Início do conteúdo
Progressão por Mérito de Servidor Técnico-Administrativo

É o desenvolvimento funcional do servidor na carreira, através da mudança no padrão de vencimento, mediante avaliação de desempenho.

 As progressões por mérito são efetivadas na data em que o servidor completa o interstício legal de 18 (dezoito) meses contados a partir da data de exercício no cargo, acrescentando-se à contagem o tempo relativo à ocorrência das seguintes licenças e afastamentos previstos em lei: faltas não justificadas, suspensão disciplinar, licença por motivo de doença em pessoa da família, licença para acompanhar cônjuge, licença para tratar de interesses particulares, licença para atividade política, licença incentivada, afastamento para exercício de mandato eletivo.

 

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS SERVIDORES TAE´s

 

PROGRESSÃO POR MÉRITO PROFISSIONAL – Orientações Gerais

O Programa de Avaliação de Desempenho dos Servidores Técnico-Administrativos da UFPel tem como um de seus objetivos aferir o desempenho do servidor para obtenção de progressão por mérito na carreira.

Esse Programa foi recentemente aprovado pelo Conselho Universitário (Consun) da nossa Instituição através da Resolução nº 13, de 28 de setembro de 2017.

A primeira etapa da Avaliação consiste no cadastramento do PLANO INDIVIDUAL DE TRABALHO.

Conforme previsto no artigo 10, da Resolução mencionada acima, a Avaliação de Desempenho será realizada com base nas atividades descritas no Plano de Trabalho e, nesse sentido, todos os servidores, em comum acordo com a chefia imediata, deverão preencher o Plano, no qual deverão ser descritas as atividades desenvolvidas pelo servidor.

Além disso, as atividade descritas no Plano devem estar de acordo com a descrição do cargo ocupado pelo servidor prevista na Lei nº 11.091/2005, sob pena de configurar desvio de função, com repercussões legais.

A segunda etapa consiste na Avaliação propriamente dita. 

Servidor, sua participação é fundamental para o desenvolvimento da avaliação de desempenho na UFPel.

                                                                                          

Fundamento legal:

Lei nº11.091/05
Decreto nº 5.825/06