Notícias
  • Bolsas integrais para doutorado e pesquisa na Suíça

    Todos os anos, a Confederação Suíça concede bolsas de estudo para promover o intercâmbio internacional e a cooperação de pesquisa com mais de 180 países. As Swiss Government Excellence Scholarships são voltadas a programas de pesquisa ou doutorado na Suíça e destinam-se a jovens pesquisadores internacionais que já tenham concluído um mestrado ou um doutorado.

    Brasileiros podem concorrer a bolsas de doutorado e pesquisa. As inscrições terminam em 31 de outubro. Saiba mais AQUI.

    Bolsas para doutorado na Suíça – duração: 3 anos

    Instituições de ensino participantes:

    University of Basel, University of Bern, University of Fribourg, University of Geneva, University of Lausanne, University of Lucerne, University of Neuchâtel, University of St. Gallen, University of Zurich, Università della Svizzera italiana, Graduate Institute of International and Development Studies (IHEID), Swiss Federal Institute of Technology Lausanne (EPFL) Swiss Federal Institute of Technology Zurich (ETHZ)

    A bolsa para doutorado na Suíça oferece 1.920 francos suíços mensais, seguro de saúde, auxílio com passagens aéreas, moradia, transporte local, serviços de apoio e viagens organizadas especialmente para os bolsistas. Há ainda a possibilidade de solicitar ajuda de custo adicional para trabalho de campo.

    Requisitos para candidatura:

    • Mestrado completo ou equivalente.
    • Idade máxima de 35 anos (nascimento após dezembro de 1982).
    • carta de um professor da Universidade suiça escolhida (incluindo um short CV) confirmando que ele/ela irá orientar a tese de doutorado do candidato.
    • Proposta de pesquisa com
    • Proficiência em inglês
    • Disponibilidade de viver na Suíça durante o período de estudo

    Bolsas para pesquisa na Suíça – duração: 12 meses

    Bolsas para realizar pesquisa no âmbito do doutorado ou especialização médica. Válida somente para pesquisa em tempo integral na Suíça. Não é válida para pesquisa mista (tempo parcial na Suíça e tempo parcial em outro país). Não há financiamento para trabalho de campo.

    Instituições de ensino participantes:

    University of Basel, University of Bern, University of Fribourg, University of Geneva, University of Lausanne, University of Lucerne, University of Neuchâtel, University of St Gallen, University of Zurich, Università della Svizzera italiana. Swiss Federal Institute of Technology Lausanne (EPFL), Swiss Federal Institute of Technology Zurich (ETHZ),Research Institutes of the ETH Domain (PSI; WSL; EMPA; EAWAG), Graduate Institute of International and Development Studies (IHEID), University of Applied Sciences and Arts Western Switzerland, Bern University of Applied Sciences, University of Applied Sciences Northwestern Switzerland, University of Applied Sciences Eastern Switzerland, Lucerne University of Applied Sciences and Arts, University of Applied Sciences and Arts of Southern Switzerland, The Zürcher Fachhochschule, Universities of teacher education.

    A bolsa oferece 1.920 francos suíços mensais, seguro de saúde, auxílio com passagens aéreas, moradia, transporte local, serviços de apoio e viagens organizadas especialmente para os bolsistas.

    Requisitos para candidatura:

    • Mestrado completo ou equivalente
    • Idade máxima de 35 anos (nascimento após dezembro de 1982)
    • carta de um professor da universidade Suíça escolhida (incluindo um short CV) confirmando que ele/ela irá orientar a tese de doutorado do candidato
    • Proposta de pesquisa com prazos (timeframe)
    • Proficiência em inglês
    • Disponibilidade de viver na Suíça durante o período de estudo
    • Perfil acadêmico, capacidade de pesquisa e motivação
    • Originalidade e solidez metodológica do projeto de pesquisa
    • Qualidade, contexto de supervisão do candidato e potencial para futura cooperação acadêmica

    Conheça todos os detalhes sobre o processo de inscrição e as bolsas para doutorado e pesquisa na Suíça AQUI.

