Notícias
  • Edital Retificador – Bolsas para a mobilidade internacional – 2016

    A Coordenação de Relações Internacionais – CRInter da Universidade Federal de Pelotas torna pública a Retificação do Edital CRInter nº. 01/2016, conforme o disposto a seguir:

    ONDE SE LÊ:

    ANEXO II (PARA O CURSO DE DIREITO)

    Edital de bolsas para a mobilidade internacional

    PLANO DE ESTUDOS E COMPROMISSO DE RECONHECIMENTO ACADÊMICO

    Através da assinatura deste documento, a Coordenação do Colegiado do Curso manifesta aprovação do plano de estudos descrito acima e, após o retorno do estudante, compromete-se a reconhecer os créditos cursados na instituição de destino no caso de aprovação do aluno nas mesmas, com apresentação do atestado de notas.

    O plano de estudos pode ser alterado conforme tratado com o responsável na IES de destino; nesse caso, o documento com as alterações deve ser enviado pelo aluno à CRInter que providenciará as assinaturas necessárias no novo plano (Coordenador de Relações Internacionais da UFPel o Responsável do respectivo Colegiado de Curso).

    Nome do Coordenador do Colegiado:______________________________________

    Curso: _______________________________________________________________

    Telefones (celular e profissional):__________________________________________

    Email: _______________________________________________________________

    Data: __/__/____

    ASSINATURA DO COORDENADOR ACADÊMICO:

    CARIMBO:

     

    LEIA-SE:

    ANEXO II (PARA O CURSO DE DIREITO)

    Edital de bolsas para a mobilidade internacional

    PLANO DE ESTUDOS E COMPROMISSO DE RECONHECIMENTO ACADÊMICO

    Através da assinatura deste documento, a Coordenação do Colegiado do Curso manifesta aprovação do plano de estudos descrito acima.

    O plano de estudos pode ser alterado conforme tratado com o responsável na IES de destino; nesse caso, o documento com as alterações deve ser enviado pelo aluno à CRInter que providenciará as assinaturas necessárias no novo plano (Coordenador de Relações Internacionais da UFPel o Responsável do respectivo Colegiado de Curso).

    Nome do Coordenador do Colegiado:______________________________________

    Curso: _______________________________________________________________

    Telefones (celular e profissional):__________________________________________

    Email: _______________________________________________________________

    Data: __/__/____

    ASSINATURA DO COORDENADOR ACADÊMICO:

    CARIMBO:

     

    Edital BOLSAS 03-2016 RETIFICADOR

  • Pesquisadores brasileiros podem se inscrever em oportunidades do Newton Fund

    British Council e parceiros têm inscrições abertas para os programas Researcher Links, Institutional Links e Researcher Connect

    Até o dia 27 de junho, pesquisadores brasileiros podem se inscrever em três diferentes chamadas que fazem parte do Newton Fund, o fundo do governo britânico que visa desenvolver parcerias em ciência, tecnologia e inovação para promover o desenvolvimento econômico e o bem-estar em países emergentes. É esperado que mais de um milhão de Libras Esterlinas sejam desembolsadas para financiar estas propostas.

    O Researcher Links tem como objetivo apoiar a realização de workshops coordenados por dois pesquisadores sêniores, um no Reino Unido e outro de instituição de ensino superior ou de pesquisa nos países parceiros. Os proponentes devem ser pesquisadores sêniores, ou seja, que consigam demonstrar a relevância de seu trabalho em seu campo de conhecimento.

    Será oferecido apoio financeiro de, no máximo, 42 mil Libras esterlinas para a realização destes encontros entre acadêmicos do Reino Unido e do Brasil. Os workshops deverão ser em inglês e ter duração mínima de 3 dias e máxima de 5 dias.

    Os workshops selecionados deverão ser realizados até 31 de março de 2017.  Os coordenadores poderão identificar até quatro outros pesquisadores líderes para participar como mentores dos eventos, mas os demais participantes deverão ser pesquisadores em início de carreira de ambos os países (entre 15 a 20 de cada país).

