglesa. São aceitos diferentes tipos de comprovação, como os certificados CAE, TOEFL,IELTS e outros, mas existem também outros modos de comprovar que você sabe inglês, com experiências de estudo, por exemplo. Neste link tem tudo bem explicadinho. Na verdade, tem também um tipo de programa da universidade para quem não cumpre este requisito, ou seja, não saber bem inglês ou não poder comprovar, não é desculpa para não tentar ganhar uma bolsa para graduação no Canadá!

    “Bolsa por mérito”: vale a pena se candidatar?

    Como entre os pré-requisitos para as bolsas se fala em “boas notas”, “excelente histórico escolar”, você deve estar se perguntando se tá com essa bola toda. Na verdade, é muito difícil saber se você não tentar! E isso vale para muitos outros programas.

    Neste caso específico, há alguns pontos a considerar. O número e o valor exato das bolsas não são divulgados, pois, segundo a universidade, depende dos fundos disponíveis a cada ano. No entanto, a instituição mesmo divulga que dedica uma verba de mais de 10 milhões de dólares canadenses por ano para programas de bolsas internacionais, ou seja, é muito dinheiro e, consequentemente, não devem ser poucas as bolsas. Além disso, não existe uma nota de corte nem para as bolsas nem para entrar na graduação, porque a Universidade da Colúmbia Britânica tem um número de vagas a serem preenchidas e faz uma classificação dos candidatos inscritos para preenchê-las. Ou seja, se você pensa em fazer a graduação com bolsa no Canadá, vale a pena tentar!

    A Universidade da Colúmbia Britânica está entre as 40 melhores universidades do mundo em diferentes rankings que avaliam instituições de ensino superior. Além disso, em classificações referentes às universidades públicas, ela se encontra entre as 20 melhores do mundo. Vale a pena dar uma olhadinha no site, que é bem legal.

    Confira mais informações sobre os programas

    Faça a sua inscrição para as bolsas

    Saiba como fazer a Application

    Saiba mais sobre  a International Major Entrance Scholarship 

    FONTE: http://partiuintercambio.org/bolsas-de-estudo/bolsas-para-graduacao-no-canada-ubc/

  • Trust: bolsas para pós-graduação em Cambridge, no Reino Unido

    Cambridge Trust é uma importante fonte de financiamento para interessados em estudar na prestigiada universidade britânica. O programa oferece várias bolsas para pós-graduação em Cambridge – tanto para mestrado quanto doutorado.

    Estudantes de qualquer nacionalidade podem se inscrever e o programa contempla todos os cursos oferecidos pela instituição. No entanto, os benefícios da bolsa podem variar de acordo com a opção escolhida.

    Para fazer mestrado ou doutorado na universidade, os requisitos mínimos são: ter diploma universitário do nível exigido para o curso que escolher; se inscrever para o College Membership e saber inglês (veja informações sobre os testes aceitos aqui). Alguns cursos podem ter outros requisitos específicos.

    Na seleção das bolsas para pós-graduação em Cambridge, o desempenho e o potencial acadêmico, assim como a situação financeira são critérios levados em consideração.

    Como se candidatar às bolsas para pós-graduação em Cambridge

    As bolsas para pós-graduação em Cambridge exigem que você se inscreva na universidade através do formulário de inscrição online normal até a data limite para o curso escolhido. Alguns encerram o prazo de candidaturas em novembro, mas em geral há duas datas: 6 de dezembro e 4 de janeiro. De qualquer modo, o edital aconselha os candidatos a estarem com os requisitos de admissão preenchidos o mais cedo possível. Isso inclui também a realização de um teste de inglês, se necessário.

    Para ser considerado para concorrer a uma das bolsas para pós-graduação em Cambridge, é preciso preencher a seção “financiamento” no portal do candidato e deixar claro o interesse em ser beneficiado pelo Cambridge Trust.

    É fundamental se informar bem sobre o procedimento de candidatura específico do curso que você escolher. Alguns exigem que o candidato aplique também para a instituição parceira que financia o programa.

    Os selecionados serão comunicados sobre a concessão ou não das bolsas para pós-graduação em Cambridge entre março e julho de 2018.

    Acesse o site do programa
    Veja a lista de cursos oferecidos pela Cambridge
    Entenda como funciona a candidatura à universidade

    FONTE: http://partiuintercambio.org/bolsas-de-estudo/trust-bolsas-para-pos-graduacao-em-cambridge/

  • Inscrições abertas para bolsa de pós-graduação em gestão hídrica

    Estão abertas, até 31 de outubro, as inscrições para bolsas de estudo em Sustainable Water Management na Alemanha, com apoio do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD). A iniciativa apoiará estudantes que desejem fazer mestrado ou PhD em gestão hídrica sustentável, nas sub-áreas ligadas à energia, saúde, nutrição, meio ambiente e áreas urbanas.

    Os candidatos podem escolher entre cinco programas ligados ao tema, em universidades alemãs. As instituições elegíveis são a Universidade Técnica de Dresden, a Universidade de Hanôver, a Universidade de Stuttgart, a Universidade de Duisburg-Essen e a Universidade de Ciências Aplicadas de Colônia.