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/bolsas-para-doutorado-na-suica/

  • Banco oferece prêmio para mulheres em exatas participarem de evento em Nova York

    O banco Goldman Sachs está recebendo inscrições para a bolsa Goldman Sachs Grace Hopper, que oferecerá a 25 mulheres na área de exatas uma viagem com todas as despesas pagas para participarem de um evento em Nova York. As inscrições vão até 25 de agosto.

    A Goldman Sachs Grace Hopper Scholarship é voltada para mulheres que demonstrem excelência acadêmica, habilidade de liderança e paixão por aprender e resolver problemas.

    A bolsa inclui a participação no evento Grace Hopper em celebração das mulheres na computação, em Nova York – incluindo passagens de ida e volta, acomodação e alimentação. As selecionadas também visitarão o escritório de NY do banco e realizarão uma entrevista para um estágio ou vaga de emprego com início em 2018.

    Quem pode se candidatar ao Goldman Sachs Grace Hopper

    Podem se candidatar estudantes que estejam matriculadas em um curso de Ciência da Computação, Matemática, Engenharia ou outros relacionados da área STEM; com graduação prevista entre novembro de 2017 e junho de 2019.

    Para concorrer, é necessário enviar sua candidatura online através do site e responder à seguinte pergunta que será enviada por e-mail: “Como você fez/como você pretende fazer a diferença no seu campus como uma engenheira?”

    As inscrições serão recebidas até o dia 25 de agosto. Confira mais detalhes no edital e acesse o site oficial para fazer sua inscrição.

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/premio-goldman-sachs-mulheres/?utm_source=Push&utm_medium=PushNotification&utm_campaign=pushnotificationsef

  • IJP: Bolsas para jornalistas em estágio profissional na Alemanha

    Jornalistas latinoamericanos podem se candidatar até 15 de setembro a bolsas para estadia de dois meses como correspondente na Alemanha, oferecida pelo IJP (Programas Internacionais para Jornalistas).

    O programa oferece aos bolsistas latino-americanos a experiência de trabalhar em um veículo de comunicação na Alemanha como redatores-visitantes. Alguns dos veículos parceiros na Alemanha são: Deutsche Welle, dpa, EFE, Berliner Zeitung, Der Freitag, Handelsblatt, taz, Tagesspiegel, Süddeutsche Zeitung, Die WELT e ZDF.

    O que a Bolsa IJP para jornalistas inclui

    A bolsa se inicia em fevereiro de 2018, com um seminário introdutório em Berlim. Na sequência, os participantes são alocados em suas respectivas redações-anfitriãs. Ao final de março, o Instituto Goethe organizará uma viagem de uma semana, com todas as despesas pagas, por duas ou três cidades alemãs.

    A bolsa para os participantes latino-americanos consiste em uma quantia de 3.600 euros. Com esse dinheiro, o bolsista deve cobrir todos os seus gastos, incluindo viagem, acomodação e alimentação na Alemanha. O trabalho durante o estágio não será remunerado pelo veículo de comunicação alemão.

    Leia também: Quanto custa estudar na Alemanha

    Quem pode se inscrever

    Podem se candidatar profissionais que tenham entre 25 e 35 anos e bons conhecimentos da língua alemã (em casos excepcionais, fluência em inglês e espanhol podem ser suficientes). Não é exigida uma certificação específica de alemão, inglês ou espanhol, mas é esperado que o candidato comprove a fluência de alguma forma.

    Para se candidatar, é preciso trabalhar em tempo integral como jornalista ou colaborador(a) em um veículo de comunicação (jornal, revista, televisão, rádio ou online) ou em uma redação de empresa pública de comunicação. O IJP está aberto também aos jornalistas freelancers, desde que os documentos necessários para a candidatura sejam assinados pelo veículo de comunicação mais importante para o qual o profissional colabora.

    Como se candidatar às bolsas

    A candidatura de brasileiros(as) deve ser enviada por e-mail para o setor de imprensa da Embaixada da Alemanha em Brasília ou ao Consulado da Alemanha mais próximo do local de residência (São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre ou Recife). Entre os documentos exigidos estão currículo, uma carta de motivação, três cópias de publicações de sua autoria e uma carta de recomendação do redator-chefe do veículo de comunicação em que trabalha.