    Há chamadas abertas em Pernambuco e Sergipe, Alagoas, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Santa Catarina, e Tocantins. Entre os temas elegíveis estão: Zika Vírus, Energias renováveis, Agricultura, Clima e meio ambiente, Educação, Crescimento econômico inclusivo, Saúde (doenças negligenciadas), água e saneamento, alimentação e nutrição, mudança demográfica, infraestrutura, desastres humanitários, governança, prevenção e recuperação de danos causados pela mineração, entre outros. Há, ainda, uma chamada para a realização de workshops tripartites, entre pesquisadores do Estado de São Paulo, Uruguai e Reino Unido, inaugurando a participação brasileira no Researcher Links trilateral.

    Já o Researcher Connect consiste em uma série de pequenos módulos interativos para pesquisadores de qualquer formação acadêmica. O foco dos cursos é o desenvolvimento de habilidades em comunicação a serem utilizadas por pesquisadores em contextos internacionais e multiculturais. Os cursos, ministrados em inglês, têm duração de 3 dias e serão realizados na instituição selecionada, no Brasil, entre 1° de agosto de 2016 a 1º de março de 2017.

    Representantes de Pró-Reitorias de Pesquisa, Pró-Reitorias de Pós-Graduação, Departamentos e programas de pós-graduação são candidatos elegíveis como coordenadores de curso e serão selecionados para realizar uma edição dos cursos do Researcher Connect em sua instituição. Coordenadores de 15 estados serão selecionados para ministrar cursos. Esta chamada contempla os seguintes Estados: Alagoas, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, São Paulo, Sergipe e Tocantins e Santa Catarina.

    Cada candidato submeterá uma proposta por instituição para que esta sedie um curso para treinar 20 pesquisadores em qualquer disciplina ou área multidisciplinar. O processo de seleção estará focado no desenvolvimento de habilidades em comunicação em áreas relevantes ao desenvolvimento econômico e social incluindo Ciências Naturais, Ciências Sociais, Artes e Humanidades.

    Por fim, o British Council, a Fundação Amazonas Sustentável (FAS) e Scnheider Electric lançam o Institutional Links, que aceita propostas para atividades de cooperação entre instituições brasileiras incluindo workshops, missões, palestras e outras atividades de intercâmbio. A chamada aberta irá financiar uma parceria na área de desenvolvimento sustentável em comunidades ribeirinhas isoladas da Amazônia entre instituições amazonenses e britânicas de ensino superior ou pesquisa. Duas propostas serão selecionadas e receberão apoio financeiro de até 60 mil Libras Esterlinas. Cada proposta terá acesso a até três bolsas de mestrado e três bolsas de graduação e deverá considerar trabalho de campo de até um mês em comunidades selecionadas.

    Informações para imprensa

    Ana Signorini – 21 2105 7540 ana.signorini@britishcouncil.org.br

    Serviço

    A International Unit, instituição parceira, ajuda organizações brasileiras a encontrar instituições com interesses similares no Reino Unido para projetos do British Council financiados pelo Fundo Newton. Para saber mais, escreva para newton@international.ac.uk, indicando o assunto “Researcher Links – Brazil call”.

    Os editais para inscrições estão disponíveis em www.britishcouncil.org.br.

    Duvídas sobre os programas podem ser esclarecidas pelo email centro.info@britishcouncil.org.br

    Researcher Links

    Inscrições abertas até 27 de junho de 2016, 10h, horário de Brasília.

    Os workshops selecionados deverão ser realizados até 31 de março de 2017.

    Researcher Connect

    Inscrições abertas até 27 de junho de 2016, 10h, horário de Brasília.

    Os cursos deverão acontecer entre 1° de agosto de 2016 a 1º de março de 2017.

    Institutional Links

    Inscrições abertas até 27 de junho de 2016, 10h, horário de Brasília.

    Sobre o British Council

    O British Council é a organização internacional do Reino Unido para oportunidades educacionais e relações culturais. Seu trabalho busca estabelecer a troca de experiências e criar laços através do intercâmbio de conhecimento e de ideias entre pessoas ao redor do mundo. Atua em cinco áreas: Educação, Língua Inglesa, Artes, Esportes e Exames. A organização está presente em mais de 100 países, com parceiros como os governos em diversas instâncias, organizações não governamentais e iniciativa privada. No Brasil, tem escritórios em Rio de Janeiro, Recife e São Paulo. Para mais informações, visite o site www.britishcouncil.org.br.