    Como se inscrever para a bolsa em gestão hídrica sustentável

    Para se inscrever, o estudante deve enviar uma série de documentos, traduzidos para inglês ou alemão, pelo portal do DAAD ou por correio. Entre eles, estão currículo, carta de motivação, diploma da graduação, resumo da monografia e certificado de proficiência em inglês (TOEFL ou IELTS).

    Também é aconselhável que o estudante comprove já ter entrado em contato com os pesquisadores da universidade alemã de interesse, além de fornecer o nome de um mentor na área no Brasil.

    No caso dos candidatos ao PhD em gestão hídrica sustentável, as exigências incluem um projeto de pesquisa detalhado e a confirmação de que o aluno contará com um supervisor na instituição de destino.

    Benefícios da bolsa em gestão hídrica sustentável

    Os estudantes contemplados com a bolsa recebem auxílio para a compra de passagens aéreas de ida e volta, bolsa-pesquisa de 460 euros e seguro saúde. No caso dos programas de mestrado, o valor mensal da bolsa é de 750 euros e, para os doutorandos, de 1200 euros.

    Todos os candidatos recebem ainda um curso intensivo de alemão, com duração de seis meses, já que a comprovação de proficiência em alemão é opcional. Para conferir os detalhes do programa, basta acessar o edital disponível no portal do DAAD.

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/gestao-hidrica-sustentavel-daad/

  • Yale World Fellows, programa para profissionais experientes

    Como uma espécie de incubadora de talentos, o Yale World Fellows é promovido pela universidade de Yale – terceira mais antiga universidade americana. A missão do programa é cultivar e empoderar uma rede global de líderes comprometidos com uma mudança positiva no mundo, por meio do diálogo e da ação.

    A especialização ocorre anualmente e as inscrições para a seleção vão até dezembro. Os resultado com os selecionados é divulgado geralmente em abril do ano seguinte. No caso deste ano, o Yale World Fellows aceita candidaturas até dia 6 de dezembro.

    O perfil de participantes esperado é de líderes que estejam no meio da sua carreira e interessados em aumentar ainda mais o alcance do impacto do seu trabalho.”É voltado aos profissionais que querem repensar sua carreira e o caminho que ela está tomando até o momento”, explica Valerie Belanger, diretora do programa.

    Como funciona? 

    O Yale World Fellows tem a duração de quatro meses e é focado na formação de líderes globais, Em média, os profissionais aceitos têm 39 anos de idade e entre cinco e vinte anos de experiência na sua área de atuação. A Fundação Lemann, parceira do Estudar Fora, apoia os brasileiros aprovados no programa com bolsas Lemann Fellowship. Os admitidos são automaticamente elegíveis à bolsa, que cobre todas as despesas em Yale, incluindo as atividades relativas ao programa e os custos de vida. Saiba mais AQUI.

    No currículo da formação estão seminários, conversas com lideranças, estudos direcionados e um acompanhamento do desenvolvimento de competências. Nos seminários, os participantes são expostos ao debate crítico em profundidade de questões globais. Segundo Valerie, é uma maneira dos fellows confrontarem desafios reais e criarem um ambiente na sala de aula de experiência prática, o que difere o programa de outras formações tradicionalmente mais acadêmicas.

    Já as conversas com lideranças ocorrem em um tom “off-the-record”, ou seja, em off. Os convidados dos diálogos são líderes de destaque e já passaram por lá personalidades como Kofi Annan, Tony Blair e o jornalista Thomas Friedmann.

    Os estudos direcionados ocorrem junto com os demais alunos da universidade, tanto de graduação quanto de pós-graduação. Os participantes contam com o acesso aos mais de 2000 cursos oferecidos por Yale. Em complemento aos estudos, os fellows podem recorrer a uma enorme oferta de ferramentas e metodologias para seu autodesenvolvimento. Eles têm sessões facilitadas pela Yale School of Management em temáticas como negociação, empreendedorismo e inovação, além de receber coaching individualizado em oratória e  media training – treinamento para melhorar o relacionamento com a mídia e o desempenho em entrevistas.

    Perfil dos participantes do Yale World Fellows

    O Yale World Fellows busca candidatos que estejam em um estágio intermediário na carreira, tendo entre cinco e vinte anos de experiência profissional. “Eles já devem ter demonstrado um histórico de resultados no que fazem, e ter potencial para causar impacto regionalmente ou à nível global”, esclarece Valerie.

    Também é requisito para os candidatos a fluência em inglês, ainda que o programa não exija exames de proficiência como TOEFL ou IELTS. Durante o processo seletivo, a habilidade do candidato em se comunicar no idioma deve ser testada em uma entrevista por telefone. De preferência, os profissionais devem trabalhar em projetos ou empresas focadas em países que não sejam os EUA, e serem líderes de impacto.