    Sobre o IJP

    O IJP (Internationale Journalisten-Programme, Programas Internacionais para Jornalistas) foi fundado em 1981 por jornalistas alemães. Dedica-se a apoiar jornalistas jovens e talentosos, assim como promover o intercâmbio de ideias entre a Alemanha e outros países. É uma organização independente, sem fins lucrativos, cujos membros trabalham de forma voluntária. Atualmente conta com mais de 2500 membros, que já se beneficiaram de seus diferentes programas. A bolsa de intercâmbio entre a Alemanha e a América Latina existe desde 1997.

    Confira mais informações sobre a bolsa no site oficial.

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/bolsas-ijp-para-jornalistas/

  • Chamada IODP para Expedição 378

    Até o dia 15 de setembro de 2017 estão abertas inscrições para a Expedição IODP 378 – South Pacific Paleogene Climate que ocorrerá no período de 14 de outubro a 14 de dezembro de 2018.

    Candidaturas
    Podem se inscrever pesquisadores em nível de doutorado, pós-doutorado ou pesquisador pleno (candidato com mais de 8 anos de título de doutor), nas especialidades de:

    Biology, Microbiology, Inorganic Geochemistry, Organic Geochemistry, Geophysics, Hydrogeology, Hydrology, Lithostratigraphy, Logging, Igneous Petrology Log – Seismic Interpretation, Oceanography, Paleomagnetism, Paleontology (Diatom), Paleontology (Dinoflagellate), Paleontology (Megafossil), Paleontology (Foraminifer – Benthic), Paleontology (Foraminifer – Planktonic), Paleontology (Nannofossils), Paleontology (Phytoplankton), Paleontology (Radiolaria), Paleontology (Silicoflagellate), Paleontology (Other), Palynology, Petroleum Geology, Petrology, Igneous Petrology, Metamorphic Petrology, Physical Properties, Sedimentology, Seismology, Stratigraphic Correlation, Structural Geology, Downhole Measurements.

    Para se candidatar, o interessado deverá se inscrever online no http://inscricao.capes.gov.br/individual, incluindo os seguintes documentos:

    Documentos necessários para upload no sistema online de inscrição (em formato PDF):

    1. Currículo em inglês;
    2. Currículo lattes em português;
    3. Application form (modelo abaixo);
    4. Participation Plan (modelo abaixo); e,
    5. Uma das 3 cartas (de acordo com o vínculo do candidato):
      1. Carta de recomendação em inglês do orientador (somente para candidatos cursando doutorado) – a letter from their primary adviser documenting the student’s scientific experience and detailing how participation on the cruise would fit into their graduate degree program;
      2. Carta de recomendação em inglês do coordenador do projeto (somente para candidatos que forem membros de projeto do Edital IODP/Capes nº 38/2014);
      3. Carta de compromisso em inglês da instituição à qual se vincula o candidato (somente para aqueles candidatos que não se enquadram em nenhuma das duas opções anteriores) – essa carta deve demonstrar que a instituição proverá apoio ao candidato para continuidade de sua pesquisa pós-expedição.

    Para mais informações sobre a Expedição 378, consultar o link:

    http://iodp.tamu.edu/scienceops/expeditions/south_pacific_paleogene_climate.html

    As candidaturas serão avaliadas pelo Comitê Científico do Programa no Brasil e, posteriormente, homologadas pelo próprio IODP.

    Uma vez selecionado, o candidato contará, com auxílio deslocamento para aquisição das passagens internacionais e auxílio para aquisição de seguro saúde. Durante sua permanência no navio JOIDES Resolution, as despesas de acomodação e alimentação serão custeadas pelo programa IODP.

    Sobre o programa
    International Ocean Discovery Program (IODP) é um programa internacional de pesquisas marinhas, que visa investigar a história e a estrutura da Terra, a partir do registro em sedimentos e rochas do fundo do mar, e monitorar ambientes de sub-superfície. O programa reúne parte significativa da comunidade científica atuante nas ciências do mar em águas profundas de diversos países.

    Para alcançar seus objetivos, usa avançada tecnologia em perfuração oceânica como instrumento essencial para novas descobertas, permitindo a disseminação de dados e amostras a partir de arquivos globais, particularmente para os países membros do programa.