    Sobre o Fundo Newton

    Lançado no Brasil pelo Ministro das Finanças britânico George Osbourne em abril de 2014, o Fundo Newton de fomento à pesquisa e inovação em países emergentes investirá £735 milhões em diversos programas que contemplam mobidade, pesquisa e capacitação em 15 países. No Brasil, deverão ser investidos £45 milhões até 2021. O fundo é parte do compromisso assumido pelo Reino Unido diante à comunidade internacional de promover iniciativas que fortaleçam o desenvolvimento social e econômico de países emergentes.

  • Oportunidades para estudantes de francês

    A Associação Internacional de Estudos Quebec (AIEQ) oferece uma bolsa de US $ 5.000 CDN que permitirá ao vencedor realizar um curso avançado em  língua francesa na Universidade de Montreal, em Julho de 2016.
    Este curso é voltado a já falantes que possuam o  o nível B2.
    As candidaturas serão recebidas até 2 de maio de 2016.

    Para mais informações:
    http://www.international.gouv.qc.ca/pt/sao-paulo/actualites/16229

  • Resultado do Edital nº. 02/2016 – Programa ELAP

    A CRInter informa que a aluna selecionada para ser indicada à King’s College University para ser a representante da UFPel no ELAP foi Joana Gastal, do curso de Direito.

    A classificação foi a seguinte:

    1º lugar: Joana Gastal

    2º lugar: Alessandra Neis

    3º lugar: Fernando Botafogo de Oliveira e Wallace Victor Cavoli da Silva (empatados)

  • Banting Postdoctoral Fellowships 2016-2017

    Oportunidade de bolsa de Pós-Doutorado no Canadá, mais informações no link: http://banting.fellowships-bourses.gc.ca/en/home-accueil.html

    Áreas:

    • Health research
    • Natural sciences and/or engineering
    • Social sciences and/or humanities

    Valor: 70.000,00 CAD por ano

    Duração: 2 anos

  • Programa de Mobilidade Estudantil na Fatih University

    O Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras (GCUB) lançou um edital de seleção para programa de mobilidade acadêmica na Universidade de Fatih (Istambul – Turquia). Alunos de graduação que estejam a partir do terceiro semestre podem se candidatar. As inscrições vão até dia 27 de maio de 2016.

    Informações em http://www.grupocoimbra.org.br/Documentacao/Edital_Fatih_2016.pdf

  • LA FUNDACIÓN BOTÍN INICIA LA VII EDICIÓN DEL PROGRAMA PARA EL FORTALECIMIENTO DE LA FUNCIÓN PÚBLICA EN AMÉRICA LATINA

    La Fundación Botín seleccionará estudiantes universitarios de alto potencial orientados al servicio y función pública para ofrecerles un programa presencial de ocho semanas. El programa tiene por objetivo fortalecer esta vocación a través de la formación en conocimientos, aptitudes y competencias necesarias en el buen ejercicio de la función pública.
    REQUISITOS DEL CANDIDATO:

    • El programa se dirige a jóvenes universitarios de TODOS LOS PAÍSES DE AMÉRICA LATINA
    • La candidatura deberá estar avalada por el Rector
    • Universitario entre 19 y 23 años
    • No se aceptarán candidaturas una vez finalizado sus estudios universitarios de grado

     

    LA FUNDACIÓN BOTÍN CUBRE COSTOS DEL PROGRAMA, TRASLADOS, ALOJAMIENTO Y MANUTENCIÓN.

    FONTE: http://www.fundacionbotin.org/fortalecimiento/programa-de-fortalecimiento-para-la-fundacion-publica-en-america-latina.html

  • Acordo inédito entre Brasil e Reino Unido vai agilizar reconhecimento mútuo de diplomas

    O Ministério da Educação e o governo do Reino Unido criaram nesta quarta-feira, 13, uma comissão técnica bilateral para discutir os processos de diplomação de mestrado e doutorado dos dois países e estudar formas de ampliar o reconhecimento mútuo de diplomas de pós-graduação. O acordo é inédito para o Brasil.

    O protocolo de intenções foi firmado entre o ministro Aloizio Mercadante e o embaixador do Reino Unido no Brasil, Alexander Ellis. O documento também foi assinado pelo assessor sênior governamental para assuntos científicos do Governo Britânico, Sir Mark Walport, e o presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Carlos Nobre.