    Como se candidatar ao Yale World Fellows

    O processo de application pode ocorrer de duas formas. A primeira é por meio da nomeação de um candidato, que pode ser indicado por alguém que conheça seu trabalho e queira informar Yale sobre seu potencial para o programa. A segunda forma é a candidatura feita pelo próprio candidato, que deve preencher um formulário inicial disponível no site do programa. Não há preferência por um ou outro tipo de application.

    O processo seletivo exige ainda três cartas de recomendação, que devem ser submetidas por um link gerado pelo site do programa, bem como três essays elaboradas pelo candidato. Também é necessário enviar um currículo em inglês ou ainda um vídeo curto descrevendo a trajetória do profissional interessado.

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/yale-world-fellows/

  • Bolsas integrais para mestrado em diversas áreas na Holanda

    A Delft Universiy of Technology – ou TU Delft – está com inscrições abertas para as as bolsas integrais para mestrado Justus & Louise Van Effen Excellence Scholarships, que oferecem apoio integral para estudantes internacionais aceitos em programas de mestrado na instituição. As inscrições vão até primeiro de dezembro.

    São oferecidas três bolsas integrais (incluindo ajuda de custo para manutenção no país) para uma das oito Faculdades da instituição. O apoio é oferecido pelos dois anos de duração do mestrado e os selecionados também têm acesso a uma série de palestras, seminários e a um programa de desenvolvimento profissional.

    Como se candidatar às bolsas integrais para mestrado da TU Delft

    Para se candidatar, é preciso primeiramente fazer a sua inscrição para um dos programas de mestrado da instituição. O prazo final para inscrição é primeiro de dezembro. Uma vez inscrito, também é necessário enviar um formulário de inscrição na qual explique suas razões para estar se candidatando à bolsa.

    Entre os pré-requisitos estão possuir graduação completa e comprovar excelência acadêmica, com um rendimento escolar mínimo de 80%. Também é necessário comprovar proficiência em inglês, através dos exames TOEFL ou IELTS.

    Confira mais informações e baixe o formulário de candidatura no site oficial da universidade.

     

    Sobre a TU Delft

    Universidade Técnica de Delft é um dos centros de ensino superior mais importantes dos Países Baixos. É a maior e mais antiga universidade politécnica do país, tendo sido fundada em 1842, e é considerada uma das melhores universidades do mundo na área de engenharia e tecnologia – em geral, entre as 20 melhores nos rankings. Atualmente, possui oito faculdades e diversos institutos de pesquisa, com mais de 19 mil anos e cerca de 2900 pesquisadores.

     

    Mais opções de bolsas na Holanda

    Se os Países Baixos são o seu destino dos sonhos, não deixe de conferir também as Orange Tulip Scholarships – as bolsas exclusivas para brasileiros em programas de graduação, pós e intercâmbio no país. As informações sobre a edição 2018 do programa serão divulgadas em breve, acompanhe as novidades aqui no Estudar Fora.

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/universidade-holandesa-oferece-bolsas-integrais-para-mestrado/

  • Erasmus Mundus lança bolsas para mestrado em “mercados globais” na Europa

    O programa GLOCAL, do Erasmus Mundus, está com inscrições abertas até 12 de janeiro de 2018. O mestrado em mercados globais reúne temáticas de quatro áreas: História Econômica e Social, Negócios, História e Economia.

    Com duração de dois anos, o “Global markets, local creativities” permite que os alunos estudem em quatro universidades parceiras. No primeiro semestre do curso, o estudante tem aulas na Universidade de Glasgow, no Reino Unido, e, no segundo, na Universidade de Barcelona, naEspanha.

    Já no terceiro semestre, é a vez de escolher uma especialização dentro do mestrado. Para quem quer estudar a história da globalização e o papel das indústrias criativas, o caminho é a Erasmus University Rotterdam, nos Países Baixos. Agora, se o foco é marketing, empreendedorismo e desenvolvimento, o aluno faz a especialização na Universidade Göttingen, na Alemanha.

    No último semestre, os estudantes elaboram a dissertação. Vale lembrar que, entre o primeiro e o segundo ano do mestrado, há ainda a summer school ligada ao Erasmus.

    Como se candidatar ao mestrado em mercados globais

    Para se candidatar, é necessário preencher a application online para o Erasmus e para o programa de mestrado, como indica o passo a passo elaborado pela Universidade de Glasgow. Entre os documentos exigidos, estão histórico escolar, currículo, duas cartas de recomendação e comprovação da proficiência em inglês (por testes como TOEFL e IELTS).

    Já na application, é necessário sinalizar as universidades escolhidas pelo aluno, indicando a preferência entre Rotterdam ou Göttingen.

    Quais os benefícios da bolsa

    Há duas opções de candidatura para o programa: com ou sem a bolsa do Erasmus Mundus. Para cobrir os gastos do aluno, a apoio financeiro inclui uma ajuda de custo mensal de mil euros, além de auxílio-viagem de três mil euros. Os benefícios cobrem ainda os gastos com taxas universitárias e um valor de mil euros para instalação no país de destino.

    Para obter mais informações sobre o mestrado em mercados globais, basta acessar o site da Universidade de Glasgow.

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/mestrado-em-mercados-globais/