    O sistema de perfuração é apoiado por um parque analítico a bordo do Navio de Pesquisa JOIDES Resolution, composto por equipamentos de última geração voltados a pesquisa geofísica, geoquímica, microbiológica e paleoclimática. Além da infraestrutura a bordo, o IODP conta com apoio de numerosas instituições de pesquisa e formação de recursos humanos nos diferentes países que atualmente compõem o Programa.

    Desde 2013, o Brasil, por meio de financiamento viabilizado pela Capes, é membro do consórcio JOIDES Resolution e colabora com o Programa IODP.

    Atualmente, a participação do Brasil prevê uma vaga em cada expedição no Navio de Pesquisa do JOIDES Resolution (até 2 vagas podem ser disponibilizadas dependendo da demanda); utilização por parte de brasileiros de amostras previamente coletadas de programas anteriores como o Deep Sea Drilling Project (DSDP) e do Ocean Drilling Program (ODP) e atualmente coletadas pelo Programa IODP, por meio da preparação da “Sample Request” com suporte do Comitê Cientifico do Programa no Brasil; um membro no “Facility Board” do Navio de Pesquisa JOIDES Resolution; um representante brasileiro no “Scientific Evaluation Panel” (SEP) do IODP; e um representante brasileiro no Subgrupo “Site Survey” do SEP/IODP.

    Para executar as atividades previstas no Programa, a Capes conta com o apoio de um Comitê Científico e um Comitê Executivo.

    Para saber mais sobre o programa em http://iodp.tamu.edu/index.html.
    Dúvidas podem ser dirimidas pelo e-mail: iodp@capes.gov.br.

    FONTE: http://www.capes.gov.br/bolsas/programas-especiais/chamada-iodp-para-expedicao-378

  • Associação oferece bolsas de pós-graduação PARA MULHERES nos EUA

    American Association of University Women (AAUW), uma associação americana com foco no empoderamento feminino, está recebendo candidaturas para a edição de 2018-2019 do seu programa de bolsas de pós-graduação para mulheres nos EUA. As bolsas têm o objetivo de dar suporte para mulheres não americanas que queiram fazer pós-graduação, mestrado, doutorado ou pós-doutorado no país. O programa prevê valores de 18 mil dólares (pós-graduação e mestrado), 20 mil dólares (doutorado) e 30 mil dólares (pós-doutorado). As inscrições estão abertas até o dia 1º de dezembro de 2017.

    Pré-requisitos para o programa da AAUW

    Entre os requisitos para participar da seleção para as bolsas de pós-graduação para mulheres nos EUA, estão não ter nacionalidade americana, ter um diploma de graduação até 30 de setembro de 2017, já ter iniciado o processo de candidatura na instituição de interesse e dedicar-se em tempo integral para o curso escolhido durante o ano de duração da bolsa.

    Também são pré-requisitos comprovar proficiência em língua inglesa e pretender voltar ao país de origem para seguir a carreira profissional. O programa privilegia candidatas que demonstram comprometimento com a melhoria das condições de vida de meninas e mulheres através de atividades cívicas, comunitárias ou profissionais.

    Como se candidatar para as bolsas de pós-graduação para mulheres nos EUA

    Para concorrer, a candidata deve preencher uma Application online e carregar alguns documentos. São necessários três referências de professores ou profissionais, currículo, histórico acadêmico, cópia do diploma, carta de aceite da instituição americana escolhida, comprovante de proficiência em inglês (se a candidata não se encaixa nos casos citados no edital, ela deve ter o ETS TOEFL).

    Todos os documentos devem ser traduzidos, e é necessário pagar uma taxa de candidatura de 30 dólares. Caso a candidata ainda não tenha sido aceita no momento da aplicação, deve listar o nome de pelo menos uma instituição para a qual se inscreveu. O resultado será divulgado no dia 15 de abril de 2018.

     

    Veja todas as informações sobre o programa

    Acesse a Application online

    Saiba mais sobre a AAUW

    FONTE: http://partiuintercambio.org/bolsas-de-estudo/bolsas-de-pos-graduacao-para-mulheres-nos-eua-aauw/

  • OEA oferece bolsas para cursos curtos na área da saúde em Israel

    Através de parcerias firmadas pela Organização dos Estados Americanos (OEA) com o Galilee International Management Institute de Israel (GIMI), estão sendo oferecidas bolsas para cursos na área da saúde com duração de duas semanas. As inscrições são feitas online e devem ser enviadas até o dia 1 de setembro.