    “Considerando que a Capes tem um sistema que avalia a qualidade de todos os programas de pós-graduação no Brasil e o Reino Unido tem um sistema equivalente, o diploma será automaticamente aceito”, afirma o presidente da Capes. No caso do Brasil, esta é uma das tarefas da Capes, que avalia 4,3 mil programas de pós-graduação “O Reino Unido reconhece a qualidade desse sistema e é isso que vai possibilitar todos os títulos brasileiros serem reconhecidos e vice-versa”, diz.

    A proposta já estava em discussão há mais de um ano. As primeiras reuniões do grupo ocorrem em maio, nos dois países. A perspectiva é de que o sistema mútuo de reconhecimento esteja em funcionamento no início do próximo semestre.

    A comissão vai trocar informações, consultar e solicitar orientação sobre a legislação educacional vigente nos respectivos países. A intenção é chegar a um acordo comum de compreensão dos sistemas de ensino e graus acadêmicos, além de garantia de qualidade do ensino. A iniciativa deve ser discutida também com outros países que tenham sistemas de avaliações semelhantes ao do Brasil.

    Reconhecimento – Atualmente, no Brasil, as instituições de ensino superior estabelecem acordos bilaterais com instituições no exterior para reconhecimento de títulos. A pessoa interessada em ter seu diploma de mestrado ou doutorado no exterior reconhecido no Brasil precisa buscar uma universidade que tenha curso equivalente e que seja recomendado pela Capes com nota igual ou superior a 3.

    Para o aluno dar entrada no processo, precisa apresentar uma série de documentos, além da dissertação ou tese. Tudo precisa ser registrado no consulado do país de origem para o reconhecimento oficial. O diploma precisa também ser traduzido. “A universidade brasileira identifica qual curso e departamento têm curso equivalente e uma banca constituída avalia e atesta ou não a equivalência da dissertação ou tese”, observa Carlos Nobre.

    Graduação – A iniciativa começa com pós-graduação e a perspectiva é que sirva de parâmetro para o estudo do reconhecimento de graduação. De acordo com o presidente da Capes, os cursos de graduação têm diferenças complexas de conteúdos que demandam mais tempo para uma possível análise de equivalência e reconhecimento. “No Brasil, medicina requer seis anos de estudo. Em alguns países, primeiro o aluno faz quatro anos de graduação para depois se inscrever na escola de medicina”, explica.

    Instituições que compõem a comissão:

    BRASIL

    • Ministério da Educação – Secretaria de Educação Superior (Sesu);
    • Ministério da Educação – Assessoria Internacional;
    • Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes);
    • Conselho Nacional de Educação (CNE);
    • Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes);
    • Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abruem);
    • Associação Brasileira das Universidades Comunitárias (Abruc);
    • Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap);
    • Fórum de Pró-Reitores de Pesquisa e Pós-Graduação (Foprop).

    REINO UNIDO

    • Departamento de Negócios, Inovação e Habilidades (BIS);
    • Representantes de universidades;
    • Departamento de Educação e Aprendizagem ao Longo da Vida, Escócia;
    • Departamento de Emprego e Aprendizagem, Irlanda do Norte;
    • Departamento de Educação e Habilidades, País de Gales;
    • Agência de Garantia de Qualidade (AGQ);
    • British Council (BC);
    • Universities UK (UUK);
    • Centro Nacional de Informação sobre Reconhecimento de Títulos e Graus Acadêmicos do Reino Unido (NARIC).

    FONTE: http://portal.mec.gov.br/component/content/index.php?option=com_content&view=article&id=35441%3Aacordo-inedito-entre-brasil-e-reino-unido-vai-agilizar-reconhecimento-mutuo-de-diplomas&catid=212&Itemid=86

     

  • Bolsa para francófonos e não francófonos

    A Associação Internacional de estudos québécoises (AIEQ) oferece uma Bolsa de 5000 $ CAN para estágio de aperfeiçoamento no ensino do francês como segunda língua estrangeira – ” estágio didático FLE/FLS”- em julho de 2016 na Universidade de Montreal.

    Este estágio é direcionado à professores não francófonos e francófonos de nível B2 concluído, trabalhando ou não na área e membros do AEIQ.

    Os dossiês de candidaturas devem ser enviados pelo correio até segunda-feira dia 02 de maio de 2016.

    Mais informações em:

    http://www.international.gouv.qc.ca/pt/sao-paulo/actualites/16229