    Os cursos serão realizados entre 15 e 28 de novembro de 2017 na cidade de Nahalal , em Israel. São elegíveis os candidatos aos cursos de Gestão de Sistemas de Saúde e Gestão Comunitária de HIV/AIDS.

    As bolsas incluem a taxa integral dos programas, incluindo materiais e livros, e 3 mil dólares de auxílio de custo para alojamento e alimentação no país. Não estão incluídas passagens aéreas e despesas com obtenção de visto, se necessário.

    Como se candidatar às bolsas para cursos na área da saúde

    Podem se candidatar cidadãos de qualquer um dos países membro da OEA que possuam graduação completa e comprovem proficiência em inglês. Os candidatos devem primeiro se candidatar às bolsas de estudos através da OEA, enviando os documentos solicitados  – como histórico acadêmico, diploma de graduação, uma carta de recomendação e uma carta de motivação.

    O resultado da seleção será publicado na página da OEA. Uma vez contemplados com a bolsa, os candidatos devem então fazer o seu registro nos cursos no GIMI.

     

    Confira mais informações e o link para candidatura no edital da bolsa.

    Sobre o GIMI

    O Galilee International Management Institute de Israel (GIMI) desenvolve cursos de especialização para profissionais ao redor do mundo. Desde 1987, ano de sua fundação, conquistou reputação global como instituição de formação de gestores. Mais de 16 mil gestores e administradores de mais de 170 países se graduaram em algum dos programas oferecidos pelo instituto.

     

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/bolsas-para-cursos-na-area-da-saude-em-israel/

  • Universidade da Inglaterra oferece 25 bolsas para PhD em diversas áreas

    A Universidade de Warwick, no Reino Unido, abriu inscrições para o seu programa de bolsas “Chancellor’s International Scholarship”, que anualmente oferece bolsas para PhD em qualquer departamento da instituição. As inscrições vão até 19 de janeiro de 2018.

    Para a edição 2017, serão oferecidas 25 bolsas de estudos que incluem o valor integral das anuidades (cerca de 20 mil libras) e uma ajuda de custo para manutenção no país durante todo o período do programa.

    Para concorrer à bolsa, os interessados devem enviar sua candidatura para um programa de PhD na Universidade de Warwick, com início previsto em outubro de 2018 – sendo que os cursos podem exigir documentos complementares. Na própria candidatura ao curso escolhido o candidato deve manifestar seu interesse em ser considerado para a bolsa.

    Entre os documentos solicitados estão histórico acadêmico, uma proposta de projeto de pesquisa e cartas de recomendação. Todos os documentos de apoio, incluindo as cartas de referência, devem ser enviadas até o dia 2 de fevereiro de 2018. Os selecionados serão comunicados por e-mail em março.

    Confira aqui o Guia para Candidaturas e veja os cursos disponíveis no site oficial da bolsa.

    Sobre a Universidade de Warwick

    A Universidade de Warwick, localizada nos subúrbios da cidade de Coventry, na Inglaterra, foi inaugurada em 1965 e possui campus em Wellesbourne e na região central de Londres. Academicamente, é reconhecida por seu compromisso com pesquisa – a instituição mantém 30 departamentos acadêmicos, organizados em quatro faculdades: Artes, Medicina, Ciências e Ciências Sociais.

    Foi considerada a 57ª melhor universidade do mundo, de acordo com o ranking da consultoria QS e 82ª de acordo com o Times Higher Education.

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/bolsas-para-phd-warwick/

  • MBA em Oxford tem bolsas integrais para quem trabalha com impacto social

    A escola de negócios da Universidade de OxfordSaïd Business School, está com inscrições abertas para a Skoll Scholarship. A bolsa é direcionada para candidatos ao MBA em Oxford que tenham interesse e histórico de atuação na área de impacto social. As inscrições são feitas em rodadas – o primeiro prazo se encerra em 29 de setembro.

    A bolsa cobre não apenas a anuidade do programa – que gira em torno de 52 mil libras – como também um auxílio para manutenção no país que pode chegar a 8 mil libras. Além do suporte financeiro, um Skoll Scholar, como são chamados os recipientes da bolsa, tem acesso exclusivo a empreendedores, líderes e investidores renomados globalmente.

    Quem pode se candidatar

    O principal pré-requisito é possuir histórico de atuação em negócios sociais – seja em empreendimento próprio ou através da expansão de um negócio já existente. Também é necessário demonstrar habilidades de liderança – como perfil de execução e tomada de risco – e comprovar necessidade financeira.

    Para concorrer, é preciso marcar a opção “Skoll Scholarship” enquanto estiver fazendo a sua candidatura para o programa de MBA (que inclui envio de cartas de recomendação, cartas de recomendação e notas do GMAT ou GRE). Os candidatos aceitos receberão, juntamente com a carta de aceite, um formulário online de candidatura para a bolsa, que consiste em uma série de perguntas dissertativas a respeito da sua experiência como empreendedor, o impacto social do seu trabalho e uma justificativa de por que você seria um forte candidato para a bolsa.

    As rodadas de admissão têm prazos em 9 de setembro, 28 de outubro e 6 de janeiro.

    O que são Negócios Sociais?

    A Skoll Scholarship é oferecida a empreendedores que tenham começado ou trabalhado em iniciativas com propósito social. Oxford e a Saïd Business School definem um negócio social como “uma iniciativa que combina inovação, desenvoltura e uso de oportunidades para abordar desafios críticos, sejam eles sociais e/ou ambientais. Você pode ter iniciado uma organização com ou sem fins lucrativos, ou pode ter liderado um programa/projeto dentro de uma organização maior – em ambos os casos, o objetivo principal deve ter sido de criar mudanças sustentáveis no sistema”.

    MBA em Oxford

    O MBA em Oxford, assim como em boa parte das universidades europeias, é um programa com duração de um ano e inclui aulas expositivas, trabalhos em grupo, seminários e a possibilidade de realizar um estágio ou projeto de verão. Os candidatos também têm a oportunidade de puxar disciplinas eletivas de outras áreas da Universidade de Oxford, considerada por diversos rankings uma das 5 melhores do mundo.

    Confira aqui mais detalhes sobre a bolsa.

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/empreendedores-podem-concorrer-a-bolsa-integral-para-mba-em-oxford/

  • Chevening: estão abertas as inscrições para bolsas no Reino Unido

    Estão abertas até o dia 7 de novembro as inscrições para o programa Chevening, que concede bolsas de estudo no Reino Unido para alunos de mais de 160 países, incluindo o Brasil. Em geral, as bolsas são para programas de pós-graduação de um ano (mestrado ou MBA) em diversas universidades do Reino Unido, com início previsto em setembro de 2018.

    Benefícios das Bolsas de Estudo

    As bolsas Chevening cobrem as passagens de ida e volta para o Reino Unido, anuidade de até £ 13.000, taxas administrativas da universidade e ainda incluem uma quantia mensal de dinheiro para as despesas pessoais do aluno. Acesse o site do programa e saiba mais!

    Além de cobrir integralmente o curso escolhido pelo candidato, a bolsa oferece um auxílio mensal para gastos com passagens, moradia e demais custos essenciais. Tudo isso por um ano completo.

    Este ano, a novidade do programa é a parceria com a Fundação Lemann, que financiará candidatos nas áreas de Educação, Saúde e Políticas Públicas. As parcerias com a Fundação Parque Tecnológico Itaipu e o escritório Pinheiro Neto Advogados continuam, financiando mestrados nas áreas de energia renovável e direito, respectivamente.

    Quem pode se candidatar à Chevening

    Candidatos de qualquer área de atuação, com excelente desempenho acadêmico e perfil de liderança, são foco do programa. “Buscamos futuros líderes que desejam realizar mudanças de impacto onde atuam. Estamos prontos para levar mais um grupo de brasileiros ao Reino Unido em 2018”, diz Carlos Eduardo Mesquita, responsável pelo Chevening no Brasil.

    Outras características esperadas de um bolsista são:

    – Ser formado há até 10 anos (é o que eles chamam de mid-career), demonstrar habilidade intelectual e ter potencial de liderança;
    – Ter experiência profissional de, pelo menos, dois anos (aqui também se aplicam trabalho voluntário, estágio remunerado ou não-remunerado);
    – Desejar retornar ao seu país de origem após concluir os estudos para utilizar os conhecimentos adquiridos no Reino Unido;
    – Possuir um histórico profissional de excelência e conquistas, e ter potencial para se tornar um grande líder em sua área;
    – Demonstrar que possui as qualidades pessoais necessárias para se beneficiar da bolsa de estudos e utilizá-la em sua carreira;
    – Desejar se conectar a outros bolsistas Chevening enquanto estiver estudando no Reino Unido e também depois que retornar ao seu país de origem;
    – Possuir uma ideia bastante clara de como o curso que irá fazer poderá beneficiar seu país de origem.

    O processo seletivo tem apenas duas fases: na primeira, o candidato envia a documentação exigida e as cartas de recomendação. Na segunda, é convidado para uma entrevista em inglês na Embaixada Britânica ou em cidades que tenham consulado britânico. “É um processo longo e burocrático. Durou quase um ano, mas de fato é a melhor coisa que eu fiz na vida”, relembra a bolsista Olga Correia, que estudou Gestão do Esporte na Loughborough University, interior do Reino Unido.

    Sobre a Chevening

    Chevening é um programa mundial de bolsas de estudo do Governo Britânico. A primeira bolsa no Brasil foi oferecida, em 1938, a Vinicius de Moraes. Em 2016, mais de 1800 pessoas se inscreveram no programa. E, sessenta e cinco mestrandos foram escolhidos para estudar em diversas universidades do Reino Unido. Essas pessoas fazem parte da rede Cheveners, uma das mais influentes e respeitadas redes globais da atualidade. Junte-se a elas!

    As bolsas do programa Chevening oferecem intensa vivência internacional e oportunidades de desenvolvimento profissional, acadêmico e pessoal. Presente no Brasil há mais de 30 anos, o Chevening já beneficiou cerca de 1.500 brasileiros. São pessoas que tiveram a chance de estabelecer laços sociais, culturais, acadêmicos e comerciais com a rede de Cheveners em todo o mundo.

     

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/chevening-estao-abertas-as-inscricoes-para-bolsas-no-reino-unido/?utm_source=Push&utm_medium=PushNotification&utm_campaign=pushnotificationsef

  • Mitacs Globalink Research Internship: bolsa para pesquisa no Canadá tem inscrições abertas

    Mitacs Globalink Research Internship, um programa que oferece bolsas de estudo completas para universitários realizarem pesquisas em universidades canadenses, está com inscrições abertas até 18 de setembro. O programa de bolsa para pesquisa no Canadá existe desde 1999 e já levou mais de 450 estudantes internacionais para o país.

    Interessados em concorrer precisam ter no mínimo 18 anos e estar matriculado em um curso de graduação. O candidato deve ter realizado pelo menos um semestre do curso e ter no mínimo três ainda remanescentes. Outro requisito da seleção é ter notas superiores a 8 e ter obtido 600 ou mais pontos no Enem.

    Sobre o programa e as inscrições

    Para se inscrever, é necessário enviar currículo (veja o modelo de currículo pedido pela seleção), carta de recomendação (veja o modelo de carta de recomendação exigido para concorrer à bolsa para pesquisa no Canadá) de um professor e o histórico escolar em inglês. No processo de inscrição, os candidatos precisam indicar de três a sete projetos de interesse em três províncias canadenses diferente. A lista das universidades participantes está disponível no site.

    As bolsas de estudo incluem despesas como: passagens aéreas, seguro saúde, hospedagem e alimentação. Além disso, os selecionados pelo programa podem concorrer à bolsas para mestrado ou doutorado no Canadá especiais para ex-alunos deste programa.

    Os contemplados com a bolsa para pesquisa no Canadá  vão passar doze semanas no país, a partir de maio de 2018, realizando pesquisas supervisionadas em instituições canadenses. Segundo o site do programa, são aceitas candidaturas de universitários de qualquer curso e a interdisciplinariedade é encorajada pelo programa. São aceitos projetos específicos e também mais genéricos.

    Faça sua inscrição para as bolsas de estudos no Canadá

    FONTE: http://partiuintercambio.org/bolsas-de-estudo/bolsa-para-pesquisa-no-canada-tem-inscricoes-aberta/